Cadastre-se
Petrus Aged Pale

Petrus Aged Pale

Ricardo SangionRicardo Sangion  
 
3.6 (27)
5541   0   5  
 
Escrever Avaliação
Adicionar a uma lista
Petrus Aged Pale

Informações

Cervejaria
Importadora
Álcool (%)
7.3% ABV
Ativa
Temperatura
Copo ideal
.

Avaliações

27 avaliações

 
(1)
 
(18)
 
(7)
 
(1)
1 estrela
 
(0)
Avaliação Geral 
 
3.6
 
7/10  (27)
 
4/5  (27)
 
14/20  (27)
 
4/5  (27)
 
7/10  (27)
Para escrever uma avaliação por favor registre-se ou .
Ver todas as avaliações Ver as mais úteis
Avaliação Geral 
 
4.6
Aroma 
 
9/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
17/20
Sensação 
 
5/5
Conjunto 
 
10/10

Servida na tulipa apresentou coloração dourada límpida com espuma branca de boa formação e ótima persistência. No aroma temos lichia, graviola, vinho branco, vinagre, mousse de limão, couro e baunilha. Na boca as notas mais proeminentes remetem à limão, azeitonas verdes, alecrim, maçã, vinho verde português e um apimentado que remete à jambu. Tem bom corpo, carbonatação mediana e textura frisante. É uma cerveja com personalidade, selvagem e com características ímpares.

Detalhes

Envasamento
Volume em ml
355 ml
Onde comprou
Yeasteria
Considera esta avaliação útil? 
Avaliação Geral 
 
3.6
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
14/20
Sensação 
 
3/5
Conjunto 
 
7/10

Detalhes

Degustada em
09/Dezembro/2016
Envasamento
Considera esta avaliação útil? 
Avaliação Geral 
 
3.5
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
13/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
6/10

Cor amarela turva, com creme branco de média formação e duração. Aroma rico na acidez, com presença de uva verde, vinho branco seco, especiarias. Paladar sour intenso e na medida que a temperatura sobe a acidez e azedo se intensificaram. Boa carbonatação, média/baixa drinkability, com adstringência, paladar amadeirado, com especiarias. Final ácido e azedo, com retrogosto idem e longo.

Detalhes

Degustada em
10/Julho/2016
Envasamento
Volume em ml
750 ml
Petrus Aged Pale - Wagner Gasparetto
Considera esta avaliação útil? 
(Atualizado: 18 de Dezembro de 2015)
Avaliação Geral 
 
4.3
Aroma 
 
9/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
17/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
9/10

Temperatura de degustação: Nove graus Celsius.
Cor: Dourada escura translúcida.
Creme: Média formação de creme branco que mantém uma camada persistente, com algumas marcas na taça.
Aroma: Bem sour, só de sentir o aroma a salivação percorre a boca, sugerindo algo muito ácido, azedo, madeira, aromas selvagens de couro, fazenda e frutado de uvas verdes.
Sabor: Acompanha o aroma, mostrando-se predominantemente ácido-azedo por todo o gole, com final medianamente amargo e bem ácido salivando a boca, persistente. O retrogosto traz um pouco de cravo. Muito refrescante, excelente breja!

Detalhes

Envasamento
Considera esta avaliação útil? 
(Atualizado: 21 de Novembro de 2015)
Avaliação Geral 
 
4.3
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
17/20
Sensação 
 
5/5
Conjunto 
 
9/10

Petrus Aged Pale | Estilo: Belgian-Style Sour Ale | ABV: 7.3% | Origem: Bélgica

A "De Brabandere" (ex-Brouwerij Bavik) é uma tradicional cervejaria familiar belga localizada na vila de Bavikhove, porção sul de Flandres Ocidental. Em atividade desde 1854, ela teve como fundador o fazendeiro flamengo Adolphe De Brabandere, quem inicialmente visava apenas o consumo próprio. Todavia, sob o comando do filho, Joseph De Brabandere, logo se desenvolveu ali a produção da cerveja que era a grande novidade da época: uma lager estilo Pilsen.

Após séculos de cervejas escuras, a Europa estava obcecada pelo aspecto cristalino das aclamadas 'pilseners' (algo nunca visto até então). Some-se a isso o fato de a Revolução Industrial ter popularizado os belos copos de vidro transparente e entenderemos então o encanto que a visão de uma cerveja dourada e brilhante exercia sobre as pessoas. Isso fez com que muitas cervejarias pequenas acabassem fechando devido a queda interesse pela escuras 'ales' tradicionais. Assim, foi dentro desse contexto que a "De Brabandere" prosperou graças a sua pilsen (chamada"Bavik").

