Cadastre-se
Cantillon Kriek

Cantillon Kriek

Daniel C.Daniel C.  
 
3.1 (12)
3408   0   1  
 
Escrever Avaliação
Adicionar a uma lista
Cantillon Kriek

Informações

Cervejaria
Álcool (%)
5% ABV
Ativa
Temperatura
Copo ideal
Some pubs nowadays offer 200 or even 300 beers to their customers. It hasn't always been like this. Many years ago, only the local products were sold. In order to make the list a little bit longer, the brewers invented recipes based on the local fruits.

The most famous among the fruit beers is without doubt the Kriek.

Artist : Raymond Coumans, 1989
On a warm summer day, a lorry coming from the auction at Sint-Truiden delivers 4.000 kgs of fresh Kellery cherries to the brewery.
The brewery staff will then put about 150 kgs of fruits in oakwood or chestnutwood barrels which can contain 650 litres of lambic and which have been cleaned some days before.

These barrels are filled with healthy lambics which are more or less one and a half year old. These are not so easy to find, because many beers are still ill at that age. These "oily" beers will have to mature for some months in the main barrel. When the Kriek barrels are filled with the fruits and with the lambic (about 500 litres), the hole in the barrel is closed with a sheet of paper in order to avoid contact with impurities.

Five days later, the fermentation starts. The sugars from the lambic and from the fruits bring about the activity of the yeasts which are concentrated in the wood and in the skin of the fruits. A marvelous pink or red foam decorates the old barrels in the cellar.

Normally, the fermentation stops around the 10th of August. The barrels are then closed and the acid lambic begins to extract the taste and the colour from the fruits. Flies and mosquitoes haunt the cellars and are likely to provoke bad infections. Due to the presence of the home spider, however, a natural predator which is more efficient than any insecticide, the Cantillon Brewery presents a natural equilibrium which enables us to produce our beers.

Artist : Raymond Coumans, 1989
The fermentation of the Kriek in the bottle generally starts in the beginning of October. Two barrels of Kriek from the first extraction and two from the second are pumped into a huge barrel. (The second extraction is obtained by filling the barrel for a second time in order to extract as much from the fruits as possible). It is also possible to blend a certain quantity of young lambic with the Kriek in order to obtain a second fermentation in the bottle. The Kriek goes through a natural saturation, normally after three to five months in the bottle. We recommend to drink the Kriek within one year after the bottling.

The fermentation will change the primary taste of the product and the Kriek will be dominated by the character of the lambic. The red colour will change into more oily shades. This is, however, a personal point of view. Some customers conserve their Kriek for a long time and like it that way. Kriek is a traditional summer beer. It is a very thirst-quenching beer which tastes deliciously with a big slice of brown bread with white cheese, radishes, onions and chives.

Years ago, people who drank Kriek in a pub were also given two lumps of sugar and a "stoemper" on a small plate. With the "stoemper", the customer could crush the sugar on the bottom of his glass and sweeten it in a natural way in order to eliminate the sour taste.

The Kriek 100% Lambic is available in 37, 5cl (1/2) and 75 cl (1/1) bottles.

Avaliações

12 avaliações

 
(1)
 
(5)
 
(2)
 
(2)
 
(2)
Avaliação Geral 
 
3.1
 
7/10  (12)
 
3/5  (12)
 
12/20  (12)
 
3/5  (12)
 
6/10  (12)
Para escrever uma avaliação por favor registre-se ou .
Ver todas as avaliações Ver as mais úteis
Avaliação Geral 
 
4.4
Aroma 
 
9/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
18/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
9/10

Na taça apresentou coloração avermelhada e com uma espuma rosa de boa formação e média persistência. Aromas frutados de cereja e notas bem avinagradas. No sabor as cerejas destacam-se ainda mais, adicionando um pouco de madeira e acidez. Final seco e adstringente, com corpo leve e alta carbonatação. Excelente.

Detalhes

Degustada em
07/Dezembro/2016
Envasamento
Volume em ml
355 ml
Considera esta avaliação útil? 
Avaliação Geral 
 
4.4
Aroma 
 
9/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
17/20
Sensação 
 
5/5
Conjunto 
 
9/10

Cerveja de coloração avermelhada com espuma rosa de boa formação e duração.
Aroma levemente azedo, com presença de aromas selvagens servindo de base para as intensas notas de frutas vermelhas destacando-se, obviamente, as cerejas. Delicioso esse aroma.
Sabor ácido, frutado e com leve amargor. As cerejas aqui aparecem de forma magistral dando sensações agradabilíssimas à cerveja. As notas selvagens aparecem e dão uma acidez moderada sem agredir.
Equilíbrio perfeito e ótima drikability.

