Cadastre-se

Detalhe da Avaliação

Holanda Pedro BianchiPedro Bianchi 13 de Dezembro de 2011 2189
Avaliação Geral 
 
4.5
Aroma 
 
9/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
18/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
9/10
A De Molen Heen & Weer (algo como ir e voltar) é do estilo Belgian Tripel (sub-estilo do Belgian Strong Ale), que caracteriza cervejas de alta fermentação, claras ou escuras, equilibradas, saborosas, complexas, alcoólicas e que utilizam na receita algo como 3 vezes a quantidade habitual de malte. Com mais "alimento" as leveduras permanecem em ação por mais tempo e o resultado é uma gama maior de aromas, sabores e álcool do que numa dubbel, por exemplo, e menor do que numa quadruppel em regra.

É produzida pela excepcional Cervejaria De Molen que figura em sites gringos entre as 10 melhores do mundo, sendo eleita a primeira da Holanda. A cervejaria, cujo nome significa "O Moinho", está localizada dentro de um edifício histórico conhecido como "De Arkduif", que foi construído em 1697 e que se trata de um belo... moinho. As instalações, na cidade holandesa de Bodegraven, incluem um restaurante e um local que sedia anualmente o evento Borefts Beer Festival (BBF), que reúne cervejeiros artesanais da Holanda, Bélgica e do restante da Europa. A De Molen, capitaneada pelo mestre-cervejeiro Menno Olivier, batiza suas criações com uma dupla de palavras por vezes extravagantes. Em seu vastíssimo portfólio dos estilos americano, belga e inglês destaque para a Hel & Verdoemenis (inferno e condenação), Black Damnation, Rasputin, Hemel & Hel (Céu e Inferno) etc.

A garrafa é de 750 ml, cor marrom, e ostenta um rótulo singelo de cor areia com moldura laranja ornado, ao que me parece com as gravuras do armazém e da própria cervejaria (que são em endereços diferentes).

Vertida na taça revelou um líquido de coloração laranja, turbidez mediana, com espuma entre o branco e o bege, de bela formação, consistente, volumosa e de destacada manutenção e que desenhou algumas rendas nas laterais mantendo-as por algum tempo. Perlage perceptível - bolhas pequeninas.

O aroma é muito complexo e perfumado, tendo apresentado moderadas notas de malte caramelo, mel, notas frutadas de laranja e pêssego, especiarias (coentro, pimenta e talvez gengibre), leveduras e algum lúpulo.

O sabor é igualmente complexo, próprio das tradicionais receitas belgas. No paladar o líquido aveludado apresentou-se encorpado e ostentou iniciais notas maltadas o que conferiu um bom caráter adocicado; a seguir especiarias (coentro e pimenta), notas cítricas de casca de laranja e limão, leveduras e sutil lúpulo para equilibrar. O álcool de 9,5% ABV, conquanto pronunciado, não é agressivo e não rouba a cena da gama de sabores da breja. O final é amargo e picante. O retrogosto é alcóolico. A carbonatação é leve e o corpo é médio. A drinkability é excelente!

A mim o conjunto se revelou harmonioso, potente, saboroso, agradável e representou muito bem um estilo bastante tradicional.

Imperdível!

Detalhes

Degustada em
11/Maio/2013
Envasamento
Volume em ml
750 ml
Onde comprou
Preço
10,95 euros
Denunciar esta avaliação Considera esta avaliação útil? 0 0

Comentários

Para escrever uma avaliação registre-se ou faça seu .

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]

Cadastre-se