Cadastre-se

Stone Imperial Russian Stout

Sergio Curti 13 de Agosto de 2010
 
4.5 (12)
9376   0   5  

Avaliações dos usuários

6 avaliações com 4 estrelas

12 avaliações

 
(6)
 
(6)
3 estrelas
 
(0)
2 estrelas
 
(0)
1 estrela
 
(0)
Avaliação Geral 
 
4.5
Aroma 
 
8/10  (12)
Aparência 
 
5/5  (12)
Sabor 
 
18/20  (12)
Sensação 
 
5/5  (12)
Conjunto 
 
9/10  (12)
Para escrever uma avaliação por favor registre-se ou .
De volta ao item
6 resultados - mostrando 1 - 5
1 2
Ordenar
Avaliação Geral 
 
4.3
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
18/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
8/10
Mais uma ótima cerveja da stone a começar pela impressão na garrafa muito bem elaborada!
Release de 2014, apresentou líquido preto sem deixar passar luz alguma, espuma marrom de boa formação e média duração.
Aromas e sabores parecidos contando com muita torrefação presença de nozes, maltes tostados, café, e imperando por cima o chocolate amargo.
Muita complexidade e robustez, é muito viscosa com álcool (11%) bem inserido no conjunto que passa batido, no paladar se mostra levemente doce no começo que depois revela um amargor constante vindo dos lúpulos mais pro final seguido de retrogosto torrado.
Uma das melhores Imperial Stouts que já provei e recomendo!
Na garrafa diz: "Recomendamos a obtenção de uma grade e abrir uma garrafa a cada 3-6 meses para melhor desfrutar de sua viagem". Estarei adquirindo outra garrafa para uma degustação futura.

Detalhes

Degustada em
28/Janeiro/2015
Envasamento
Volume em ml
650 ml
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
(Atualizado: 30 de Março de 2011)
Avaliação Geral 
 
4.4
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
17/20
Sensação 
 
5/5
Conjunto 
 
9/10
A garrafa já é uma ocupação à parte. Rodou de mão em mão um bom tempo antes de todos se atentarem à cerveja em si. Do gárgula soviético impresso na garrafa ao excerto sobre a ausência de pecados nela, há muito o que se admirar neste puta trabalho.

Enquanto servíamos a cerveja, o aroma tostado, um tanto licoroso, já se desprendeu no ar, antecipando o espetáculo. A densidade do que beberíamos já era visível mesmo antes da breja cair no copo. O líquido profundamente negro e um tanto opaco foi coroado por um creme de média formação e retenção, marrom, lembrando mesmo o creme de bons expressos. No contra-luz, apenas no limite das bordas foi possível observar que a cerveja também era marrom.

As notas aromáticas imediatas remeteram ao tostado intenso do malte, um perceptível herbal/mentolado do lúpulo Warrior, perfis de anis e alcaçuz, tudo envolto pelos 10,8% abv levemente perceptíveis. Conforme a breja esquentava, o quadro se alterava um pouco, com notas de café, chocolate e do próprio álcool se destacando mais, remetendo à complexidade de um bom licor de café.

Na boca, o domínio, do começo ao fim do gole e mesmo no retrogosto, foi claramente o do malte intensamente tostado, mesclado com o amargor dos altíssimos teores de ácido álfa desse lúpulo (15% - 17%). Em segundo plano apareceram novamente anis e alcaçuz, o álcool se destacou muito menos, estando bem inserido e apenas esquentando o conjunto todo. A cerveja enche a boca com um textura licorosa. O conjunto todo remeteu a fumo de mascar, mas sem grudar na garganta. E quando a temperatura subiu, até o limite da temperatura ambiente - bem uns 20 e poucos graus -, igualmente ao aroma, ela caiu no sabor com a sensação do licor de café. Ao fundo, um pouco do azedo da levedura foi perceptível, servindo apenas para torná-la - a cerveja - ainda mais complexa. Ao final, com pouco líquido ainda no copo, foi possível observar reflexos rubi na cerveja.

Uma cerveja densa e complexa, para tomar com mais gente e com calma. Há muito o que perceber nela, inclusive com as variações de temperatura. De modo algum possui uma drinkability alta, mas nem de longe difícil de tomar.

Saúde o grande Du por ter trazido esta jóia e partilhado com mais gente lá em casa. Por 6 (SEIS!!!) dólares, dá uma dor no coração saber que dificilmente um dia teremos dela por aqui.

Detalhes

Degustada em
29/Março/2011
Envasamento
Volume em ml
625 ml
Onde comprou
"Presente" - EUA
Preço
6 míseros dólares...
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Avaliação Geral 
 
4.2
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
18/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
8/10
Cor negra,opaca,brilhante e com textura licorosa.
Espuma bege escuro de média densidade,com boa formação e média duração.Após alguns instantes permanece uma fina camada na superfície do líquido.
Aroma de café,chocolate,malte torrado,defumado,baunilha e caramelo com leve presença do lúpulo e do álcool.Aroma complexo e agradável.
No paladar malte torrado,café,baunilha,lúpulo e leve amadeirado.Final com amargor e quente devido ao teor alcoólico,mas bem inserido no conjunto.Textura licorosa.
Uma imperial stout clássica,a ausência da maturação em barris de carvalho a deixa mais adocicada e suave,mas nem por isso menos intensa,com seus 10.5% de teor de álcool muito bem inseridos.

Detalhes

Degustada em
15/Janeiro/2010
Envasamento
Volume em ml
650 ml
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Avaliação Geral 
 
4.3
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
18/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
9/10
Primeiramente destaque para a garrafa - remete a força e robustez da bebida sem perder o charme desta.
Cor preta muito opaca com espuma marrom de boa formação e permanência razoável, com belas bolhas.
Destaque no aroma para o malte torrado, chocolate e um toque de café. A presença de café torna-se mais presente ao degustar a bebida, em especial no retrogosto, dosadamente seco.
Bela cerveja, o lúpulo se mostra secundário na degustação, mas o malte torrado da mais do que conta do recado!

Detalhes

Degustada em
08/Outubro/2010
Envasamento
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Avaliação Geral 
 
4.4
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
18/20
Sensação 
 
5/5
Conjunto 
 
8/10
Belíssima breja, com uma apresentação impecável, preta bem densa mostrando quase nada de transparência, com um creme marrom, denso e de média altura, também de média duração, o que para o ter alcoólico é ótimo.

Uma cerveja muitíssimo equilibrada. Aroma e sabor são muito próximos. Nota-se muito chocolate e torrado - mas veja, não aquele torrado amargo, que amarra a boca e raspa na garganta. Trata-se de um torrado suave, lembrando madeira e não cinzas. Mosrou também alto amargor e uma grande presença de lúpulo, de características condimentadas e também com um toque mentolado. Predomina então o lúpulo e o chocolate. Quase não percebi café, muito discreto. O álcool, belissimamente inserido, nota-se apenas no retrogosto e no leve calor na garganta. No fundinho, percebi um pouquinho de enxofre, que não comprometeu a degustação.

Corpo médio e diria que tendendo mais pro leve que pro encorpado. A carbonatação também é média pra baixa.

Mais uma daquelas cervejas que a gente imagina que serão uma porrada, extremamente intensa e na verdade mostram-se até que leves e com alto drinkability.

Detalhes

Degustada em
10/Agosto/2010
Envasamento
Volume em ml
650 ml
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 1 0
6 resultados - mostrando 1 - 5
1 2

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]

Cadastre-se