Cadastre-se

Detalhe da Avaliação

Brasil Mauricio BeltramelliMauricio Beltramelli 06 de Fevereiro de 2011 3760
Avaliação Geral 
 
3.8
Aroma 
 
7/10
Aparência 
 
3/5
Sabor 
 
16/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
8/10
COR: chocolate escuro, turva.
ESPUMA: bege claro, média formação, baixa sustentação, mantém película final.
AROMA: chocolate, frutas escuras, especiarias, vinho tinto, fermento, frutas vermelhas, álcool leve, bananada, lúpulo herbal, tostado, malte.
SABOR: frutas vermelhas e escuras, bolo de frutas, álcool, bananada, vinho tinto, chocolate, leve tostado, caramelo, malte, fermento, carbonatação média-baixa, corpo médio-alto, doce médio-alto, amargor alto. Fim doce e frutado.

Partindo do princípio que o estilo Weizenbock é um dos meus preferidos, era com alta expectativa que provava essa caseira. De pronto, só me recordava de apenas uma vez ter provado outra caseira também desse estilo num curso de cerveja artesanal, que o professor tinha levado para bebermos. A Alenda, da mesma forma que em sua Weizen, não faz feio, ao contrário, criou uma excelente opção do estilo para fazer frente as já difundidas do gênero. O líquido fez um balé dentro do copo, nadando por todas as bordas até o fundo tornando sua coloração amarronzada como chocolate escuro, cacau. Sua espuma peca ao não formar-se esplendorosamente, mas assenta bem ao topo por um breve momento, finalizando em apenas uma fina película. Seu cheiro tinha uma carga inicial de leve chocolate e frutas escuras, seguido de notas de especiarias, em especial o cravo da índia, um leve vinoso, para vir mais potencializados o fermento, álcool presente, uma enxurrada de banana (banana passa e bananada). Um agradável aroma de frutas vermelhas também estava lá, sem ser muito perceptível descobrir em específico quais. A carga maltada potencializada pelo torrado e o lúpulo herbal, picante, eram harmoniosamente casados. O sabor pode ser descrito como um mix de salada de frutas mais doces caseiros: figo, ameixa, cereja, morango, passas, banana, banana caramelada, bolo de frutas, banana passa, bananada, chocolate, caramelo; mas encontrar tudo isso não a tornou agressivamente doce, enjoativa. Seu teor alcoólico é bem sentido, trazendo um pouco de licorosidade, o lúpulo herbal trouxe frescor e picância, o amargor é alto, mas não de todo agressivo. Ela termina esplendorosamente num final doce e frutado que perdura na boca. Imediatamente tornei-me fã, provando que independente de ser caseira isso que é cerveja de verdade!

Detalhes

Degustada em
04/Novembro/2011
Envasamento
Volume em ml
600 ml
Onde comprou
Empório Gourmet
Preço
11,70
Denunciar esta avaliação Considera esta avaliação útil? 0 0

Comentários

Para escrever uma avaliação registre-se ou faça seu .

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]

Cadastre-se