Entre com o Facebook
Val-Dieu Triple

Val-Dieu Triple

http://www.brejas.com.br/media/reviews/photos/thumbnail/300x300s/de/41/b6/101_valdieutriple_1236873787.jpg
 
4.5 (3)
 
4.3 (17)
8627   2   13
 
Escrever Avaliação

Informações

Álcool (%)
9% ABV
Ativa:
Temperatura
Copo ideal

A Val-Dieu Triple é uma cerveja belga do estilo Belgian Tripel, fabricada pela L'Abbaye du Val-Dieu.

Fotos

Avaliações do Editor

Média de pontuação do editor por: 3 usuário(s)

Avaliação Geral 
 
4.5
Aroma 
 
9/10  (3)
Aparência 
 
5/5  (3)
Sabor 
 
18/20  (3)
Sensação 
 
5/5  (3)
Conjunto 
 
9/10  (3)

Excelente Tripel, deliciosamente frutada, com força de tripel belga superior. O final é surpreendente, anestesiando levemente de maneira homogênia e deixando o paladar macio, suave. Umas das melhores do gênero, apesar de ter toda as caracteristicas das boas tripels, apresenta detalhes próprios e bem acentuados. Bela cerveja.
Avaliação Geral 
 
4.3
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
18/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
9/10
Michel Wagner Analisado por Michel Wagner 01 de Outubro de 2008
Avaliador Top 50  -   Veja todas minhas avaliações (367)

Excelente Tripel, deliciosamente frutada, com força de tripel belga superior. O final é surpreendente, anestesiando levemente de maneira homogênia e deixando o paladar macio, suave. Umas das melhores do gênero, apesar de ter toda as caracteristicas das boas tripels, apresenta detalhes próprios e bem acentuados. Bela cerveja.

Detalhes

Degustada em
16/Agosto/2008
Envasamento
Garrafa
Volume em ml
330 ml
Onde comprou
Bruges
Preço
1,60EUROS
Adicionar foto/arquivo
Considera esta avaliação útil? 
Indescritível gosto de floral de malte. Uma Ale Tripel MARAVILHOSA, pra dizer o mínimo. Sedosa, maltada, destaca-se o aroma e o final de hortelã (!). Cravo, damascos, especiarias, fermento e notas florais levemente doces.
Avaliação Geral 
 
4.5
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
18/20
Sensação 
 
5/5
Conjunto 
 
9/10

Indescritível gosto de floral de malte. Uma Ale Tripel MARAVILHOSA, pra dizer o mínimo. Sedosa, maltada, destaca-se o aroma e o final de hortelã (!). Cravo, damascos, especiarias, fermento e notas florais levemente doces.

Detalhes

Degustada em
14/Novembro/2007
Envasamento
Garrafa
Volume em ml
330 ml
Onde comprou
Amsterdam
Adicionar foto/arquivo
Considera esta avaliação útil? 
Coloração âmbar clara turva, com um fantástico creme branco denso, cremoso e persistente. Frutada e floral. Complexa, mas suave. Equilibradíssima. Muito próxima da perfeição. Levemente amarga e adocicada. Suave é a palavra! Carbonatação média/baixa. Completa, sem exageros.
Avaliação Geral 
 
4.6
Aroma 
 
10/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
17/20
Sensação 
 
5/5
Conjunto 
 
9/10
Daniel C. Analisado por Daniel C. 23 de Agosto de 2008
Atualizado pela última vez: 20 de Abril de 2009
Avaliador Top 10  -   Veja todas minhas avaliações (1061)

Coloração âmbar clara turva, com um fantástico creme branco denso, cremoso e persistente. Frutada e floral. Complexa, mas suave. Equilibradíssima. Muito próxima da perfeição. Levemente amarga e adocicada. Suave é a palavra! Carbonatação média/baixa. Completa, sem exageros.

Detalhes

Degustada em
06/Novembro/2007
Envasamento
Garrafa
Volume em ml
330 ml
Onde comprou
Amsterdam
Adicionar foto/arquivo
Considera esta avaliação útil? 
 

