Entre com o Facebook
Drei Adler Damned By God

Drei Adler Damned By God

http://www.brejas.com.br/media/reviews/photos/thumbnail/300x300s/e7/8a/f9/3271-drei-adler-damned-by-god-71-1403032850.jpg
 
0.0
 
2.6 (1)
596   1   0
 
Escrever Avaliação

Informações

Álcool (%)
8.8% ABV
Ativa:
Temperatura
Copo ideal
.

Avaliações dos usuários

Avaliação média dos usuários: 1 usuário(s)

Avaliação Geral 
 
2.6
Aroma 
 
6/10  (1)
Aparência 
 
3/5  (1)
Sabor 
 
10/20  (1)
Sensação 
 
2/5  (1)
Conjunto 
 
5/10  (1)
Para escrever uma avaliação por favor registre-se ou .
Numa interpretação de um dos estilos mais amaldiçoados do mundo cervejeiro, que tem nomes como Duvel, Lucifer, Malheur e Maudite, a Drei Adler também entra na onda com a sua Belgian Golden Strong Ale batizada de Damned By God.
Servida na taça, apresentou coloração dourada, um pouco "fosca", e opaca. Seu creme se formou com um bom volume, apresentando cor branca e uma persistência razoável.
Algo de estranho já foi perceptível no aroma. A cerveja estava com aromas que me lembraram a Saison dos caras, ou seja, aromas de leveduras selvagens do gênero Brettanomyces. Minha primeira percepção de aroma é de queijo, seguida de notas frutadas de pêssego em caldas, banana e limão. Os maltes se fazem bem presentes, trazendo algo de mel, pão e xarope. Por fim, aromas mais terrosos e apimentados (pimenta-do-reino).
O paladar traz a doçura dos maltes com bastante destaque, que é ainda ressaltado pelos toques frutados que ainda trazem um pouquinho de acidez. O final traz toques medicinais um pouco incomodos e uma sensação que remete a cervejas de fermentação espontânea, denunciando talvez algum tipo de contaminação. Tem carbonatação média para alta, corpo médio e o álcool presente.
De longe foi a cerveja da Drei Adler que menos me agradou. Acredito ter ocorrido algum escorregão por aí. Os aromas de fermentação espontânea encobriram os delicados aromas frutados das leveduras.
Avaliação Geral 
 
2.6
Aroma 
 
6/10
Aparência 
 
3/5
Sabor 
 
10/20
Sensação 
 
2/5
Conjunto 
 
5/10
Pedro Bianchi Analisado por Pedro Bianchi 09 de Março de 2012
Avaliador Top 50  -   Veja todas minhas avaliações (715)

Numa interpretação de um dos estilos mais amaldiçoados do mundo cervejeiro, que tem nomes como Duvel, Lucifer, Malheur e Maudite, a Drei Adler também entra na onda com a sua Belgian Golden Strong Ale batizada de Damned By God.
Servida na taça, apresentou coloração dourada, um pouco "fosca", e opaca. Seu creme se formou com um bom volume, apresentando cor branca e uma persistência razoável.
Algo de estranho já foi perceptível no aroma. A cerveja estava com aromas que me lembraram a Saison dos caras, ou seja, aromas de leveduras selvagens do gênero Brettanomyces. Minha primeira percepção de aroma é de queijo, seguida de notas frutadas de pêssego em caldas, banana e limão. Os maltes se fazem bem presentes, trazendo algo de mel, pão e xarope. Por fim, aromas mais terrosos e apimentados (pimenta-do-reino).
O paladar traz a doçura dos maltes com bastante destaque, que é ainda ressaltado pelos toques frutados que ainda trazem um pouquinho de acidez. O final traz toques medicinais um pouco incomodos e uma sensação que remete a cervejas de fermentação espontânea, denunciando talvez algum tipo de contaminação. Tem carbonatação média para alta, corpo médio e o álcool presente.
De longe foi a cerveja da Drei Adler que menos me agradou. Acredito ter ocorrido algum escorregão por aí. Os aromas de fermentação espontânea encobriram os delicados aromas frutados das leveduras.

Detalhes

Envasamento
Garrafa
Adicionar foto/arquivo
Considera esta avaliação útil? 
 

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: brejas@brejas.com.br

Cursos do Brejas

Participe dos cursos de cerveja do Brejas

  • Fabricação de Cerveja Caseira
  • Estilos e Degustação de Cerveja
Entre com o Facebook