Teste Cego de Weiss brasileiras – O resultado

39 Comentários
2.160 visitas

weissnacionais1.jpg

Foram 7 rótulos testados, utilizando a mesma metodologia dos Testes Cegos de Pilsens brasileiras e Weissbieren alemãs. Segue o resultado final, com as notas correspondentes:
1º – rotulodana.jpg Dana Bier Dani Weiss e rotulobohemia.jpg Bohemia Weiss (empatadas) – 2,82;
3º – rotulobacker.jpg Backer Trigo – 2,52;
4º – rotuloappia.jpg Colorado Appia – 2,36
5º – rotulodado.jpg DaDo Bier Weiss – 2,32;
6º – rotuloeisenbahn.jpg Eisenbahn Weizenbier – 2,26
7º – rotulobaden.jpg Baden Baden Celebration Verão 2008 – 2,12

—————NOTAS—————–

  • Este Teste Cego, a exemplo dos efetuados pelos Confrades de BREJAS com as cervejas Pilsen brasileiras e as Weissbieren alemãs , foi realizado a partir de amostras oferecidas a cada Confrade (1 copo modelo ”tulipa” por rótulo, uma marca de cada vez). Tivemos absoluto cuidado para que as amostras não fossem identificáveis no momento da degustação. As notas foram dadas seguindo os parâmetros de avaliação adotados pelo BREJAS. As notas e comentários individuais de cada Confrade brejeiro serão oportunamente inseridos no Ranking BREJAS.

  • Todas as cervejas avaliadas neste Teste Cego podem ser adquiridas no mercado brasileiro em bons supermercados, empórios ou em lojas virtuais de cervejas (www.nonobier.com.br e www.cervejasnet.com.br são algumas delas), com preços que variam de R$ 4,00 a R$ 19,00 por unidade, dependendo da marca.

O agradecimento especial vai para o nosso amigo Mauricio Falsarella, o Mutsa, pela excelente participação e cuidado ao nos servir as amostras — e manter o segredo do Teste até o final.Está aberta a temporada de boca-no-trombone! Convidamos os leitores deste Blog a discutir o resultado através dos comentários deixados no pé deste post, ou na comunidade do BREJAS, no Orkut: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=37713621.

weissnacionais2.jpg

Confrades do BREJAS: Daniel Rolfsen, Daniel C., Mauricio Beltramelli, Guilherme Scalzilli e Ricardo Sangion.

Cursos do BREJAS

Confira o programa de Cursos e Palestras do BREJAS. Para quem quer aprender a degustar com conhecimento, o Curso de Degustação de Cervejas e Cultura Cervejeira. E, para um evento realmente diferente na sua empresa, com informação cervejeira e também diversão, a Palestra-Apresentação corporativa O Mundo da Cerveja.

39 Respostas para “Teste Cego de Weiss brasileiras – O resultado”


  • A dana bier e nem a baden baden eu tomei…

    Na minha modesta opinião o ranking das que tomei fica assim
    1)Colorado appia

    2)Dado weiss

    3) Eisenbahn weizenbier

    4)Bohemia(sou suspeito pra falar, pq tenho má vontade contra os produtos da mesma).

    Parabéns por mais essa degustação.

  • aliás a backer fica em quarto e bohemia em quinto

  • Realmente me surpreendeu … sem fui fa da Eisenbahn, e a Bohemia nunca agradou … sempre achei ela uma “Erdinger” brasileira

    Vou tentar refazer o teste com alguns amigos e ver no que dá

    Parabéns pelo site

  • Confrades,

    A surpresa também foi minha. E digo mais. Dos 5 brejeiros participantes do Teste Cego, 3 colocaram a Bohemia no topo das suas planilhas de degustação. Portanto, caso entendamos por um possível desempate, a Bohemia ganha o Teste Cego.

    Já com relação a mim, a Bohemia ficou em terceiro, bem atrás da Dani (em primeiro, com nota 3,1) e Colorado Appia (em segundo, com nota 2,8). Na minha planilha, durante o Teste, sem saber de qual cerveja se tratava, escrevi como observação à Bohemia o seguinte:

    “Aroma e sabor fracos. Aguada. Presença, porém, de sugestão de malte e trigo. Corpo médio/fraco. Refrescante. Final fraco e algo metálico.”

