Cadastre-se

Baladin Nora

Brejas
 
3.8 (20)
6860   0   3  

Avaliações dos usuários

20 avaliações

5 estrelas
 
(0)
 
(19)
 
(1)
2 estrelas
 
(0)
1 estrela
 
(0)
Avaliação Geral 
 
3.8
Aroma 
 
7/10  (20)
Aparência 
 
4/5  (20)
Sabor 
 
15/20  (20)
Sensação 
 
4/5  (20)
Conjunto 
 
8/10  (20)
Para escrever uma avaliação por favor registre-se ou .
De volta ao item
20 resultados - mostrando 16 - 20
1 2 3 4
Ordenar
Avaliação Geral 
 
4.1
Aroma 
 
7/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
17/20
Sensação 
 
5/5
Conjunto 
 
8/10
Cerveja simplesmente esplêndida e diferenciada. Aroma doce, que remete ao malte, levemente lembrando trigo, mas diferente, mais agressivo, provavelmente do Khamut. Coloração amarela escura e turva com creme denso volumoso e duradouro. Sabor bem doce com notas de difícil distinção, o malte diferenciado deixa ela com um sabor parecido ao das Weiss mas mais forte, o gengibre é sentido bem de leve, assim como cravo. Retrogosto bem pouco lupulado com um amargor característico da mirra, muito diferente. Conforme a cerveja foi aquecendo o gengibre foi ficando mais presente e ela se tornou mais cítrica. Uma dica é segurá-la na boca por um tempo para que ela esquente e engolí-la bem rapidamente, e rapidamente também aspirar ar pela boca. Podendo assim sentir um maravilhoso aroma e sabor do gengibre no retrogosto, tornando a sensação bem picante, unido ao amargor da mirra.

Detalhes

Degustada em
08/Agosto/2011
Envasamento
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 7 0
(Atualizado: 05 de Maio de 2011)
Avaliação Geral 
 
3.6
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
3/5
Sabor 
 
15/20
Sensação 
 
3/5
Conjunto 
 
7/10
Criado para homenagear sua ex-mulher (isso mesmo, ex-mulher, mas na época casado com o italiano), Teo Musso criou a Nora, uma cerveja cheia de especiarias, como gengibre, mirra e um cereal egípcio chamado Kamut. O resultado é uma cerveja bem harmônica, que une com classe esteres, fenóis e as especiarias inseridas.
Sua coloração é um amarelo em tons alaranjados muito bonito, que mostra uma turbidez relevante. O creme de coloração esbranquiçada, pouco se forma e este pouco que se forma ainda vai bem rápido.
O aroma, me mostrou em primeiro plano uma cama maltada de mel, feita para segurar a potência dos esteres frutados de banana, pêssego e laranja. Ainda é possível sentir um condimentado bem gostoso que traz um bom equilíbrio, remetendo a ervas finas, canela e algo refrescante e fino (talvez seja o gengibre) que acabou me lembrando mais menta. De um fundo um delicado floral e um álcool já perceptível, mesmo não sendo dos mais altos teores.
O paladar é predominantemente adocicado, com boa combinação de maltes e esteres, novamente trazendo o mel combinado a banana, pêssego e abacaxi. Há uma certa pegada refrescante que talvez seja um dos pontos altos e remetem a pimenta e um toque mentolado, que caem muito bem com o cítrico de laranjas. Ao final há uma sensação de picância mostrando boa combinação entre fenóis e especiarias, que vão desde noz-moscada e canela até o gengibre propriamente dito. Esta sensação de ardência, é ressaltada pelo álcool levemente pronunciado. Graças as doses mínimas de lúpulo (usado apenas para se enquadrar na legislação, diga-se de passagem) o amargor é praticamente inexistente, o que para mim tornou-se o Calcanhar de Aquiles da italiana. O paladar é tão frutado e adocicado que nem a pegada mais condimentada conseguiu fazer a cerveja deixar de ser enjoativa.
Mesmo assim, trata-se de um dos melhores rótulos das Baladin. Pelo menos das que vem até aqui. O que mais despertou curiosidade em mim na cervejaria e na maioria das italianas, é a utilização de ingredientes exóticos e a Nora é um ótimo exemplo de como pode ficar o resultado final de uma maneira bem executada.

