Cadastre-se

Detalhe da Avaliação

3.4 15
Estados Unidos
Brejas
Brejas
22 de Agosto de 2010 2637
(Atualizado: 21 de Março de 2013)
Avaliação Geral
 
3.1
Aroma
 
6/10
Aparência
 
4/5
Sabor
 
12/20
Sensação
 
3/5
Conjunto
 
6/10
Na aparência, a Morimoto Black Obi Soba Ale é uma cerveja classuda, robusta. Possui uma tonalidade escura, um castanho muito denso, levemente amadeirado/avermelhado, sem chegar a ser negra. Até pela escuridão, não é possível visualizar sedimentos, efervescência ou translucidez. Formou uma camada média de creme bege claro, fofo/espumoso, disforme, com longa permanência, que dura até o final do copo. Deixa alguns traços de lacing pelas laterais.

Quanto ao aroma, ele não chega a ser tão intenso ou complexo, mas melhora com o aumento da temperatura. Essencialmente, sentem-se notas periféricas de malte como pão, biscoito, toffee/butterscotch, leve torrefação (cereal queimado ou café/chocolate), castanhas/nozes, frutas secas. Conjunto que se assemelha a uma Scotch Ale/Scottish, porém com a presença de algo de condimentos. Lúpulo muito ausente, o que é até decepcionante. Um ponto muito positivo é a ausência de off-flavors.

Já no paladar, todo o malte apresentado não confere doçura ao gole. O gosto tende ao amargo, mineral, com tostados fracos (madeira, cereal, algo de pão/caramelo sutil). Há um pouco de lúpulo herbal fazendo contraponto. O gole é até simples, sem grande complexidade ou profundidade; aqui lembra bem uma Dry Stout. Retrogosto suave, com uma secura leve e refrescante, com traços de torrefação dos cereais, de malte e de castanhas. O corpo dessa cerveja é leve, um pouquinho sedoso. A carbonatação é média/fraca, com textura refrescante. Álcool totalmente discreto, nada aparente. A drinkability é boa porém limitada pelo caráter pouco destacado, pouco complexo.

Essa Soba Ale da Rogue é uma cerveja que tem que ser analisada minuciosamente. Possui sim um perfil até simplório demais, mas dentro da proposta de fazer uma cerveja escura com o trigo sarraceno (sobá), ela é bem apropriada pois foca bastante no cereal. A base é sempre tostada, seca e mineral. Não há doçura, e é isso que talvez cause estranheza, ainda mais com o lúpulo tão discreto. Justamente por isso, é preciso compreender esse rótulo desde antes da degustação. Ela é, no mínimo, inusitada e interessante. Recomendo pela curiosidade.

Detalhes

Degustada em
21/Março/2013
Envasamento
Volume em ml
650 ml
Onde comprou
EAP
Denunciar esta avaliação Considera esta avaliação útil? 0 0

Comentários

Para escrever uma avaliação registre-se ou faça seu .
Cadastre-se