Cervejas milenares

Comentários
2.611 visitas

dogfishheadmilenares

1- CHATEAU JIAHU: recriação de bebida encontrada há nove mil anos no norte da China. Sai por US$ 12 e leva ingredientes como uvas, flocos de arroz, mel e crisântemos.

2- MIDAS TOUCH: uma bebida fermentada encontrada na Turquia há 2,7 mil anos deu origem a essa cerveja, hoje vendida por US$ 4.

3- SAH’TEA: reprodução de uma bebida do século IX, feita com levedura alemã Weizen, especiarias e frutos finlandeses. À venda por US$ 20.

4- THEOBROMA: à base de cacau, ela foi criada a partir de uma análise química de fragmentos impregnados em potes de argila com 3,2 mil anos e custa US$ 12.

Um grupo de pesquisadores americanos e chineses buscava artefatos milenares no sítio arqueológico na vila de Jiahu, no norte da China, quando se deparou com uma relíquia de valor inestimável.

O ano era 2005 e liderados pelo arqueólogo molecular Patrick McGovern, da Universidade da Pensilvânia, os pesquisadores encontraram potes de argila com resquícios de um líquido, que mais tarde seria identificado como uma das primeiras cervejas já produzidas pela humanidade, há nove mil anos. “O líquido estava dentro de potes fechados. Quando suas tampas foram removidas pela primeira vez, sentimos a fragrância de uma bebida fermentada”, disse McGovern à época.

samcalagione

Sam Calagione

Curioso para sentir o gosto da cerveja apreciada no período neolítico, ele não teve dúvida: procurou a cervejaria artesanal americana Dogfish Head para recriar a bebida. Depois de testes e mais testes em laboratório, eles lançaram a Chateau Jiahu. “Produzimos apenas 3,3 mil caixas da Chateau Jiahu por ano, o que reforça seu caráter especial”, explica Sam Calagione, proprietário e presidente da Dogfish Head.

Mapear os sabores e resgatar as fórmulas criadas há milhares de anos tornou-se quase uma especialidade da pequena cervejaria cravada em Milton, no Estado americano de Delaware. Além da Chateau Jiahu, que leva ingredientes como uvas, flocos de arroz fermentados, mel de flores selvagens, malte de cevada e crisântemos, a Dogfish Head já reconstruiu outras três bebidas com milhares de anos.

Uma delas, a Theobroma, à base de cacau, foi criada a partir de uma análise química de fragmentos impregnados em potes de argila com 3,2 mil anos, encontrados no Vale Ulua, em Honduras. Outra foi a Sah’tea – atualização de uma bebida do século IX, da Finlândia, com levedura alemã Weizen, especiarias e frutos. Por último, há também a Midas Touch, também fruto de uma parceria com o arqueólogo McGovern. A Midas reproduz o sabor de uma bebida fermentada encontrada, na Turquia, em uma tumba real que data de 2,7 mil anos atrás.

Fonte: IstoÉ Dinheiro

NOTA: Uma das brejas citadas na reportagem, a Midas Touch, foi provada por este escriba em minha viagem cervejeira aos EUA. Veja minhas notas e comentários sobre ela. Infelizmente, as cervejas ainda não estão à venda no Brasil. Alô, importadores!

5 Respostas para “Cervejas milenares”


  • Mais uma leva de cerveja que ficamso soh na infmração, primeiro pela diponibilidae segundo pela exclusividade, isso acoantece, mas agora ate arqueologos estão participando da cultura cervejeira, isso que é revolução cervejeira.

  • mas que grandaaa mentira… essa cerveja se tivesse esse tempo todo .. valia uma fortuna…

  • 3 fabio pancheri

    vergonha alheia pelo comentario acima

  • Ótimo. Tão bom o post que estou transcrevendo para o meu blog.
    Com o crédito.

  • 5 Davi Duarte Rocha

    Prezados!
    O Discovery Channel exibiu como a THEOBROMA foi fabricada, muito legal o program, com entrevistas e comentários do propietário.Sinto em não ter mais informações, mas tá aí uma dica para pesquisar no Youtube ou baixar.
    Abraços!

Deixe um comentário

Você deve logar-se para postar um comentário.



Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]