Avaliações dos usuários Ver todas as avaliações de usuários

Avaliação média dos usuários: 17 usuário(s)

Avaliação Geral 
 
4.3
Aroma 
 
8/10  (17)
Aparência 
 
4/5  (17)
Sabor 
 
17/20  (17)
Sensação 
 
4/5  (17)
Conjunto 
 
9/10  (17)
Para escrever uma avaliação por favor registre-se ou .
Espuma de longa formação e duração , a coloração se alterou durante a degustação, na boca excelente equilibrio , muito saborosa. Aromática , envolvente , na medida certa. Com certeza das melhores tripel. Quero mais
Avaliação Geral 
 
4.3
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
18/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
9/10
Marco Christensen Analisado por Marco Christensen 22 de Julho de 2014
Atualizado pela última vez: 24 de Julho de 2014
Avaliador Top 1000  -   Veja todas minhas avaliações (23)

Espuma de longa formação e duração , a coloração se alterou durante a degustação, na boca excelente equilibrio , muito saborosa. Aromática , envolvente , na medida certa. Com certeza das melhores tripel. Quero mais

Detalhes

Degustada em
22/Julho/2014
Envasamento
Garrafa
Volume em ml
330 ml
Onde comprou
beer4u
Preço
20
Adicionar foto/arquivo
Considera esta avaliação útil? 
Coloração levemente âmbar, com creme branco, denso, de ótima formação e duração. Aroma frutado, maltado e alcoólico. O sabor é marcante e levemente adocicado, e a drinkability é surpreendente, devido à complexidade e aos 9%. O retrogosto é razoavelmente seco.
Avaliação Geral 
 
4.2
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
17/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
8/10
Rodrigo Piancastelli Analisado por Rodrigo Piancastelli 09 de Julho de 2014
Atualizado pela última vez: 09 de Julho de 2014
Avaliador Top 100  -   Veja todas minhas avaliações (316)

Coloração levemente âmbar, com creme branco, denso, de ótima formação e duração. Aroma frutado, maltado e alcoólico. O sabor é marcante e levemente adocicado, e a drinkability é surpreendente, devido à complexidade e aos 9%. O retrogosto é razoavelmente seco.

Detalhes

Envasamento
Garrafa
Volume em ml
330 ml
Adicionar foto/arquivo
Considera esta avaliação útil? 
-
Avaliação Geral 
 
4.3
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
17/20
Sensação 
 
5/5
Conjunto 
 
9/10

-

Detalhes

Envasamento
Garrafa
Volume em ml
330 ml
Onde comprou
Marché Saint Quentin - Paris
Adicionar foto/arquivo
Considera esta avaliação útil? 
A Val-Dieu Triple é do estilo Belgian Tripel (sub-estilo do Belgian Strong Ale). Por certo o mais clássico dos estilos belga caracteriza cervejas de alta fermentação, claras ou escuras, equilibradas, saborosas, complexas, alcoólicas e que utilizam na receita algo como 3 vezes a quantidade habitual de malte. Com mais "alimento" as leveduras permanecem em ação por mais tempo e o resultado é uma gama maior de aromas, sabores e álcool do que numa dubbel, por exemplo, e menor do que numa quadruppel em regra.

É produzida pela "L' Abbaye du Val-Dieu" (do francês: Abadia Vale de Deus), antigo mosteiro cisterciense fundado em 1216 e que está intimamente ligado à história da Bélgica. De lá para cá, em razão de guerras e também da Revolução Francesa, foi destruído e reconstruído quatro vezes. Isso só foi possível com a determinação dos monges que fez com que a abadia resistisse e reabrisse uma vez mais em 1844. A produção dita moderna de cervejas começou em 1987 e resgatou as antigas e seculares receitas da abadia. Atualmente a cervejaria é conduzida por laicos, mas ainda está instalada no mesmo prédio da quase milenar abadia em Aubel, no leste da Bélgica, cidade próxima de Alemanha e Holanda. O portfólio é amplo, destacando-se a Val-Dieu Blonde, a Grand Cru, a Bière de Noel etc.

