Cadastre-se
Falke Vivre Pour Vivre

Falke Vivre Pour Vivre Hot

BrejasBrejas  
 
4.1 (23)
12648   0   1  
 
Escrever Avaliação
Adicionar a uma lista
Falke Vivre Pour Vivre

Informações

Cervejaria
Álcool (%)
4.7% ABV
Ativa
Sazonal
Temperatura
Copo ideal
É uma cerveja estilo Souer and Fruit Beer produzida pela Falke com jabuticaba e nome inspirado no filme Viver por viver de Claude Lelouch. É uma obra de arte, o ápice da ousadia da família Falcone que durante 3 anos de intenso trabalho e pesquisa maturou essa cerveja, atuando minunciosamente em seu complexo processo e revolucionando o mundo cervejeiro nacional com a primeira fruit bier genuinamente brasileira com a mais nacional das frutas, a jabuticaba. O resultado supera qualquer expectativa. Desde a apresentação rosada e densa, passando pelo aroma marcante e terminando em um paladar complexo, rico e diferente de qualquer coisa que se possa ter provado. Ela é ácida, suave sem ser doce com um conjunto remetendo aos espumantes mais sofisticados. Enfim, uma obra prima nacional, um marco na história da revolução cervejeira.

Avaliações

23 avaliações

 
(2)
 
(21)
3 estrelas
 
(0)
2 estrelas
 
(0)
1 estrela
 
(0)
Avaliação Geral 
 
4.1
 
8/10  (23)
 
4/5  (23)
 
17/20  (23)
 
4/5  (23)
 
8/10  (23)
Para escrever uma avaliação por favor registre-se ou .
Ver todas as avaliações Ver as mais úteis
Avaliação Geral 
 
4.2
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
3/5
Sabor 
 
19/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
8/10

Aroma vinagre de maçã, frisante e frutado. Sabor levemente azedo, um pouco lácteo, cítrico, jabuticaba levemente, final doce e ácido.

Detalhes

Degustada em
03/Agosto/2015
Envasamento
Volume em ml
750 ml
Considera esta avaliação útil? 
Avaliação Geral 
 
3.9
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
15/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
7/10

-*-

Detalhes

Degustada em
08/Setembro/2011
Envasamento
Volume em ml
750 ml
Considera esta avaliação útil? 
(Atualizado: 01 de Outubro de 2012)
Avaliação Geral 
 
4.0
Aroma 
 
7/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
17/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
8/10

Finalmente degustei a lendária Vivre Pour Vivre, primeira Lambic produzida no Brasil. E, diga-se de passagem, com muita qualidade.

Seu visual é bastante inusitado, excêntrico. Nos primeiros copos, sua coloração é escura, porém com tonalidade próxima de um marrom escuro mais opaco, meio puxado para rosado/perolado. No copo final da garrafa, o líquido veio praticamente preto. Ela é um cerveja muitíssimo efervescente e turva, mas não consegui notar sedimentos. Formou uma manta gigantesca de creme claro, bastante fofo e disforme, que assentou rapidamente restando permanentemente uma média fatia cremosa sobre o líquido. Deixou pouco lacing nas laterais.

O aroma é forte e desprende com grande facilidade. Até pelo estilo, são intensas as características cítricas/avinagradas e principalmente de frutado rústico, da fruta de jabuticaba mesmo, similar a uva, cereja ou amora. Já dá para prever uma altíssima acidez e um quê de mofo/levedura, mas que não é demérito, tampouco off-flavor. Tudo isso encobre as demais notas, que são percebidas somente com muito esforço olfativo: um pouco de cereal, flores, frutas escuras, dentre outros ésteres/fenóis. Belo conjunto, muito harmonioso e saboroso.

Na boca, há enorme equilíbrio entre a doçura frutada e o azedume rústico Lambic. Enorme acidez, que pinica a língua e o palato. A fruta (jabuticaba) é totalmente perceptível, bem como sensações periféricas de outras frutas vermelhas. Final do gole intenso, com uma aura frisante, que lembra fenólico. Retrogosto saboroso, ainda azedo/cítrico, com pontadas adstringentes e sensações de cereal, mofo e jabuticaba. O corpo dessa cerveja é leve. A carbonatação é média/alta, com textura crocante/sparkling, que atenua a acidez. O álcool é totalmente imperceptível. A drinkability é muito boa. Somente não é melhor porque o estilo é realmente agressivo e selvagem, mas não espanta.

