Cadastre-se

Detalhe da Avaliação

4.4 5
Bélgica
FiL Crux
FiL Crux
02 de Fevereiro de 2012 2109
Avaliação Geral
 
4.4
Aroma
 
9/10
Aparência
 
5/5
Sabor
 
17/20
Sensação
 
4/5
Conjunto
 
9/10
A Black Damnation surgiu de uma parceria das cervejarias amigas, De Molen, da Holanda e De Struise, da Bélgica. Trata-se de um blend da Imperial Stout mais famosa de cada cervejaria (as duas são consideradas das melhores do velho mundo): De Struise Black Albert e De Molen Hel & Verdoemenis. A segunda edição desta maravilha foi batizada de Mocha Bomb, e tem a utilização de 50% da Black Albert maturada com grãos de café, 25% de Hel & Verdoemenis maturados em barril de Jack Daniels e 25% da Cuvée Delphine, outra ótima Imperial Stout da Struise.
Apresentou coloração completamente negra e opaca quando vertida na taça, já mostrando alta viscosidade no serviço. Acima do líquido, se formou um creme de cor marrom claro, uma formação abundante e alta duração, apresentando ainda uma textura cremosa, deixando as laterais da taça marcadas.
Como não poderia deixar de ser, os aromas que dominam são do café utilizado na maturação da Black Albert. Os maltes torrados também se destacam, trazendo chocolate amargo, caramelo e cinzas. A maturação nos barris de uísque também trouxeram aromas fundamentais, como baunilha, madeira e coco queimado. A lupulagem intensa da Hel & Verdoemenis aparece, com aquele intenso caráter herbal da holandesa. Ao fundo, o álcool, que não consegue se esconder com tamanha potência.
A cremosidade que os maltes trazem ao paladar é deliciosa. A doçura residual causada pelo mesmo, é igualmente divina e não deixa com que aquele gostinho de café tome conta de tudo, e deixe a cerveja enjoativa. Em segundo plano, aparece um pouco dos aromas frutados, trazendo uma leve doçura e acidez. O amargor, obviamente, é matador, mas não agressívo. Possui um corpo muito sedoso e macio, que acompanha uma carbonatação razoável.
Para quem espera uma Stout com café em grande destaque, acaba se enganando. Mesmo que o café apareça evidentemente, holandeses e belgas não deixaram com que se sobreposse a riqueza dos maltes e a lupulagem um pouco mais intensa. Não tinha como esperar menos de duas das minhas cervejarias européias favoritas.

Detalhes

Degustada em
02/Novembro/2011
Envasamento
Denunciar esta avaliação Considera esta avaliação útil? 0 0

Comentários

Para escrever uma avaliação registre-se ou faça seu .
Cadastre-se