É interessante como a tradição cervejeira está tão intimamente ligada aos monastérios católicos na Bélgica (vide a quantidade de rótulos com ilustrações religiosas). E, de fato, ao longo dos séculos a produção de cerveja serviu principalmente como pão líquido aos monges que passavam os dias orando e trabalhando.

A garrafa é parrudinha de 330 ml, cor marrom, e ostenta um belo e colorido rótulo ornado com a gravura da abadia, com alguns animais pelo pátio. O contra-rótulo é bem completo e em francês exalta a utilização de receita centenária no fabrico desta jóia.

Vertida na taça revelou um líquido de coloração alaranjada, turbidez pronunciada, com espuma branca, de exuberante formação, consistente, volumosa e de destacada manutenção e que desenhou algumas rendas nas laterais mantendo-as por algum tempo. Perlage perceptível - bolhas pequeninas.

O aroma é muito complexo e aromático, tendo apresentado destacadas notas de malte caramelo, frutado de pêssego e damasco, algo cítrico que lembra raspa de limão, especiarias (pimenta), leveduras e lúpulo herbal.

O sabor é igualmente complexo, próprio das tradicionais receitas belgas. No paladar o líquido apresentou-se oleoso e ostentou um belo início adocicado. Além das notas maltadas, leveduras, um frutado de pêssego, banana e damasco, notas cítricas de casca de laranja e limão, especiarias (pimenta) e um amargor discreto. O álcool de 9,0% ABV, conquanto pronunciado, não é agressivo e está dentro do padrão. O final se mostrou agridoce e seco ao passo que o retrogosto saiu-se alcóolico e um pouco picante. Com corpo médio e carbonatação suave a drinkability se revelou excelente!

A mim o conjunto restou harmonioso, potente, saboroso, agradável e representou muitíssimo bem um estilo bastante tradicional.

Imperdível!
Avaliação Geral 
 
4.5
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
18/20
Sensação 
 
5/5
Conjunto 
 
9/10
Fabiano Pereira Analisado por Fabiano Pereira 26 de Agosto de 2013
Avaliador Top 100  -   Veja todas minhas avaliações (224)

A Val-Dieu Triple é do estilo Belgian Tripel (sub-estilo do Belgian Strong Ale). Por certo o mais clássico dos estilos belga caracteriza cervejas de alta fermentação, claras ou escuras, equilibradas, saborosas, complexas, alcoólicas e que utilizam na receita algo como 3 vezes a quantidade habitual de malte. Com mais "alimento" as leveduras permanecem em ação por mais tempo e o resultado é uma gama maior de aromas, sabores e álcool do que numa dubbel, por exemplo, e menor do que numa quadruppel em regra.

É produzida pela "L' Abbaye du Val-Dieu" (do francês: Abadia Vale de Deus), antigo mosteiro cisterciense fundado em 1216 e que está intimamente ligado à história da Bélgica. De lá para cá, em razão de guerras e também da Revolução Francesa, foi destruído e reconstruído quatro vezes. Isso só foi possível com a determinação dos monges que fez com que a abadia resistisse e reabrisse uma vez mais em 1844. A produção dita moderna de cervejas começou em 1987 e resgatou as antigas e seculares receitas da abadia. Atualmente a cervejaria é conduzida por laicos, mas ainda está instalada no mesmo prédio da quase milenar abadia em Aubel, no leste da Bélgica, cidade próxima de Alemanha e Holanda. O portfólio é amplo, destacando-se a Val-Dieu Blonde, a Grand Cru, a Bière de Noel etc.

É interessante como a tradição cervejeira está tão intimamente ligada aos monastérios católicos na Bélgica (vide a quantidade de rótulos com ilustrações religiosas). E, de fato, ao longo dos séculos a produção de cerveja serviu principalmente como pão líquido aos monges que passavam os dias orando e trabalhando.

A garrafa é parrudinha de 330 ml, cor marrom, e ostenta um belo e colorido rótulo ornado com a gravura da abadia, com alguns animais pelo pátio. O contra-rótulo é bem completo e em francês exalta a utilização de receita centenária no fabrico desta jóia.

