Entre com o Facebook
De Molen Mout & Mocca 2

De Molen Mout & Mocca 2

http://www.brejas.com.br/media/reviews/photos/thumbnail/300x300s/ef/1a/1a/_128323-1336929238.jpg
 
0.0
 
4.5 (1)
449   1   0
 
Escrever Avaliação

Informações

Álcool (%)
10% ABV
Ativa:
Temperatura
Copo ideal

Czech hops: Premiant & Saaz. Environment/Farmer friendly coffee used: Guatemala, Antigua and Cuba Dark.

Avaliações dos usuários

Avaliação média dos usuários: 1 usuário(s)

Avaliação Geral 
 
4.5
Aroma 
 
9/10  (1)
Aparência 
 
5/5  (1)
Sabor 
 
17/20  (1)
Sensação 
 
5/5  (1)
Conjunto 
 
9/10  (1)
Para escrever uma avaliação por favor registre-se ou .
A De Molen não me decepciona. Há um grande perigo em usar café em cervejas, que pode dominar todo o conjunto e mascarar a complexidade dos aromas primários e secundários das cervejas. Tudo isso unindo-se ainda ao fato de ser necessário um café de ótima qualidade para conseguir um bom resultado final. A De Molen buscou na América Central esses bons grãos, mas a inspiração para criar esta boa cerveja já veio de tempos.
Apresentou uma coloração marrom bem escuro, com leves reflexos rubi e uma translucidez bem baixa. Seu creme de cor marrom claro, se formou com muita facilidade, apresentando uma boa duração e uma textura cremosa como chantilly, desenhando rendas por toda a lateral da taça.
Os aromas de café dominam como o esperado, mas surpreendentemente não encobrindo nem os delicados ésteres frutados que remetem a ameixas e uvas. Além disso, há uma robustez de maltes, que trazem lembranças de melaço além de cacau e toffee. Por fim, uma lupulagem abundante, como todas as Imperial Stout que provei da cervejaria, deixando em destaque os aromas herbais e picante da varietal tcheca, Saaz.
O caráter licoroso que me encanta nas Imperial Stout está ali. Numa carga de maltes violenta, o paladar abre com lembranças de xarope e licor de frutas escuras. Por fim, o final tende a um amargor intenso, tanto dos maltes torrados, quanto da lupulagem abundante. Os lúpulos permanecem no retrogosto, com um caráter mais apimentado. O corpo obviamente é extremamente denso, como não poderia deixar de ser, com tamanha carga de maltes.
Como todas as Imperial Stout da De Molen, tem um perfil extremamente marcante, que ainda é ressaltado pelos aromas marcantes do café e da típica lupulagem de suas cervejas. É extrema, mas extremamente equilibrada, como poucos sabem fazer. Uma das minhas cervejas com adição de café favoritas.
Avaliação Geral 
 
4.5
Aroma 
 
9/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
17/20
Sensação 
 
5/5
Conjunto 
 
9/10
Pedro Bianchi Analisado por Pedro Bianchi 23 de Maio de 2012
Avaliador Top 50  -   Veja todas minhas avaliações (715)

A De Molen não me decepciona. Há um grande perigo em usar café em cervejas, que pode dominar todo o conjunto e mascarar a complexidade dos aromas primários e secundários das cervejas. Tudo isso unindo-se ainda ao fato de ser necessário um café de ótima qualidade para conseguir um bom resultado final. A De Molen buscou na América Central esses bons grãos, mas a inspiração para criar esta boa cerveja já veio de tempos.
Apresentou uma coloração marrom bem escuro, com leves reflexos rubi e uma translucidez bem baixa. Seu creme de cor marrom claro, se formou com muita facilidade, apresentando uma boa duração e uma textura cremosa como chantilly, desenhando rendas por toda a lateral da taça.
Os aromas de café dominam como o esperado, mas surpreendentemente não encobrindo nem os delicados ésteres frutados que remetem a ameixas e uvas. Além disso, há uma robustez de maltes, que trazem lembranças de melaço além de cacau e toffee. Por fim, uma lupulagem abundante, como todas as Imperial Stout que provei da cervejaria, deixando em destaque os aromas herbais e picante da varietal tcheca, Saaz.
O caráter licoroso que me encanta nas Imperial Stout está ali. Numa carga de maltes violenta, o paladar abre com lembranças de xarope e licor de frutas escuras. Por fim, o final tende a um amargor intenso, tanto dos maltes torrados, quanto da lupulagem abundante. Os lúpulos permanecem no retrogosto, com um caráter mais apimentado. O corpo obviamente é extremamente denso, como não poderia deixar de ser, com tamanha carga de maltes.
Como todas as Imperial Stout da De Molen, tem um perfil extremamente marcante, que ainda é ressaltado pelos aromas marcantes do café e da típica lupulagem de suas cervejas. É extrema, mas extremamente equilibrada, como poucos sabem fazer. Uma das minhas cervejas com adição de café favoritas.

Detalhes

Envasamento
Garrafa
Adicionar foto/arquivo
Considera esta avaliação útil? 
 

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: brejas@brejas.com.br

Cursos do Brejas

Participe dos cursos de cerveja do Brejas

  • Fabricação de Cerveja Caseira
  • Estilos e Degustação de Cerveja
Entre com o Facebook