Detalhes

Degustada em
22/Abril/2011
Envasamento
Volume em ml
700 ml
Onde comprou
Templo da Cerveja
Preço
R$46
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Avaliação Geral 
 
4.0
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
16/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
8/10
Very good !!!

Detalhes

Degustada em
06/Março/2011
Envasamento
Onde comprou
mamae bebidas bh
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 1
Avaliação Geral 
 
3.9
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
15/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
8/10
Minha namorada ganhou essa garrafa de amigo-bebum no final do ano.
Como não bebe cerveja, acabei ganhando a cerveja.
E não demorei em degustá-la.
Dourada opaca, com três dedos de espuma, mas que não se mantém.
No aroma, bem doce, mel, malte e laranjas.
No sabor, também, ela veio bem doce, com bastante malte e mel.
Retrogosto um pouco doce demais pro meu gosto.
Álcool bem inserido, leve.
Mas a cerva seria mais equilibrada se não puxasse tanto para um insistente sabor doce.

Detalhes

Degustada em
01/Fevereiro/2011
Envasamento
Volume em ml
750 ml
Onde comprou
-
Preço
-
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Avaliação Geral 
 
3.5
Aroma 
 
6/10
Aparência 
 
3/5
Sabor 
 
15/20
Sensação 
 
3/5
Conjunto 
 
8/10
Quando ouvi que "Nora" era a ex-mulher do mestre cervejeiro Teo Musso, fiquei até um pouco desconfiado - mas logo me esclareceram que, à época da elaboração da receita, eles ainda estavam casados, de modo que a homenagem passou a soar mais, digamos, auspiciosa. Trata-se de uma cerveja indicada como "cerveja egípcia" devido ao emprego de um cereal egípcio (o kamut), além de gengibre e mirra. O resultado final lembra muito uma Belgian blond ale, frutada, maltada e com um sutil perfume floral e de especiarias. Na taça, mostrou-se dourada escura, com uma opacidade mediana e um creme de baixo volume e pouca persistência. O aroma mostra bom equilíbrio entre malte, lúpulo e levedura, com destaque para a última. Predomina um aroma frutado de ésteres, remetendo a abacaxis em calda, acompanhado de um lúpulo com características florais (gerânio) e cítricas (limão) e de um malte adocicado lembrando mel. Seria bastante agradável, apesar de pouco complexo, se não tivesse sido prejudicado pela presença razoavelmente intensa de ácido caprílico, lembrando sabão em barras, que com o tempo começa a dominar o conjunto e ofuscar as demais características. O sabor possui maior complexidade e sutileza, pois nele se sentem os toques das especiarias da receita, ainda que de forma sutil. Ésteres (abacaxi) e malte (mel e pão doce) predominam, com a adição de um floral de rosas e toques cítricos do lúpulo. As especiarias - mirra e gengibre - são usados "à moda belga", ou seja, de forma sutilmente perceptível, mas não evidente. Eu não teria identificado o que é se já não soubesse, mas é possível, sim, sentir um leve perfume de fundo da mirra e uma suave picância do gengibre. O paladar é bem adocicado, um pouco desequilibrado para o meu gosto - como as demais Baladin, por sinal -, com acidez mediana na entrada, um amargor baixo durante toda a evolução e uma suave picância na finalização, conduzindo a um final doce com retrogosto um tanto curto e chapado de mel e um sabor residual estranho na boca, possivelmente devido ao ácido caprílico. O corpo é mediano, com textura cremosa (será pela adição do kamut?), e o álcool se faz perceber de forma suave, bem-inserido. No conjunto, pode ser considerada uma interessante cerveja com o perfil de uma Belgian blond ale, na qual o malte e os ésteres frutados são bem complementados por uma adição discreta de especiarias. Não espere sentir o gosto da mirra e do gengibre de forma evidente; esta cerveja tem uma criatividade mais sutil, com um suave perfume "oriental" mais sugerido do que enfaticamente evidenciado. Seus maiores problemas, a meu ver, foram a doçura um pouco destacada demais (para o meu gosto) e a presença mais intensa do que deveria do ácido caprílico, que lhe tirou o brilho do aroma e a vividez do sabor.

Detalhes

Degustada em
30/Outubro/2010
Envasamento
Volume em ml
750 ml
Onde comprou
Empório Alto dos Pinheiros
Preço
R$ 60
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 1 0
20 resultados - mostrando 16 - 20
1 2 3 4

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]

Cadastre-se