Resultado do Teste Cego de cervejas Pilsen Premium Brasileiras

36 Comentários
40.336 visitas

pilsenpremiumbrasileiras.JPG

Conforme anunciado neste post, BREJAS fez ontem (3/12), o Teste Cego das cervejas Pilsen nacionais que seus fabricantes denominam “Premium” ou “Puro Malte”.

Foram 12 rótulos testados. Para fazer justiça às brejas, as separamos por grupos, tendo em vista a ocorrência de vários empates técnicos. Veja abaixo resultado e as notas de cada breja. Clique no nome de cada uma para ver as notas de cada avaliador diretamente do nosso Ranking:

– 1º Grupo – AS CAMPEÃS: Bauhaus (4,3) e Mistura Clássica Premium (4,2);

– 2º Grupo: Brahma Extra (3,1), Cidade Imperial Clara (3,1), Gold (3,0) e Itaipava Premium (2,9);

– 3º Grupo: Bavaria Premium (2,6), Petra Aurum (2,4) e Therezópolis Gold (2,4);

– 4º Grupo: Black Princess Gold (2,1), Crystal Premium (1,9) e Cerpa Export (1,9).

———-NOTAS———-

  • Este Teste Cego, a exemplo de outros realizados pelos Confrades do BREJAS, foi realizado a partir de amostras oferecidas a cada Confrade (cerca de 150ml por rótulo, uma marca de cada vez). Tivemos absoluto cuidado para que as amostras não fossem identificáveis no momento da degustação. As notas foram dadas seguindo os parâmetros de avaliação adotados pelo BREJAS (veja aqui).
  • A validade de todas as amostras adquiridas é no ano de 2009.
  • As notas conferidas nesse Teste Cego não refletem obrigatoriamente as contidas no Ranking BREJAS, já que havia convidados especiais entre os Confrades, os quais avaliaram as cervejas dentro do estilo proposto.
  • A ordem na qual as cervejas foram servidas no Teste Cego foi a seguinte: Cidade Imperial Clara, Gold, Cerpa Export, Crystal Premium, Bavaria Premium, Therezópolis Gold, Petra Aurum, Brahma Extra, Black Princess Gold, Itaipava Premium, Mistura Clássica Premium e Bauhaus. Cai por terra, portanto outro mito: O de que após 5 cervejas degustadas todas se parecerão iguais ao paladar. Basta verificar que as campeãs foram servidas por último no Teste Cego.
  • Houve surpresas? Os rótulos compensam o custo-benefício? Você considera que uma breja Pilsen que ostenta em seu rótulo a informação de que é uma “Premium” ou “puro Malte” realmente pode ser melhor do que as “normais”?

    Enquanto você pensa sobre essas “torturantes” questões — e comenta aqui no Blog — curta o filme abaixo, que dá uma idéia legal do clima do Teste-Cego, bem como a forma que foi realizado pelo BREJAS.

    Cursos do BREJAS

    Confira o programa de Cursos e Palestras do BREJAS. Para quem quer aprender a fazer sua própria cerveja em casa, atenção para as novas datas para o Curso de Cerveja Artesanal. Para degustar com conhecimento, o caminho é o Curso de Degustação de Cervejas e Cultura Cervejeira. E, para um evento realmente diferente na sua empresa, com informação cervejeira e também diversão, a Palestra-Apresentação corporativa O Mundo da Cerveja.

    36 Respostas para “Resultado do Teste Cego de cervejas Pilsen Premium Brasileiras”


    • 1 David Jr (Ituverava-sp)

      Sem grandes surpresas dessa vez !!!

      Mostrou para min o que eu ja sabia, que a brahma extra e a gold são as melhores cevas populares. Já que todas que ficaram acima delas no teste não são tão populares e é um pouco mais dificil encontra-las.

    • 2 David Jr (Ituverava-sp)

      Ahh outra coisa, achei as notas das campeãs bastante elevadas, nunca as experimentei, justamente as unicas que nao bebi do teste, hehehe, fiquei curioso ! parabéns pela iniciativa, Abraços !

    • Notas bem elevadas para as primeiras… tenho agora que correr para acha-las
      não acho que dessa vez exista uma polemica grande
      a Cerpa mostrou o esperado, quando comprei ela, esperva algo muito bom, tomei e falei logo: “nada d+, nada d+ mesmo” agora acho que devo ter errado , ela não é nada! 😛

    • 4 Fabio Martelozzo

      Hum… as notas das duas vencedoras estão no mesmo patamar das notas do Brejas atribuídas à Leffe Radieuse, à Maredsous 8, à Tripel Karmeliet e à Unibroue 15!!!!

