Cadastre-se

Detalhe da Avaliação

Estados Unidos Flavio RoeseFlavio Roese 08 de Agosto de 2011 2431
Avaliação Geral 
 
4.4
Aroma 
 
9/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
17/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
9/10
Esta Stone Sublimely Self-Righteous Ale é do estilo Black IPA, um estilo ainda embrionário e que até o momento não se encontra sistematizado no BJCP. 'Estilo' originário dos EUA caracteriza cervejas de alta fermentação que mesclam as características de uma American IPA (ou DIPA) - intensas e refrescantes e cujo carro-chefe é a elevada carga de lúpulos cítricos (tão na moda), com maltes torrados. O resultado é uma cerveja de coloração mais escura e percepção sensoriais de notas tostadas, diferenciais em relação a uma IPA 'normal'.

É produzida pela cervejaria Stone, sediada na Califórnia/EUA e que tem sua fundação datada em 1996, tendo por fundadores Greg Koch e Steve Wagner. Atualmente se destaca nos Estados Unidos e exporta para diversos países. No portfólio a gama de rótulos é enorme, mas ressalto a RIS, a Ruination IPA, a Arrogant Bastard Ale, as Vertical Epic, a Old Guardian, a IPA, a Smoked Porter etc.

Vintage 2011 - validade 28/12/2012. A garrafa é de 355 ml, cor marrom, rótulo gravado na garrafa com a famosa gárgula (de perfil) símbolo da cervejaria. Na tampa dourada a expressão: 'Stone's beers have been ranked among the best in the country & even the world' (The Sun Diego Union Tribune). Traduzindo: 'Cervejas Stone tem sido classificadas entre as melhores do país e até do mundo'. No contra-rótulo figura o texto acima que encerra a exaltação à cerveja e o orgulho pelo resultado obtido. Por fim a expressão 'Enjoy Fresh' (que não obedeci, mas deveria).

Vertida na taça revelou um líquido de coloração preta, opaco, com nuances amarronzadas e mínima translucidez ao ser posta contra a luz. Apresentou uma consistente espuma bege de boa formação, densa e medianamente volumosa, com bolhas médias e de satisfatória persistência, tendo desenhado algumas rendas pelas laterais da taça. Perlage (bolhas) perceptível, com dificuldade.

O aroma, apesar do tempo de guarda, ainda se apresenta com bom frescor e com ótima complexidade. Há notas maltadas com percepções de caramelo e torrefação que remetem a café e chocolate amargo e frutas escuras passas (ameixas). Ainda forte o caráter lupulado (IBU 90) ostenta um notas de gramíneas, pinho, resina e de frutado cítrico que remete à laranja e maracujá, além de álcool bastante saliente. No website da cervejaria consta a utilização dos lúpulos das variedades Chinook, Simcoe e Amarillo.

O líquido se apresenta com uma textura aveludada e as impressões olfativas se repetem no paladar com um início sutilmente adocicado proveniente de notas maltadas com percepções de caramelo e torrefação que remete a café e chocolate amargo. Na sequencia, de perfil claramente lupulado, assoma-se com mais intensidade um belíssimo caráter de lúpulo resinoso e cítrico com frutado que remete à abacaxi e maracujá, além de sensações de pinho e herbal (grama). O final é seco, agridoce e apresenta uma agradável picância - cortesia do álcool e dos lúpulos. O retrogosto traz tostado e amargor prolongado, catalisado tanto pela carga de lúpulos cítricos quanto pelo amargor inerente à torrefação. O álcool de ABV 8,7% é um coice de mula e fica no limiar entre o agradável aquecimento e o roubar a cena. O corpo é médio-alto e a carbonatação é média. A drinkability é ótima - cerveja potente, mas extremamente fácil de beber!

Degustação altamente prazerosa, proporcionada por um conjunto robusto e com ótima e rica base maltada a lastrear o caráter extremamente lupulado.

Recomendo muito!

Detalhes

Degustada em
10/Março/2014
Envasamento
Volume em ml
355 ml
Onde comprou
EUA
Preço
U$ 3,00
Denunciar esta avaliação Considera esta avaliação útil? 0 0

Comentários

Para escrever uma avaliação registre-se ou faça seu .

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]

Cadastre-se