    Mas respeito o gosto dos Confrades, os quais, depois do Teste tomaram Bohemia e Dana e ainda assim consideraram a Bohemia mais equilibrada. De minha parte, adoro o “caldo” de cereais que compõe a Dana. Vejam o que escrevi quando a degustei durante o Teste:

    “Logo de cara impressiona pela coloração dourada e muito turva. O creme bege é consistente e persistente. No aroma, muito trigo, fermento de pão, cravo e sugestão de banana. O paladar, que segue o aroma, é um tanto cítrico, mas nada que comprometa o conjunto. Final longo. Ótima Weissbier!”

    Portanto, a surpresa foi minha também. Só que em Teste Cego tudo pode acontecer, a gente já está até acostumado com essas surpresas… Façam vocês também e nos contem o resultado!

    Grande abraço e continuem a diversão aqui no BREJAS.

    Mauricio Beltramelli

  • Por duas vezes tentei a Bohemia sem sucesso. Vou compará-la mais uma vez. Bem, segue minha lista que foi feita em dias diferentes, sem comparação direta:

    1 – Eisenbahn
    2 – Colorado
    3 – Baden
    4 – Backer
    5 – Bohemia

    Não bebi ainda a Dado nem a Dana. Vou planejar meus testes cegos e coloco aqui os resultados.

  • Depois da divulgação do teste consegui experimentar a Dana e fiquei supreso pelo paladar bem acentuado de trigo. A turma do teste cego foi bem na classificação.

  • A cada teste-cego uma nova polêmica!

    Parabens.

  • O que não me surpreende foi o resultado da Baden, sempre achei esta cervejaria muito superestimada, talvez seja até um bom indicativo para a companhia, que devia abaixar seus preços no varejo após este resultado.

  • 9 Vicente Ferrari

    Teste cego sem alguma surpresa não é teste cego !

  • 10 Mauricio (BREJAS)

    Pessoal,

    Também concordo que Teste Cego sem surpresa não tem a menor graça. Por sinal, é esse um dos objetivos desse tipo de teste: DESTRUIR MITOS.

    Havia o mito da Baden Baden, muito bem observado pelo Roger. Sem o “peso” do rótulo, achamos a Celebration Verão 2008 bastante sem-graça, aguada, parecida muito mais com uma Pilsen do que uma Weissbier. MITO DETONADO.

    Havia o mito da Bohemia. Ela TINHA de ser inferior, uma vez que é da Ambev. Sem a sugestão do rótulo, ela se mostrou uma Weissbier com personalidade, tecnicamente boa dentro do estilo, com evidentes notas de cravo e banana, exatamente o que esperamos encontrar numa cerveja de trigo. MITO DETONADO.

    Eu adoro Testes Cegos…

    Grande abraço.

  • Piada. O residual desagradável deixado pela presença de milho/arroz na Boehmia são tão marcantes desde que o aroma escapa da garrafa.

    Cabe também fazer duas observações técnicas sobre Testes Cegos, aproveitando meus mais de 10 anos de experiência com pesquisas de mercado.

    Primeiro, não deveriam ser considerados como definitivos em sua primeira realização. Creio que a regularidade também seja característica de uma boa cerveja. Um lote mais caprichado – ou um não tão bom – podem super(ou sub)valorizar uma determinada marca. O fato de não terem a mesma origem (local onde foram compradas) e terem sido sujeitas à diferentes condições de manuseio/ armazenagem também podem influenciar.

    Fazendo diversos testes com a mesma metodologia, e alternando os locais de compra das marcas; e por fim tirando a média de cada rótulo, parece a metodologia mais “correta”

    Por fim, o teste cego ignora um item essencial na psicologia do consumo: a marca. Por mais contraditório que isso possa parecer, o teste cego ignora que, ao abrir uma trapista, além da cerveja, estamos consumindo a história de produção daquele mosteiro.

    O exemplo mais clássico do erro que os testes cegos podem nos levar é a famigerada New Coke dos anos 90, talvez o maior case de marketing desastrado da história. A “Nova Coca-Cola” bateu a rival Pepsi e a Coca tradicional em todos os testes cegos. E fracassou grotescamente no mercado. O sabor podia até ser “bom”, mas não era a experiência que as pessoas buscavam ao abrir uma Coca-cola.