      Os testes cegos são extremamente válidos para uma comparação “corpo a corpo” sem o peso do rótulo, mas acho que as impressões da degustação e a nota (muito, muito complicado dar nota a produtos avaliados de maneira subjetiva) não podem ser levados tão a sério.

    • 5 Mauricio (BREJAS)

      Fabio,

      Você tem razão, e colocamos essa observação no próprio post (“As notas conferidas nesse Teste Cego não refletem obrigatoriamente as contidas no Ranking BREJAS, já que havia convidados especiais entre os Confrades, os quais avaliaram as cervejas dentro do estilo proposto”).

      Isso ocorreu porque:

      a) Os convidados foram solicitados a avaliar as brejas estritamente dentro do estilo, e

      b) Havia convidados especiais (embora cervejeiros, como o Afonso Landini, da A Turma) que jamais havia travado contato com o método de avaliação do BREJAS, razão pela qual avaliou as melhores com notas altíssimas para o nosso padrão.

      Assim, entendam o Teste Cego nele mesmo, sem vinculação estrita com o Ranking BREJAS.

      Um abração.

    • Quando experimentei a Bauhaus não me impressionou muita coisa. Muito tempo depois provei a Mistura Clássica e achei beeeeem acima do padrão das Premium.

      Acho que vou ter que colocar as duas “para brigar”.

      No mais, sem grandes surpresas.

    • Uma curiosidade: duas cervejas do estilo que apesar de serem marcas gringas são fabricadas no Brasil ficaram de fora: Heineken e Stella Artois. Teria sido interessante ver qual seria a Performance delas. Minha percepção é que a Heineken entraria no primeiro time enquanto a Stella, no máximo, ficaria grudada com a Therezópolis.

    • 8 Mauricio (BREJAS)

      Olá Karl,

      Você não sabe, mas essa questão da Stella e Heineken foi objeto de longas discussões quando estávamos selecionando os rótulos.

      No fim, elas ficaram de fora porque queríamos confrontar as marcas Premium BRASILEIRAS. E, mesmo sendo fabricadas por aqui, Heineken e Stella não são “brasileiras”. Poderíamos até colocá-las, mas daí com certeza geraria muitas críticas. Ainda mais se elas ficassem bem posicionadas…

      Um abração.

    • Olá,

      Vocês comem algo para “limpar” o paladar entre a prova das diferentes cervejas?
      Estou querendo fazer algo parecido aqui com os amigos.

      Abraços.

    • Fiquei meio decepcionado com as posições da Cerpa e da Therezópolis; acho que elas mereciam nota maior…
      Mas, enfim, como cometaram aí o teste reflete muito do momento e os resultados podem sofrer muitas influências.

    • Parabéns pelo novo teste. Nunca experimentei a Kaiser Gold mas vou procurá-la. Todos estão falando bem dela. Hoje mesmo tomei uma Therezopolis e continuo preferindo ela a Brahma extra mas isso é questão de gosto. E talvez um pouco de birra com a marca Brahma tb. Hehehe

    • A Bauhaus é mesmo uma bela cerveja e devia ser mais prestigiada, em visita á fábrica uma vez provei uma das primeiras bateladas e era um produto acima da média para uma grande cervejaria faço gosto que tenha conseguido uma bela colocação, parábens a turma do Egon.

    • EXISTE “CRYSTAL PREMIUM” ???????
      Não é piada isso?? Existe ‘Crystal Premium’? É aquela Crystal da Cervejaria Petrópolis (que na verdade é de Boituva)? Bem, baseando-me na Itaipava, da mesma fábrica, não há diferença entre a Itaipava Pilsen e a “Premium”, a não ser a embalagem. Se bem que faz uns 4 anos que não bebo cervejas deste fabricante, são muito fraquinhas… Tomava-as quando morava em São Paulo e aceitava qualquer porcaria (inclusive skol). Hoje estou “curado”, eheheh! Não me aproximo destas pilsens convencionais,eheh! E das premiums, nem todas.

      Eu queria experimentar a Cidade Imperial e a Bauhaus, mas ainda não chegaram a Curitiba. Inclusive pelo teste das premiums do jornal O Estado de São Paulo, a Bauhaus ficou líder absoluta.

