Gengibre na cerveja: Rugbeer O´Driscoll

Comentários
2.780 visitas

RugbeerODriscoll

O mineiro João Becker é um sujeito grande. Além de parrudo, o João joga rugby, que é aquele esporte parecido com o futebol americano, só que sem frescuras indumentárias, como capacetes e ombreiras. Tenha medo.

Pois além de ser um sujeito grande, parrudo e que joga rugby, o João faz cerveja em casa. “Mas nada de touquinha, máscara e luvas. O negócio aqui éodriscoll_brejas_08 na ´brutidade´. É por isso que a cerveja fica boa!”, declara. Esse é o João, na sua essência. Tenha muito medo.

A Rugbeer O´Driscoll é uma ginger ale, ou cerveja de gengibre. O estilo não existe no BJCP, e o João não está nem aí. Ele decidiu reproduzir por aqui uma certa breja que adorava beber num pub da Nova Zelândia, país no qual morou por uns tempos. Quanto ao nome, o João decidiu homenagear num só drop goal o esporte do qual é fã e um dos seus melhores jogadores, o irlandês Brian O´Driscoll, que é o sujeito que aparece no belo rótulo da breja. Por sinal, o termo ginger, além de gengibre, significa “ruivo”, e é o apelido do jogador, o que potencializa ainda mais a homenagem.

Com os pitacos providenciais do grande mestre Paulo Schiaveto, pôs mãos à obra e, com brutidade e tudo, elaborou essa verdadeira preciosidade do homebrewing nacional. Este escriba, em sua viagem aos sabores inusitados das cervejas americanas já tinha experimentado boa dose de deliciosas inovações. Mas nada havia me preparado para a cerveja do João.

A coloração é âmbar clara, e o creme branco é medianamente denso, consistente e persistente. No aroma… Gengibre, claro! A especiaria domina todo o nariz, dando a ideia da refrescância da breja e deixando em segundo plano o malte. Há também uma levíssima percepção herbácea lupulada.

Na boca, a cerveja explode em sensações REALMENTE picantes. O apimentado do gengibre assoma os sentidos, permanecendo no paladar por longos e deliciosos momentos após a degustação. Essas sensações continuam ainda na garganta, “esquentando” o paladar. Um leve amargor de lúpulo pode ser percebido na base da língua. A carbonatação é leve, o corpo é médio e a sensação alcoólica é perceptível, valorizando o conjunto. Diferente. Ímpar. Deliciosa.

Conhecemos pessoalmente o João Becker em nossa viagem a Belo

Horizonte, quando estivemos por lá conferindo o incrível Roteiro Cervejeiro da cidade. A impressão causada pelo tamanho e a parrudice do João logo se

João Becker (no centro, de branco) jogando rugby: Vai encarar?

João Becker (no centro, de branco) jogando rugby: Vai encarar?

desvanece no primeiro papo, revelando um cara incrivelmente legal, alegre e verdadeiramente apaixonado pelo que faz.

Ele pintou na nossa mesa do Frei Tuck de terno e gravata, logo avisando que estava naqueles trajes tão sem-brutidade porque iria a um baile de formatura ainda naquela noite. Mas deixou-se ficar entre os BREJAS até altas horas, em altos papos degustativos.

A brutidade reapareceu, porém, quando este escriba ousou perguntar-lhe em determinado momento sobre a forma pela qual agregava o gengibre à sua breja, permitindo um resultado tão harmônico da especiaria com os demais ingredientes.

Em milésimos de segundo, a figura afável e alegre de terno deu lugar ao jogador de rugby, pronto para tomar-me a bola oval num tackle rasteiro. Logo entendi que é justamente esse o grande segredo da Rugbeer O´Driscoll. Nunca, jamais ouse perguntar isso ao João.

Tenha medo. Tenha muito medo.

BREJAS e João Becker (de gravata).

BREJAS e João Becker (de gravata).

5 Respostas para “Gengibre na cerveja: Rugbeer O´Driscoll”


  • Boa, muito boa. O João é tipo Jonh Wayne, pra quem se lembra: grande, durão e gente boa. E a cerveja, é efetivamente um assombro cercado de sigilo. Diga ao João que vc vai colocar gengibre na sua cerveja; ele vai rir e vai falar serenamente pra vc: “vai, põe, depois me conte”. Que bom pra nós de BH que ele encontrou o segredo, a gente pode tomar O`Driscoll e desfrutar quando possível da simpática companhia de seu criador.

  • EU TOMEI A O´DRISCOLL NA BRASIL BRAU.
    REALMENTE MUITO GOSTOSA
    JOÃO É REALMENTE GENTE FINA.
    PARABÉNS!

  • Consigo encontrar essa cerveja a venda em algum lugar de sao paulo? Ja havia lido sobre ela e estou realmente mto interessado em degusta-la

  • Conheci o João na Nova Zelândia. Um grande cara. Ele me trouxe a O´DRISCOLL para que eu provasse. Agora fico com pena de abrir a ultima garrafa. Simplesmente foi a melhor cerveja que já tomei.

  • 5 Filipe (soldadinho)

    O Joao?! hahah! conheci ele de duas formas bem diferentes!
    a primeira foi no treino de rugby! fui tentar tacklear, e adivinha?! nao consegui! passou direto feio um caminhao sem freio! entao fiquei com a impressao de ser alguem perigoso, e que merece cautela! A segunda forma foi quando eu estava procurando saber como produzir cerveja num site e adivinha de quem recebo uma resposta?! do grande Joao! depois de um treino puchei assunto sobre a cerveja e ai sim revelou outra pessoa! muito gente fina! pode sentar e converssar que nao tem problema! ainda nao estou produzindo mas ja estou estudando sobre cerveja… bebendo algumas variedades, so ta faltando a O’Driscoll!
    Parabens ae Joao! cada vez mais ganhando mais elogios com sua cerveja de gengibre! Saude!

Deixe um comentário

Você deve logar-se para postar um comentário.

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]