    Ein Prosit!

  • Salve Brejeiros!!!!

    Saudações TDBéias a todos…

    Site com novo visu excelente…

    E sabe como é… eu sou mais os ‘xurumi’ hehehe

    Bjs

  • Gosto muito dos testes cegos feitos pelo site Brejas – sem dúvida nenhuma serve de parâmetro para vermos como somos influenciados pela mídia (até mesmo as micros fazem mídia agressiva, não se iludam).

    Gostaria de fazer uma sugestão para que os ânimos se inflem de vez: Após o teste cego realizado, façam um teste as claras, vendo os rótulos – será que manterão as notas dadas? somente um teste para responder essa pergunta.

  • Nessa lista de cervejas faltou a saborosa Austria Weiss.
    Abraços.

  • Bohemia em primeiro e a Eisenbahn lá atras??? É só tampar os rótulos que essas coisas acontecem… Como disse o Mau aí em cima, MITO DETONADO!!!

    Abraço

  • Karl,

    Concordo com algumas de suas palavras, mas acho que tambem vale uma reflexao sua com relacao a alguns pontos:
    1) A proposta do BREJAS nao e’ fazer nada profissionalmente. Somos apreciadores de cerveja e so. Deixamos aos profissionais de mercado que facam seu trabalho, como produzir boas cervejas, serem bons mestres-cervejeiros, fazerem pesquisas com base estatistica ou ate mesmo com contra-teste. Aqui nosso papel e’ mais aos estilo “Cacadores de Mitos”
    2) Sabemos que local de producao, data de producao e outros fatores influenciam uma cerveja, assim como outros fatores influenciam o paladar dos degustadores. Entretanto, a maioria das cervejas degustadas nos Testes Cegos ja sao de nosso conhecimento, ou seja, ja foram provadas antes. Dessa forma, sabemos dizer se aquele exemplar esta fora dos padroes normais.
    3) Outra coisa que sempre lembramos e’ que a grande maioria das degustacoes sao experiencias sensoriais. Tentamos deixar ao maximo a questao “rotulo” de fora, mesmo sabendo que ela tem influencia sim. Por isso os testes cegos sao tao legais.
    4) Mais um ponto importante e nao citado por voce, mas que vale a pena reforcar, e’ que mesmo uma cerveja ficando acima da outra, nao quer dizer que ela seja a preferencia de consumo no dia-a-dia, seja pela acessibilidade, preco ou ate mesmo a questao de sabor residual copo apos copo. Por isso que cada cerveja tem o seu momento e quantidade ideal de consumo.

    Nossa intencao e’ sim refazer os testes cegos de tempos em tempos para confirmar resultados, mas o mais bacana de tudo e’ quando nossos visitantes tambem fazem seus testes e colocam os resultados aqui pra todos conferirem tambem.

    Abracos,

  • Desculpem, mas no teste cego que fizemos, o mito não foi quebrado, Bohemia Weiss continua deixando a desejar com relação às outras, ficando empatada em último com a Eisenbahn Weizenbier. A Dana fica em primeiro, assim como no realizado por vocês. Baden fica em segundo com a Colorado Appia bem próximo. A Backer fica em quarto lugar e por último as já mencionadas Bohemia Weiss e Eisenbahn. Não tivemos a oportunidade de avaliar a DaDo Bier.

    1 – Dana
    2 – Baden Baden
    3 – Colorado
    4 – Backer
    5 – Bohemia Weiss e Eisenbahn

  • 18 Mateus Trindade

    Tudo bem, respeito seu teste cego… Tampouco posso contestá-lo pois sempre que degusto minhas cervejas de trigo as faço individualmente, uma marca por evento. Mas mesmo assim acho uma COMÉDIA a Bohemia estar em primeiro lugar, assim como a Eisenbahn Weizenbier estar tão mal colocada!!! Grande abraço (Mateus Trindade – Santa Maria/RS)

  • Nunca experimentei a Dana, mas pelo preço é de se esperar que ela seja uma breja superior.

    E só queria saber se vale a pena pagar 19 pilas na dita cuja, uma vez que algumas das melhores alemãs estão disponíveis pela metade do preço, por exemplo a Paulaner que, aliás, está melhor colocada no ranking.