A empresa é hoje a maior cervejaria de Flanders Ocidental, produzindo cerca de 80.000 barris por ano com exportação para diversos países.

PETRUS AGED PALE ALE, A CERVEJA MÂE

O rótulo, parte da linha "Petrus Sours", traz uma espécie de 'Flanders Red Ale' clara envelhecida por 20 meses em tonéis de carvalho com capacidade para 220 hectolitros. Durante esse período, a cerveja interage com uma série de microrganismos presentes na madeira (tais comoleveduras do gênero 'Brettanomyces' e bactérias) fazendo com que ela desenvolva um perfil ácido e selvagem. Oportunamente chamada de "cerveja mãe", ela está presente em todos os 'blends' que compõem o os demais rótulos da linha "Petrus Sours" nas seguintes proporções:

_Petrus Oud Bruin (33% de Aged Pale Ale + 67% de 'brown ale' jovem);

_Petrus Aged Red (15% de Aged Pale Ale + 85% de 'dubbel' com adição de suco de cereja);

Petrus 50/50 (50% de Oud Bruin + 50% de Aged Red).

Numa sacada divertida, a cervejaria sugere ainda que consumidor crie seus próprios 'blends' através da mistura livre entre todos rótulos.

A INFLUÊNCIA DE MICHAEL JACKSON

Não fosse pelo saudoso "Beer Hunter", talvez hoje não teríamos a oportunidade de provar a "Cerveja Mãe". Isso porque ela não era comercializada individualmente, sendo apenas produzida para entrar na composição dos outros rótulos.

A história conta que Michael Jackson, em sua visita a "De Brabandere", pediu ao dono para experimentar em estado puro a cerveja velha que era adicionada à Oud Bruin. Tendo seu pedido atendido, ficou impressionado com a qualidade da "cerveja mãe" e perguntou se poderia comprar um pouco dela para distribuir em seus clubes de degustação nos Estados Unidos e Inglaterra. À principio o dono declinou, só concordando mais tarde em vendê-la caso Michael Jackson comprasse incríveis 75 mil litros. O "Beer Hunter" aceitou o negócio e de quebra foi solicitado a batizá-la. O fato dela ser clara e velha fez com que Michael Jackson a chamasse de "Pale and Aged" - cunhando assim o nome.

A história também diz que no momento que alguns apreciadores belgas descobriram que grande quantidade da exclusiva "cerveja mãe" estava sendo despachada para outros países exigiram que a "De Brabandere" também a disponibilizasse no mercado local. Assim, frente ao recém-descoberto potencial comercial da cerveja - thanks Michael - a empresa resolveu incorporá-la como rótulo de linha.

****

Dourada e brilhante, mostra abundante formação de creme branco de longa permanência.

Aroma intrincado, sobrepondo elementos frutados, azedos, fenólicos e "funky" sobre um fundo amadeirado. Notas predominantes de damasco, ácido lático e vinagre precedem ecos de cravo, pimentão, couro e baunilha. Instigante!

Na boca revela corpo médio-baixo de textura porosa e elevada carbonatação. Traços láticos e acéticos costuram delicada base maltada proporcionando uma acidez distinta sem ser excessiva. Algo que lembra vinho branco e araçá surge em paralelo enquanto cravo, pimentão e couro pululam ao fundo. O final é azedinho, levemente salgado, tânico e picante. Notas de pimenta preta, azeitona e baunilha insinuam-se no retrogosto. Álcool bem inserido e considerável 'drinkability'.

Cerveja belíssima, que entrega tudo o que fãs de 'Sour Ales' esperam de maneira equilibrada e elegante. Verdadeira jóia para apreciadores do estilo, felizmente disponível por um preço acessível. Recomendo muito!

Detalhes

Degustada em
20/Novembro/2015
Envasamento
Volume em ml
330 ml
Onde comprou
Empório Toscana, Ribeirão Preto - SP
Considera esta avaliação útil? 
Ver todas as avaliações

Cursos do Brejas

Participe dos cursos de cerveja do Brejas

  • Fabricação de Cerveja Caseira
  • Estilos e Degustação de Cerveja
Cadastre-se