Entre com o Facebook
Drei Adler Mula sem cabeça Amber

Drei Adler Mula sem cabeça Amber

http://www.brejas.com.br/media/reviews/photos/thumbnail/300x300s/2b/e0/77/_mula-sem-cabeca-amber-ale-1343482071.jpg
 
0.0
 
3.1 (2)
508   1   0
 
Escrever Avaliação

Informações

Álcool (%)
5.7% ABV
IBU
30
Ativa:
Dry-hopping com Amarillo + (Palisade ou Willamette)
Candy Sugar
Cerveja seca, com notas maltadas e lúpulos americanos. Possui ainda dry-hopping com Palisade ou Willamette, lúpulos cítricos e bastante aromáticos.

Avaliações dos usuários

Avaliação média dos usuários: 2 usuário(s)

Avaliação Geral 
 
3.1
Aroma 
 
7/10  (2)
Aparência 
 
3/5  (2)
Sabor 
 
13/20  (2)
Sensação 
 
3/5  (2)
Conjunto 
 
6/10  (2)
Para escrever uma avaliação por favor registre-se ou .
A versão com dry-hopping de lúpulo Palisade apresentou no copo uma cor avermelhada profunda, em tonalidade grená e reflexo âmbar contra a luz. Sua espuma teve uma boa formação e baixa retenção, de tom bronzeado e aspecto fofo que deixou uma fina película. O seu aroma mostrou uma lupulosidade média, mas intensa, além de algum frescor. Notas frutadas e cítricas de laranja, tangerina e maracujá, além de frutas amarelas. Sensações resinosas características de “pine” e um pouco de rusticidade lembrando casca de árvores. Um pouco do herbáceo apareceu com algo verde e picante de capim, cidreira. Cheiro de fermento um pouco acima da média e sulfuroso. Uma leve sugestão de esterificação de frutas vermelhas, em especial cereja. A maltosidade surgiu com intensidade média onde apareceu o caramelo, pão, açúcar e um suave tostado. O seu sabor começou com um bom frutado. Notas cítricas de laranjas e maracujá, com bem intensa nesta segunda. Lupulosidade que segue com notas herbais de capim, cidreira e boldo, porém com suave picante não agressivo. O amargor também soou médio-baixo, carecendo de uma maior agressividade. A maltagem deu gosto de caramelo, pão e casca, algum tostado e açúcar. Sabor de levedura. Alguma acidez foi presente que causou uma sensação um pouco acre e adstringente. O corpo foi baixo que causou sensação de aguado. Sua carbonatação foi média a quase alta e que dava uma picância na língua proveniente das borbulhas. O fim foi seco e de residual verde. Retrogosto adstringente. Ela prima por um corpo maior (sua atenuação foi baixa), uma maior intensidade na lupulosidade de aroma e amargor, mas é saborosa e fácil de beber.
Essa cerveja possui duas versões, uma com dry hopping de Palisade, outra de Willamette, achei ambas bem similares no aroma, apenas a versão Palisade me soou com uma lupulosidade mais fresca e evocando mais o cítrico.
Avaliação Geral 
 