  • e eu que acho a Badem Badem uma otima cerveja… hahaha

    preciso entender mais do assunto

    ( Mauá ABC SP )

  • Vamos ser honestos…

    Este teste foi cego, surdo, mudo e sem paladar…
    A Eisenbahn é de longe o sabor mais rico de todas elas… pra nao falar gostosa, pq ai seria minha opinião. Mas o absurdo mesmo foi a Bohemia Weiss, que realmente é uma porcaria. Eu teria vergonha de comercializar uma cerveja ruim como esta… não faz jus a horda.

    abraço

  • Concordo com o amigo ali, faltou a Austria Beer Weiss, aqui de BH, pra ficar completo. Nada espetacular, porém honesta.
    Abraço

  • Realmente, tomando a Bohemia Weiss agora, concordo 100% com a avaliação do Beltramelli: aguada, corpo e aroma fracos, leve e com toques metálicos no fim.

  • Outro teste cujo resultado surpreendeu-me, até porque me desagrada muito o final metálico da Bohemia Weiss, que também foi percebido por um dos degustadores. Quanto à Backer, o resultado foi o esperado, tendo em vista que os produtos deles são show! Abraço e parabéns pelo teste!

  • Ok, uma coisa é falar que a Bohemia não está a par das outras… a outra é dizer que é uma péssima cerveja. Testes cegos sempre me fascinaram por esse poder de “quebrar mitos”.

    Algumas ressalvas: a Bohemia Weiss É uma cerveja industrial “de massa”, com o apelo mais mainstream dentre as analisadas, é de se esperar que sua qualidade seja “inferior”. Outra coisa interessante é notar que a Bohemia nunca quis se tornar uma referência ou cerveja de trigo premium, apenas uma opção que agrade o consumidor comum. Ela mesmo se posiciona como uma cereveja de trigo “adaptada ao paladar brasileiro”, talvez isso explique o fato de ser mais “aguada” e menos incorpada…

    Já da Baden Baden, sempre tive essa impressão que alguns falaram. É uma boa cervejaria, mas será cara demais? Afinal, muitas vezes há opções importadas de qualidade igual ou superior na mesma faixa de preço. Acho que aqui ficou claro o que se quer dizer com “mitos”.

    No mais, muito bom o teste, como sempre.

    Abraço

  • 26 Renato Vialto (pocotó)

    Adorei mais um vez o teste parebens. Tenho que confessar que esse eh o estilo que eu menos tenho parametro para falar, jah tomei a backer a bohemia e a baden. Sinceramente nenhuma delas chega aos pes das importadas que por muitas vezes tem preços iguais ou mais acessiveis. Achei a backer legal com uma boa fermentação, a bohemai o esperado vindo de uma marca “popular”, mas a baden decepciona por ser uma cerveja de R$12,00. No mais naum tenho conheciemnto para falar. Vou começar a fazer meus proprios testes cego, eu e mais uns amigos brejeiros e postarei os resultados. Quem sabe naum quebramso mais mitos =]=]=]

  • 27 Renato (Pocotó)

    faltou na disputa a Bamberg Weizen. quem sabe numa proxima ela não eh incluida. a minha tah na geladeira esperando o natal para ser degustada

  • 28 Hugo Aritomo Sette Silva

    Caros confrades,

    Com certeza, esse teste cego deu o que falar, o que é algo normal.
    Lembro-me da primeira vez que ouvi falar da kaiser gold em um teste cego.
    Por causa do seu bom desempenho eu resolvi experimentar e me tornei fã da gold.
    Das 7 brejas de trigo do teste eu só não provei a dado e a dana.
    Das cinco que eu já tomei, a bohemia weiss ficaria indiscutivelmente em quinto lugar.
    Em virtude de seu corpo fraco, ser aguada e o sabor metálico persistente que fica ao final.
    A bohemia weiss eu já experimentei e tentei tomar várias vezes, pra ver se o problema era comigo.
    Acredito que, como esse fórum tem o objetivo principal de que todos se divirtam e instigar a degustação das brejas, sugiro que mais dados da degustação cega sejam colocados junto à classificação, como por exemplo: quais os fatores avaliados, que hora do dia foi feita, quais as preferencias dos degustadores, etc…
    Considerando que o site está repleto de fãs apaixonados por cerveja, seria interessante saber porque a Bohemia weiss ficou na frente de tantas outras opções mais saborosas.

