Cadastre-se

Detalhe da Avaliação

3.7 12
Brasil
Odimi Toge
Odimi Toge
23 de Abril de 2015 3076
Avaliação Geral
 
3.5
Aroma
 
7/10
Aparência
 
4/5
Sabor
 
14/20
Sensação
 
3/5
Conjunto
 
7/10
Líquido dourado intenso e turvo. Creme branco de boa formação, consistência e persistência medianas.
Aroma traz inicialmente um caráter funky de Brett ao nariz, seguido de um frutado ácido de frutas amarelas (não daria para saber que é cajá sem ler o rótulo). Após verte-la no copo, o aroma se tornou difícil de desprendimento até o último gole. Com o tempo, um toque láctico se fez presente, além de toques herbáceos. No sabor, o frutado e funky aparecem primeiro, logo seguidos pelos toques lácticos e amargor lupulado. O final é seco, efervescente e um pouco adstringente. A casca do cajá é adstringente quando se come essa fruta in natura, talvez seja essa a causa. Retrogosto seco e limpo pela boa carbonatação, com resquícios de amargor, adstringência e acidez suaves e breves. Os primeiros goles foram muito agradáveis, mas, ao passo que esquentou, o final de cada gole começou a trazer cada vez mais diacetil no paladar. A metade final do copo foi um pouco frustrante devido a isso, pois a cerveja perdeu frescor e começou a segurar mais na boca. Álcool praticamente imperceptível, muito bem inserido.
Essa versão de sour da Invicta ficou fácil de beber, equilibrada para a fruta, acidez láctica, Brett e amargor, além de bem atenuada e carbonatada, melhorando o seu drinkability. Contudo, o diacetil me desanimou na metade final do copo, e atrapalhou de verdade no resultado. Ainda assim, achei a cerveja bem feita, com certa complexidade, equilibrada, apenas com aroma difícil de desprendimento.

Detalhes

Degustada em
26/Maio/2015
Envasamento
Volume em ml
500 ml
Onde comprou
Fuggles (Uberlândia, MG)
Denunciar esta avaliação Considera esta avaliação útil? 0 0

Comentários

Para escrever uma avaliação registre-se ou faça seu .
Cadastre-se