3.2
Aroma 
 
7/10
Aparência 
 
3/5
Sabor 
 
13/20
Sensação 
 
3/5
Conjunto 
 
6/10

A versão com dry-hopping de lúpulo Palisade apresentou no copo uma cor avermelhada profunda, em tonalidade grená e reflexo âmbar contra a luz. Sua espuma teve uma boa formação e baixa retenção, de tom bronzeado e aspecto fofo que deixou uma fina película. O seu aroma mostrou uma lupulosidade média, mas intensa, além de algum frescor. Notas frutadas e cítricas de laranja, tangerina e maracujá, além de frutas amarelas. Sensações resinosas características de “pine” e um pouco de rusticidade lembrando casca de árvores. Um pouco do herbáceo apareceu com algo verde e picante de capim, cidreira. Cheiro de fermento um pouco acima da média e sulfuroso. Uma leve sugestão de esterificação de frutas vermelhas, em especial cereja. A maltosidade surgiu com intensidade média onde apareceu o caramelo, pão, açúcar e um suave tostado. O seu sabor começou com um bom frutado. Notas cítricas de laranjas e maracujá, com bem intensa nesta segunda. Lupulosidade que segue com notas herbais de capim, cidreira e boldo, porém com suave picante não agressivo. O amargor também soou médio-baixo, carecendo de uma maior agressividade. A maltagem deu gosto de caramelo, pão e casca, algum tostado e açúcar. Sabor de levedura. Alguma acidez foi presente que causou uma sensação um pouco acre e adstringente. O corpo foi baixo que causou sensação de aguado. Sua carbonatação foi média a quase alta e que dava uma picância na língua proveniente das borbulhas. O fim foi seco e de residual verde. Retrogosto adstringente. Ela prima por um corpo maior (sua atenuação foi baixa), uma maior intensidade na lupulosidade de aroma e amargor, mas é saborosa e fácil de beber.
Essa cerveja possui duas versões, uma com dry hopping de Palisade, outra de Willamette, achei ambas bem similares no aroma, apenas a versão Palisade me soou com uma lupulosidade mais fresca e evocando mais o cítrico.

Detalhes

Degustada em
05/Agosto/2012
Envasamento
Garrafa
Volume em ml
330 ml
Onde comprou
produtor
Preço
8,00
Adicionar foto/arquivo
Considera esta avaliação útil? 
Mula sem Cabeça Amber Ale
Aparência: Coloração cobre escuro, turva. Espuma bege, baixa formação e persistência.
Aroma: Presença forte e agradável de lúpulo. Bastante frutada, lembrando manga, maracujá e tamarindo. Pouca presença de malte.
Sabor: Lúpulo muito presente, maltes leves. Bem frutada. Final médio, aftertaste bom, seguindo o sabor da breja, com forte presença de lúpulo.
Tato: Corpo leve, chega a ser aguado. Carbonatação e cremosidade baixas, adstringência leve.
Geral: A cerveja precisa de um pouco mais de equilíbrio, perde bastante para outras ambers de mercado. Drinkability média. Destaque para o dry-hopping muitobem executado.
Breja com potencial. Sugiro aumentar a carga de maltes, um pouco a carbonatação e a densidade.
Avaliação Geral 
 
3.0
Aroma 
 
7/10
Aparência 
 
2/5
Sabor 
 
13/20
Sensação 
 
2/5
Conjunto 
 
6/10
Luan Ferre Analisado por Luan Ferre 06 de Agosto de 2012
Avaliador Top 500  -   Veja todas minhas avaliações (187)

Mula sem Cabeça Amber Ale
Aparência: Coloração cobre escuro, turva. Espuma bege, baixa formação e persistência.
Aroma: Presença forte e agradável de lúpulo. Bastante frutada, lembrando manga, maracujá e tamarindo. Pouca presença de malte.
Sabor: Lúpulo muito presente, maltes leves. Bem frutada. Final médio, aftertaste bom, seguindo o sabor da breja, com forte presença de lúpulo.
Tato: Corpo leve, chega a ser aguado. Carbonatação e cremosidade baixas, adstringência leve.
Geral: A cerveja precisa de um pouco mais de equilíbrio, perde bastante para outras ambers de mercado. Drinkability média. Destaque para o dry-hopping muitobem executado.
Breja com potencial. Sugiro aumentar a carga de maltes, um pouco a carbonatação e a densidade.

Detalhes

Degustada em
22/Julho/2012
Envasamento
Garrafa
Volume em ml
355 ml
Onde comprou
Direto com produtor
Preço
R$8,00
Adicionar foto/arquivo
Considera esta avaliação útil? 
 

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: brejas@brejas.com.br

Cursos do Brejas

Participe dos cursos de cerveja do Brejas

  • Fabricação de Cerveja Caseira
  • Estilos e Degustação de Cerveja
Entre com o Facebook