Maravilhosa. Pena que custe tão caro.

Detalhes

Degustada em
16/Fevereiro/2014
Envasamento
Volume em ml
375 ml
Onde comprou
Mamãe Bebidas - BH
Preço
R$ 45,00
Considera esta avaliação útil? 
Avaliação Geral 
 
3.9
Aroma 
 
7/10
Aparência 
 
3/5
Sabor 
 
17/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
8/10

A Cantillon Kriek é do estilo lambic-fruit, o qual caracteriza cervejas de alta fermentação feitas a partir de fermentação espontânea (sem adição de fermento) à base de trigo e malte de cevada em que as bactérias e microorganismos presentes no ambiente se encarregam de fazer o resto, surgindo assim uma Lambic. Na fase de maturação se adiciona fruta, no caso cerejas, passando a ser uma Lambic-fruit. No estilo predomina o aroma da fruta assim como no sabor a mesma se evidencia com intensidade. Possuem pouco adocicado e não se prestam à guarda. O aroma ácido/azedo que caracteriza as lambic's lembra nitidamente celeiro, couro etc. O lúpulo usado é envelhecido e se presta à conservação e não para conferir amargor. É estilo nativo da região de Bruxelas na Bélgica e as frutas mais comumente usadas são cerejas e framboesas, mas atualmente a variedade empregada aumentou bastante tais como pêssego, morango, damasco e etc. Curiosidade: como o fermento e as bactérias necessárias para a produção da cerveja encontram-se no ar, dentro da cervejaria, o ambiente não pode ser limpo para que o equilíbrio local não seja alterado.

É produzida pela Cervejaria Cantillon, instalada na cidade de Bruxelas na Bélgica e sua história remonta ao ano de 1900 quando foi fundada por Paul Cantillon. É a última cervejaria da região de Bruxelas e atualmente a quarta geração da família está a frente da cervejaria. No local há um museu de Geuze em cuja visitação se pode encontrar maquinário antigo de produção cervejeira. No amplo portfólio há uma quantidade considerável de cervejas com altas avaliações em sites gringos e afora as comemorativas também são produzidas cerca de 10 (dez) cervejas regulares, destacando-se a clássica Bruocsella Grand Cru, a Saint Lamvinus e a Vigneronne (adição de uvas em ambas), a Geuze etc.

Engarrafada em 07.12.2009 - validade 2015. A garrafa de 375ml é verde, tampa preta, e vem ilustrada com a gravura de uma cerejeira à frente de um vilarejo. No contra-rótulo se pode encontrar os ingredientes, temperatura de serviço, graduação alcóolica etc. Como dito anteriormente as lambic-fruit não 'devem' ser guardadas por longo período. Isto porque o prazo de um ano é um bom lapso para se aproveitar o aroma/sabor da fruta em toda a sua plenitude. A partir daí o caráter de lambic vai se intensificando.

Vertida na tação revelou um líquido de coloração avermelhado claro, opaco, com espuma rosada de médias formação, volume e persistência e sem lacing. Perlage (bolhas) perceptível.

O aroma é agradavelmente azedo e frutado, ostentando vinagre, limão, madeira, cortiça, curral, couro, marzipã e reminiscências de cereja. Sem malte, lúpulo ou álcool.

O sabor é complexo e sobressai a acidez, lembrando nitidamente vinagre, mas que não chega a ser agressivo, podendo-se perceber um bom equilíbrio. A cereja é apenas sutilmente perceptível vez que passados quase 04 (quatro) anos do engarrafamento. Saliente mesmo está o caráter azedo/ácido de lambic com intensas notas de terra, couro, celeiro, madeira e salgado. A carbonatação é média-alta e o corpo é leve. O final é extremamente seco e adstringente e o retrogosto é longo e azedo. O álcool de 5,0% ABV é discreto e harmoniza o conjunto. Boa drinkability!