    Parabéns pelo site, pela degustação e pelas idéias, espero que elas se propaguem por esse Brasil.

    Um abraço a todos

  • Bohemia weiss empatada em primeiro lugar é piada de mau gosto ,jogem este resultado no lixo ,que absurdo ,ta parecendo que o teste foi comprado pela ambev…..

  • Caros amigos…
    Gostaria de fazer um comentário, não achei justo utilizarem para o teste a sazonal cerveja de verão da baden baden e não a sua tradicional weis, pois, na minha humilde opinião, a segunda possui um sabor muito mais complexo e aromas mais marcantes.
    cheers & beers!
    abraços!
    t+

  • 31 Mauricio (BREJAS)

    Diego,

    Infelizmente, na época que fizemos o teste, a Baden Baden Weiss ainda não tinha sido lançada.

    Um abraço.

  • 32 Ivan Bustamante

    O bom deste teste cego é que, apesar de tudo, a Bohemia Weiss ganhou o valor que merece. Tudo bem, é de uma grande cervejaria, mas isso não tira a sua honestidade. Já apresentei a mesma a vários amigos alemães que disseram que ela tinha qualidade, principalmente para o mercado brasileiro. Ainda está longe, e bem longe, de uma típica bávara, mas tem presença garantida em todo o churrasco que faço.

  • Estranhei a Bohemia Weiss tirar o primeiro lugar, dentre as que conheço da lista ela ficaria em último, inclusive bebi uma ontem, mostra uma bonita cor e espuma (embora não muito persistente) mas o aroma achei simples e sem intensidade e na boca mostrou-se mineral, final muito metálico sobrepondo outras características do estilo. Faltou a Baden Baden nesse teste, hem ?

  • faltou a bamberg de Votorantim, vai se ouvir muito falar desta cerveja, não é do assunto mais eles estão lançando uma tipo ALT que é ótima, é uma pale ale das melhores, vale conferir.

  • 35 República Cervejeira da Paulista

    Realizamos o teste cego no dia 02/10/09, com as seguintes brejas de trigo nacionais: Eisenbahn, Bamberg, Backer, Baden-Baden, Bohemia, Petra, EikBier e Colorado Appia.

    Em nossa modesta opinião, o resultado fica assim:
    1- Eisenbahn (3,6)
    2- Baden Baden (3,4)
    3- Bamberg (3,1)
    4- Backer (2,9)
    Petra (2,9)
    6- Colorado Appia (2,7)
    7- Bohemia (2,3)
    8- EikBier (1,9)

    Ressalte-se que a EikBier ficou mal assim porque acreditamos que nossa amostra estava comprometida, ruim demais para que essa nota seja levada a sério, de modo definitivo.

    É isso, rumo ao teste das alemas!
    Abraços!

  • Prezados,

    Acho que deveriam refazer esse teste! Como pode aquela coisa aguada e fedorenta da Bohemia Weiss ser mais bem classificada que a Colorado, que a Baker e empatada com a Dana??? Eu a bebi há uns dias atrás e achei horrível. Talvez ela tenha piorado de qualidade desde então… A própria Eisenbanh, apesar de pouco encorpoda, ainda agrada mais ao paladar e deixa um retrogosto menos emporcalhado na boca.

    Como diria um velho tio meu, essa Bohemia Weiss parece uma água choca!

    Saudações e parabéns pelo site.

  • Parabéns pelo site. Fantástico. Lembra-me muito o antigo e saudoso Oh My Head.
    Desculpem a minha ignorância, mas o teste cego é realizado com os olhos vendados ou vê-se o que se bebe? Grandes abraços.

  • Eu acho a Eisenbahn Weiss superior a Erdinger, em corpo.

  • Bohemia weiss e eisenbahn Weiss são LIXO! Mesmo em um teste cego eu reconheceria essas porcarias. Ambas não tem corpo nenhum.

    Vcs explodiram a moringa antes do teste? Não é possivel!

Os Comentários estão suspensos.

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]