      O teste está legal, mas eu não concordo a lahma extra ganhar da Gold. A brahma não tem quase lúpulo, é muito fraquinha. Já a Gold, embora não seja puro-malte, possui mais corpo, mais personalidade. Mas, de 3.1 para 3.0 pode ser “empate técnico”. Ainda assim, colocaria a lahma em 4º ou 5º lugar , eheehhe!

    • Conheço a Bauhaus e sinto um certo orgulho em vê-la na liderança. Ela realmente é superior. Ainda irá ganhar o mercado da região onde é produzida. Torço por ela.

    • Gente, eu confundi, foi a BAMBERG que ganhou o teste do Estadão!

      De qualquer forma torço tanto pela Bauhaus quanto pela Bamberg, assim como por todas as artesanais, para ganharem mais adeptos no Brasil!

      Desculpem-me pela informação errada (HIC!).

      Abraços a todos!!

    • Gabriel,

      Você encontra a Bauhaus em Curitiba no Armazém da Serra (Mercado Municipal) ou na padaria Família Farinhas que fica no Alto da XV.

      No Armazém da Serra também já encontrei a Cidade Imperial, mas já faz algum tempo…

    • Karl , valeu pelas dicas, vou dar um pulo no mercado, faz tempo que não vou lá!
      Abraços!!

    • Vocês poderiam utilizar notas de 0 a 10 ( ou 5 a 10) nos Testes Cegos. Assim, desvincularia essa nota com a do Ranking BREJAS.
      Grande abraço, e preciso aparecer aí no Bar do Italiano outra vez!

    • 19 Renato Vialto (pocotó)

      Parabens ao pessoal do BREJAS por mais essa iniciativa, conheço o site a pouco tempo por indicação do pessoal do proprio BAR DO ITALIANO, e adorei a iniciativa, nada melhor do que um teste sego para semonstrar as melhroes, e o resultado naum me espantou, Brauhaus realmente eh uma bela cerveja e das grandes tb concordo com a Brahma Extra =]=]=] PARABENS MAIS UMA VEZ EQUIPE

    • Karl, eu fui no Armazém da Serra, fantástica a loja, possui até todas as Unibroue! É bom ter um lugar onde comprar boas cervejas em Curitiba!
      Comprei uma Backer Pale Ale e uma Bamberg Weizen, para começar,ahahaha!
      Abraços!!!!

    • Para mim as cervejas se entitulam premium ou puro malte.
      No caso da brahma extra, ela é apenas mais amarga que maioria aguada.

    • Desculpe, Wagner, mas a brahma extra não é amarga. Para mim falta lúpulo nela, e este é um dos defeitos dela.
      Experimente a Gold, a Bavaria Premium e a Heineken são mais amargas e mais saborosas que ela. A única diferença é que a brahma extra é mais conhecida, daí as pessoas acham que ela é a melhor, mas não é.

    • Acho que valeria uma “edição extra” do teste com as estrangeiras nacionalizadas: Heineken, Stella Artois e Bitburger. Também poderia incluir a Warsteiner “argentina” que é facilmente localizada por aqui.
      Existe ainda uma versão da Paulaner feita no Chile, mas essa é mais complicado conseguir…
      Fica a sugestão.

    • concordo com o Gabrial.

      Uma vez comprei a Cerpa esperando muito e quando bebi pensei comigo “ela é pior que a Kaiser!!!!”

      Excelente iniciativa. Estou ansioso para tomar uma Bauhaus.

      Só discordo de uma coisa: Acho que a God deveria ficar na frente da Bhrama extra. Mas opinião é opinião.
      Abraços

    • 25 GREGÓRIO DE MATTOS

      Após a publicação dos resultados do teste cego, procurei / gelei / degustei e fiquei impressionado com a cerveja BAUHAUS (corpo e amargor na medida certíssima para o meu paladar); e concordo com a premiação “ANOS LUZ” à frente de marcas como Therezópolis, Cerpa e Petra Aurum.
      Diga-se de passagem, sinto profunda decepção pela marca Petra Aurum e afins da mesma linha… que vieram com cópia fiel de embalagem / rótulos de cervejas especiais como Erdinger, preços astronômicos e conteúdos ridiculamente comuns… Me senti enganado ao adquirir para experimentar.