Estilo tradicional e selvagem! Realmente se trata de uma cerveja bruta do tipo ame-a ou odeie-a. Confesso que ainda estou me habituando à tanto azedume e acidez, mas posso dizer que encontrei uma agradabilidade e refrescância no conjunto e digo que vale outras degustações como forma de ir aprimorando o paladar. Afinal, se os belgas apreciam tanto as lambic's é possível, a meu ver, se agradar delas.

Recomendo!

Detalhes

Degustada em
14/Setembro/2013
Envasamento
Volume em ml
375 ml
Onde comprou
http://www.speciaalbierpakket.nl
Preço
6,30 euros
Considera esta avaliação útil? 
Avaliação Geral 
 
4.7
Aroma 
 
9/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
19/20
Sensação 
 
5/5
Conjunto 
 
10/10

A kriek da Cantillon é um ícone entre as fruit lambics. Não só porque cerejas são as clássicas frutas adicionadas às lambics e porque este é um exemplar tradicional ("oude") do estilo, não adoçado, mas também porque a Cantillon consegue um excelente equilíbrio entre os aromas da fermentação espontânea, da maturação em barris e da fruta, aliados a uma sensação primorosamente tânica e estruturada na boca. A belíssima cor rosada-avermelhada mostra-se intensa, profunda e opaca, com espuma rosada ligeira. No aroma, uma festa: cerejas e frutas vermelhas frescas e ácidas misturam-se aos tons amendoados e de marzipã típicos do estilo. O evidente terroso do terroir da Cantillon mescla-se ao frutado e resulta em um aroma muito vívido e delicioso de canela, que realmente eleva o patamar desta cerveja. Notas animais e de couro e algo de madeira complementam o perfil, mas são menos poderosas do que em outras cervejas da Cantillon, dando destaque à fruta e aos tons amendoados e de especiarias. Na boca, muita acidez no início do gole, aparecendo depois uma suave doçura de especiarias e um amargor tânico que vai se destacando progressivamente à medida que a acidez desaparece e deixa um gosto na boca de canela, madeira e cerejas. As Cantillon já foram mais agressivamente ácidas, mas a cervejaria tem investido em novos barris há quase 10 anos, resultando em cervejas deliciosamente balanceadas (apesar de que, para um iniciante ao estilo, ainda possam parecer um pouco radicais). O corpo é leve e a sensação é de secura e crocância, com uma sólida estrutura de taninos que lhe dá consistência. Para mim, esta é uma kriek lambic de referência, sem concessões, que consegue ser ao mesmo tempo poderosa e deliciosamente fresca e delicada. Depois de aprender a apreciar uma kriek como essa, você nunca mais vai ficar feliz com os rótulos mais comerciais, desnecessariamente adoçados.

Detalhes

Degustada em
08/Outubro/2012
Envasamento
Volume em ml
200 ml
Onde comprou
Cervejaria Cantillon
Preço
2 euros
Considera esta avaliação útil? 
Avaliação Geral 
 
4.2
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
18/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
8/10

Verte liquido vermelho-escuro de cor bem "viva" e apetitosa. Um escasso colarinho branco se forma e some rapidamente. Não há espuma persistente na superficie e muito menos retenção nas laterais, ambos atributos esperados para as Lambics.

No aroma temos cerejas azedas, limão, funky e azedo. Todos as notas coexistindo em harmonia. Nada absurdamente forte.

O sabor é delicioso e começa bem azedo, intenso e frutado, com notas dominantes de cereja complementadas por outras frutas cítricas como o limão. Mas a atração principal dessa cerveja não são as frutas e sim o fermento vivo e espontâneo usado pela Cantillon: peculiares notas de estábulo, notas spicy e funky aparecem no final do gole.

O corpo é baixo com carbonatação alta apesar da falta de colarinho. O mouthfeel é adstringente e bem seco, amarrando a boca a cada gole. Aftertaste longo a azedo deixa a boca salivando para o proximo gole.

Senhoras e Senhores esta é a Kriek original. Complexa, frutada e refrescante. Um pouco difícil para os iniciantes em sour beers mas depois que o paladar se "acostuma" essa cerveja fica realmente imperdível.

Detalhes

Degustada em
15/Fevereiro/2011
Envasamento
Volume em ml
300 ml
Onde comprou
EUA
Preço
US$ 7.00 o copo
Considera esta avaliação útil? 
Ver todas as avaliações

Cursos do Brejas

Participe dos cursos de cerveja do Brejas

  • Fabricação de Cerveja Caseira
  • Estilos e Degustação de Cerveja
Cadastre-se