Lambic é um estilo no qual o foco deixa de ser a dupla malte/lúpulo e passa a ser a fruta adicionada à fabricação com fermentação espontânea. Aqui na Vivre Pour Vivre, isso se percebe muito bem, pois certamente o foco é a jabuticaba. O caráter mofado de levedura, que resulta em altíssima acidez, também faz papel fundamental. O rótulo é extremamente bem executado e cumpre bem a proposta de estilo. Além disso, é uma bebida muito saborosa e até fácil de beber, que mesmo rústica e selvagem, consegue agradar paladares menos iniciados no estilo. Por fim, vale a pena notar que um estilo belga tão tradicional, tão antigo e arcaico, possa ser fabricado com um ingrediente tipicamente brasileiro, como foi o caso. Excelente e recomendadíssima!!!

Detalhes

Degustada em
01/Outubro/2012
Envasamento
Volume em ml
750 ml
Onde comprou
EAP
Preço
R$200
Considera esta avaliação útil? 
Avaliação Geral 
 
4.4
Aroma 
 
9/10
Aparência 
 
3/5
Sabor 
 
18/20
Sensação 
 
5/5
Conjunto 
 
9/10

["Em um momento de empolgação ébria, comprei com um grande amigo e entusiasta essa cerveja"]

Castanha rosada, turva, com creme fino e leve, porém persistente. A aparência é no mínimo inusitada.
Aromas ácidos remetendo a vinagre de maca, mostarda, rosas, algo marinho (água do mar?) e notas animais, lembrando suor. Complexo e exótico, mas harmônico e feminino. Não percebi claramente a jabuticaba no aroma.
Sabor equilibrado, suave e sublime. O selvagem balanceia com o frutado azedo da jabuticaba (que agora sim aparece. Muito bem inserida) e com o salgado. Na boca ela consegue ser complexa e ao mesmo tempo delicada.
Realmente é uma experiência única! Tudo isso aliado a história da cerveja é de se emocionar!!!

Lambics de extrema qualidade?! Sim, chegamos lá!

Detalhes

Degustada em
06/Setembro/2012
Envasamento
Volume em ml
750 ml
Onde comprou
Seu Romão - BH
Considera esta avaliação útil? 
Avaliação Geral 
 
3.8
Aroma 
 
7/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
13/20
Sensação 
 
3/5
Conjunto 
 
10/10

Em um momento de empolgação ébria, comprei com um grande amigo e entusiasta essa cerveja ao final do meu aniversário no mencionado estabelecimento. Depois de muitos namoros com a Vivre pour Vivre nas prateleiras de lojas especializadas, finalmente provei a bendita. E não me decepcionei. É claro que é uma cerveja totalmente não convencional, mas como outros confrades aqui relataram, é uma das lambics mais harmônicas que já provei (apesar de não ter provado muitas) e se é que dá pra chamar uma lambic de harmônica. A cor rosa dela é linda, com uma certa viscosidade conferida pela guarda prolongada da breja. A espuma, rosácea, presente e passageira. O aroma, na minha amostra, tinha evidentes notas de picles, com um leve avinagrado e um quê de lático. O complexíssimo e sutil sabor trouxe principalmente notas avinagradas, bem suaves, com lembranças de jabuticada, ácido lático (remetendo a produtos lácteos fermentados) e algo no fundo de frutas vermelhas, com um dulçor bem discreto. Uma experiência indispensável ao fã de cerveja, mas, na minha opinião, somente uma experiência mesmo.

Detalhes

Envasamento
Volume em ml
750 ml
Onde comprou
Seu Romão - BH
Considera esta avaliação útil? 
Ver todas as avaliações

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: brejas@brejas.com.br

Cursos do Brejas

Participe dos cursos de cerveja do Brejas

  • Fabricação de Cerveja Caseira
  • Estilos e Degustação de Cerveja
Cadastre-se