    • Me impressionou apenas a Brahma Extra liderar o segundo grupo. Bebi a Bauhaus uma vez e não me disse muita coisa… já a Mistura Clássica Premium é realmente sensacional. Infelizmente não consigo encontrá-la com tanta freqüência, então acabo ficando com a dupla Heineken/Bavaria Premium.

      No mais, agradeço por me fazer economizar uma grana; ia provar essas cervejas novas da Cervejaria Teresópolis (Petra Aurum, Black Princess Gold etc.) mas o preço proibitivo fez com que eu mudasse de idéia. Aliás, da última vez que fui ao supermercado, elas estavam com 50% de desconto. Devem estar encalhadíssimas!

    • Em conversa com amigos que discutiam o assuntos BREJAS, falaram sobre o site e sobre o teste cego das PREMIUNS. Acessei o site e achei interessante o assunto do teste cego, bacana mesmo e tambem informativo aos apreciadores de BREJAS. Esta semana, por acaso, passei na frente da empresa que fabrica a BAUHAUS, um espetaculo de cervejaria. Ontem, no bar Bola Sete, em Araçatuba, degustei uma ( e bebi mais algumas!!!!) BAUHAUS, e realmente vale a nota 4.3 que deram. Esta cerveja representa a impressão que tive da empressa,’\ É ESPETACULAR\. Parabéns aos cervejeiros que formularam a BAUHAUS.

    • Concordo com o ranking, apesar de beber pouco, mas troquei idéia com amigos e eles também votaram na Bauhaus. Realmente a Bauhaus veio para ficar, torçamos que a cervejaria a conserve dessa forma. Quanto às outras não me surpreenderam, é lamentável que a gigante Imbev não leve mais a sério o paladar e a qualidade, mas somente o crescimento econômico da empresa.

    • 29 Egon Carlos Tschope

      Olá pessoal,

      muito nos orgulha em saber da opinião dos degustadores no que se refere a Cerveja Bauhaus. Fizemos ela com carinho e vamos manter esta qualidade, podem ter certeza.

      Estou aguardando a visita do Pessoal da Brejas aqui na Cervejaria. Serão muito bem vindos.

      Um abraço a todos

      Egon Carlos Tschope
      Mestre em Cervejas e Maltes
      Gerente Industrial
      Aralco S/A – Indústria e Comércio
      Cervejaria Premium

    • 30 vicente de paula gomes

      A BAUHAUS É VENDIDA EM BELO HORIZONTE? ONDE?

    • 31 vicente de paula gomes

      GOSTO DAS AMARGAS COMO A BRAHMA DA MINHA INFANCIA. MEU PAI ME DEIXAVA BICAR UM POUCO.

    • Exelente teste, pois, se nao e exata porque o gosto de cada quem tambem influencia, da uma ideia com muita precisao da qualidade dos produtos e em alguns casos ate mesmo saber que existem. Infelizmente nos supermercados nao se encontram sempre estas cervejas, por certo, se alguem souber me informar onde encontrar estas cervejas premiun (de forma regular) en Ribeirao Preto ficarei muito agradecido. Saude

    • 33 Daniel Navarro

      Mauro,
      as marcas de grandes cervejarias você acha no Pão de Açucar, tanto da Fiuza quanto da Independência (Petra, Bavária Premium, Itaipava, Kaiser Gold, Brahma Extra, etc). A Bauhaus já vi para vender tanto no Savegnago da Maurílio Biagi quanto no WalMart.
      Se quiser mesmo cervejas especiais de fato tem o Empório Biergarten, no Mercadão da Cidade (novo mercadão). Lá tinha a Mistura Clássica mas não sei se tem ainda.

    • A Paulistânia não merecia lugar neste teste?

    • Muito boa a Paulistânia! A BUW acertou na receita. Ainda está difícil de achar aqui no interior de SP (araçatuba). De vez enquando o Pão de Açucar ajuda… mas… só de vez enquando. Será que bateria a Bauhaus num teste cego?

    • Sem dúvida alguma, o resultado é merecido, realizamos um teste cego aqui em Goiás, e a Bauhaus mais uma vez foi a preferida. Uma verdadeira Premium, e para nossa satisfação é nacional. Uma salva de palmas ao mestre cervejeiro que criou esta divindade.

    Deixe um comentário

    Você deve logar-se para postar um comentário.

    Anuncie

    Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

    Baixe nosso Mídia Kit

    Entre em contato: [email protected]