Vertida na taça revelou um líquido de coloração alaranjada, turbidez pronunciada, com espuma branca, de exuberante formação, consistente, volumosa e de destacada manutenção e que desenhou algumas rendas nas laterais mantendo-as por algum tempo. Perlage perceptível - bolhas pequeninas.

O aroma é muito complexo e aromático, tendo apresentado destacadas notas de malte caramelo, frutado de pêssego e damasco, algo cítrico que lembra raspa de limão, especiarias (pimenta), leveduras e lúpulo herbal.

O sabor é igualmente complexo, próprio das tradicionais receitas belgas. No paladar o líquido apresentou-se oleoso e ostentou um belo início adocicado. Além das notas maltadas, leveduras, um frutado de pêssego, banana e damasco, notas cítricas de casca de laranja e limão, especiarias (pimenta) e um amargor discreto. O álcool de 9,0% ABV, conquanto pronunciado, não é agressivo e está dentro do padrão. O final se mostrou agridoce e seco ao passo que o retrogosto saiu-se alcóolico e um pouco picante. Com corpo médio e carbonatação suave a drinkability se revelou excelente!

A mim o conjunto restou harmonioso, potente, saboroso, agradável e representou muitíssimo bem um estilo bastante tradicional.

Imperdível!

Detalhes

Degustada em
26/Agosto/2013
Envasamento
Garrafa
Volume em ml
330 ml
Onde comprou
http://www.speciaalbierpakket.nl
Preço
1,90 euros
Adicionar foto/arquivo
Considera esta avaliação útil? 
Líquido de coloração âmbar clara, turva. Creme alvo de altas formação, consistência e persistência.
Aroma é um bouquet quase que indescritível de sensações organolépticas, acho que é a Tripel mais aromática que já tive a oportunidade de degustar. Combinação de malte adocicado, leveduras, especiarias, que trazem sensação de panificados recém tirados do forno, além de frutas amarelas, particularmente damascos, e uvas brancas, e lúpulo floral herbáceo. O sabor traz à tona todas as sensações do aroma, com final adocicado leve. Líquido extremamente sedoso, que preenche a boca, mas leve. Álcool perfeitamente inserido. Curiosamente, como o Maurício citou acima, notas expressivas de hortelã.
Devo salientar que não sou fã de Belgian Tripel de forma geral, mas fui completamente arrebatado por essa garrafinha simples, mas que traz nela uma experiência sublime!
Avaliação Geral 
 
4.7
Aroma 
 
10/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
18/20
Sensação 
 
5/5
Conjunto 
 
9/10
Thiago Ribeiro de Carvalho Analisado por Thiago Ribeiro de Carvalho 17 de Maio de 2013
Atualizado pela última vez: 17 de Maio de 2013
Avaliador Top 50  -   Veja todas minhas avaliações (482)

Líquido de coloração âmbar clara, turva. Creme alvo de altas formação, consistência e persistência.
Aroma é um bouquet quase que indescritível de sensações organolépticas, acho que é a Tripel mais aromática que já tive a oportunidade de degustar. Combinação de malte adocicado, leveduras, especiarias, que trazem sensação de panificados recém tirados do forno, além de frutas amarelas, particularmente damascos, e uvas brancas, e lúpulo floral herbáceo. O sabor traz à tona todas as sensações do aroma, com final adocicado leve. Líquido extremamente sedoso, que preenche a boca, mas leve. Álcool perfeitamente inserido. Curiosamente, como o Maurício citou acima, notas expressivas de hortelã.
Devo salientar que não sou fã de Belgian Tripel de forma geral, mas fui completamente arrebatado por essa garrafinha simples, mas que traz nela uma experiência sublime!

Detalhes

Degustada em
16/Maio/2013
Envasamento
Garrafa
Volume em ml
330 ml
Onde comprou
Mercado Municipal de Curitiba
Preço
R$25,90
Adicionar foto/arquivo
Considera esta avaliação útil? 
 
Ver todas as avaliações de usuários
 

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: brejas@brejas.com.br

Cursos do Brejas

Participe dos cursos de cerveja do Brejas

  • Fabricação de Cerveja Caseira
  • Estilos e Degustação de Cerveja
Entre com o Facebook