Cervejas Inglesas – Parte I

Comments
3.730 visitas

cedulapound2.jpg

Muitos dos brasileiros que viajam à Inglaterra e visitam os pubs britânicos retornam com a impressão de que cerveja inglesa é sinônimo de breja quente, “choca”, amarga e sem colarinho. Em alguns pubs, a impressão é verdadeira. Mas quase sempre não é culpa da cerveja, e sim da forma como é servida. BREJAS pôs à prova algumas cervejas da terra da Rainha que comumente são vendidas  no Brasil em empórios e lojas on-line. A seguir, as nossas impressões.

fullerspride.jpg

Pra começar, vamos às brejas da Fuller´s Brewery, cervejaria fundada em 1845. O primeiro rótulo avaliado na degustação foi o da London Pride, cerveja no estilo Premium Bitter (BJCP) com 4,7% de teor alcoólico, de coloração âmbar e um bom creme, mas de curta duração. No aroma, como é característico do estilo, muito lúpulo, além de malte e um leve frutado. O sabor, em linhas gerais, acompanha o aroma, adicionando a ele notas caramelizadas e tostadas. O final é longo, tostado, adstringente e refrescante, com excelente drinkability e pedindo o novo gole. Uma ótima cerveja, recebendo a nota 3,27 no Ranking BREJAS.

fullersporter.jpg

Da mesma cervejaria, a London Porter, possui coloração vermelho-escura intensa, com creme consistente mas pouco persistente e 5,4% de teor alcoólico. Como convém ao estilo, o aroma é predominantemente formado por café, chocolate amargo e malte torrado. Degustada acompanhada pelo chocolate meio-amargo, cresceu em drinkability, apresentando surpreendente desempenho (taí a dica!). O final é seco e amargo mas, amenizado pelo chocolate, deu pra brincar bem. No Ranking BREJAS, alcançou a nota 3,37.

fullersesb.jpg

A Fuller´s ESB (abreviação de Extra Special Bitter) é classificada, no BJCP, no mesmo estilo Premium Bitter da London Pride, mas as duas brejas guardam interessantes particularidades entre si. Esta aqui tem 5,9% de teor alcoólico, coloração âmbar intensa e creme branco pouco persistente e consistente. O aroma é perfumado de lúpulo, mas também contém presenças cítricas bem marcantes. No sabor, além do lúpulo, há malte-caramelo e toques amadeirados. Cerveja de final curto mas de conjunto equilibrado, ganhando a nota 3,48 no Ranking BREJAS.

No post de amanhã falaremos das demais cervejas inglesas disponíveis no mercado nacional degustadas pelo BREJAS. Cheers!

Comentários

  1. […] anunciamos no post de ontem, falaremos das demais brejas britânicas disponíveis no mercado brasileiro, postas à prova pelos […]

  2. Rodrigo Campos disse:

    A London Porter está entre as melhores cervejas que já provei. Não é a toa que ela é considerada uma referência para o estilo. Chocolate puro, delícia. Pena que aqui em Fortaleza não é possível comprá-la. Somente quando estou em São Paulo.
    Um aviso para a Boxer, tenta vender seus produtos por aqui que vai vender!

    Abraços.
    Rodrigo Campos
    Fortaleza-CE

  3. Mauricio (BREJAS) disse:

    Grande Rodrigo.

    Não foi à toa que testamos a Porter juntamente com o chocolate amargo em barra. Deu pra ter a exata noção do estilo, além do que ficou de chorar de tão bom…

    Quanto à distribuição, acho que os importadores brasileiros ainda estão amedrontados demais, achando que as cervejas importadas não vão vender em algumas regiões do país. Também acho que é um medo injustificável. Coisa boa vende em qualquer lugar…

    Um abração.

  4. Carlos Henrique Bosenbecker disse:

    Excelente como as cervejas esta pág. dá várias dicas sobre algums delas da “terra da rainha”.
    Eu tenho preferência por duas que não foram citadas, além dos rótulos lindos e um sabor “very special”:
    RUDDLES COUNTY e OLD SPECKELD HEN.
    Vale a pena conferir ou melhor, experimentar.
    Elementar meu caro Watson!

Cursos do Brejas

Participe dos cursos de cerveja do Brejas

  • Fabricação de Cerveja Caseira
  • Estilos e Degustação de Cerveja