Schin compra Eisenbahn

22 Comentários
4.196 visitas

Grupo Schincariol   
Cervejas da Eisenbahn

Fomos convidados ontem, dia 08 de maio, pela assessoria de imprensa do Grupo Schincariol para participar de uma coletiva de imprensa as 14:30 que anunciaria uma “importante aquisição”.

Participaram, por parte da Schin: José Augusto Schincariol, membro do Conselho de Administração, Fernando Terni, Presidente-Executivo, Robin Castello, Diretor Jurídico e de Relações Institucionais, e Marcel Sacco, Diretor de Marketing e Trademarketing.

BREJAS esteve presente e podemos garantir que a novidade não foi pequena: o que foi anunciado foi nada mais nada menos que a compra da premiadíssima cervejaria de Santa Catarina, a Eisenbahn, fabricante de belíssimas cervejas e que tem para esse ano a previsão de faturamento de R$ 20 milhões. De acordo com Fernando Terni, a compra será feita com caixa próprio da empresa, mas o valor da transação não foi revelado.

Em 2007 a Schin já havia adquirido a Baden Baden de Campos do Jordão/SP e a Devassa do Rio de Janeiro/RJ. Mais uma vez a cervejaria garante que não irá alterar as fórmulas originais que tonaram famosas tais micro-cervejarias, com diversos apreciadores espalhados pelo Brasil, inclusive os confrades do BREJAS.

Essa nova aquisição mostra o continuo investimento do grupo no mercado de cervejas premium, segmento que mais cresce no Brasil e que oferece margens melhores aos fabricantes. Pelo que podemos ver, parece a única saída da Schin para lutar com AmBev e FEMSA que têm diversas opções de cervejas premium e especiais a trazer de fora, algumas inclusive já disponíveis no mercado brasileiro, como a Leffe, Belle Vue e Hoegaarden da Ambev e Heineken da FEMSA.

E você, o que acha dessa nova aquisição? Com o aumento nos preços dos insumos de cervejas, será que a Schin irá manter por muito tempo sua promessa de não anterar as fórmulas da Eisenbahn, Devassa e Baden Baden? Deixe aqui seus comentários.

Sobre a Eisenbahn:Fundada em 2002 pela família Mendes, com objetivo de oferecer ao consumidor o padrão de qualidade das melhores cervejas especiais encontradas na Europa e Estados Unidos, a Eisenbahn é considerada a cerveja brasileira mais reconhecida internacionalmente: a empresa acaba de ganhar três medalhas de prata no AIBA (Australian International Beer Awards), na Austrália. E no ano passado obteve duas medalhas de bronze no European Beer Star, um dos maiores e mais prestigiados concursos da Alemanha, e uma medalha de bronze na World Beer Cup, dos Estados Unidos.

22 Respostas para “Schin compra Eisenbahn”


  • Sinceramente, acho que já era mais uma ótima cervejaria. Mais cedo ou mais tarde, a qualidade vai cair.

  • Só espero que não acabem com a Eisenbahn, porque para mim, Schin nunca foi cerveja. Conseguem simplesmente produzir a PIOR cerveja do Brasil, que não tem lá grandes marcas.

  • 3 Luis Antonio Teixeira

    Concordo em genero ,numero e grau com a opinião do amigo Renato aí acima,com certeza a qualidade da cerveja Eisenbahn vai cair demais assim como aconteceu com a Baden Baden.
    Grandes cervejarias visam só lucros e com certeza vão ”standartizar” as suas cervejas e usar apenas a marca que já foi sinônimo de ótimas cervejas.

  • Vamos começar a beber rótulos…

  • Onde foi o anuncio???

  • Olá confrades! Muito obrigado pela participação!
    Não posso negar um sentimento de medo.
    Perder cervejas como as Eisenbahn dá uma dor tremenda na alma. São de ótima qualidade, deliciosas e, mais importante, feitas aqui e, por isso, baratas se comparadas com as importadas.
    Vamos torcer para que a Schincariol tenha feito a compra apenas para agregar valor à empresa, e não para modificar a produção destas belas cervejas, lucrando com a diminuição da qualidade e modificação das fórmulas.
    Abraços : )

  • Flávio, foi uma conferência via telefone.

  • Olá pessoal….

    Nós do Botequim Villa’s (Mogi das Cruzes) e Emporio Villa’s (Aruja), estamos entristecidos com tal fato.
    Esperamos que nada de diferente ocorra, mas como somos realistas, ja nos sentimos saudosistas com o ocorrido. Sentiremos sua falta NOBRE EISENBANH…….

    abraços,

    Enio Helena

  • Eu faço votos que a compra da Eisenbahn pela Schin seja semelhante a compra do Youtube pelo Google.

    O Google comprou um “top of mind” quando adquiriu o Youtube e acho que a Schin está fazendo o mesmo, comprando um “top of mind” quando o assunto no mundo cervejeiro é: cerveja de qualidade, premios, pioneirismo, ousadia…etc

    Uma diferença entre as empresas é que o Google é uma empresa querida, e a Schin não.

    O youtube continua inovando, o site nao parou no tempo apos a aquisicao.
    Minha esperança é que a Eisenbahn continue sempre com sua ousadia e que possa ter sua marca popularizada, nao confundir com produto popular(1), e possa ser encontrada com mais facilidade em restaurantes e mercados. Contribuindo ainda mais para que a cultura da cerveja de qualidade.

    (1)Ex.: A Ferrari é uma marca popularizada, mas definitivamente nao é um produto popular, ou todo mundo aqui tem uma na garagem?

  • A compra é mais surpesa desagradável na área das microscervejarias. O que era para representar uma opção externa no péssimo mercado de cervejas nacional, agora acaba por sofrer influência direta de uma macro.

    No caso da Baden Baden significou absolutamente nenhum lançamento nos últimos anos. Alguns dizem que a qualidade das cervejas de linha piorou, outros dizem que manteve-se, mas ninguém diz que melhorou, lamentavelmente.

    A Devassa não vou opinar se piorou ou melhorou, pois suas cervejas não caiam no meu gosto e não experimentei mais depois da primeira vez.

    Sem xiitismo, precisaremos esperar pelo futuro. Ele não é promissor, mas vá lá. A esperança é última que morre. A Schin é tranqueira, mas pelo menos está tentando melhorar. Quem sabe com o knowhow das pequenas ela até melhora sua linha macro (sonho meu…).

    até mais!

  • nao conheço muito sobre cervejas,mas confesso que fiquei surpreso com essas aquisições da schin.tambem fiquei muito surpreso com os comentarios a cima feito a seu respeito. vou torcer para ela surpreender,para que possamos ter orgulho de nossas marcas e empresas. valeu.

  • Bom, não conheci a Baden antes, mas li opiniões conflitantes de uns
    dizendo q não mudou outros dizendo q sim…
    Para o meu gosto Baden, Eisenbahn e Devassa são que há de melhor.
    O ponto não é visar só lucro, derrubar a qualidade num segmento desses
    é suicidio no médio prazo, ao contrário do mercado popular, mais tolerante,
    quem sabe a Schin não faz o contrário e aprende a produzir uma Pilsen
    popular de melhor qualidade, heheheehe.

  • Olá Confrades!!

    Bom, pela compra da Eisenbahn pela Schin, eu tenho um pouco
    de Fé pois o Grupo esta querendo crescer mais, e acho que com esses planos
    não vão querer deixar cair a qualidade, pois perderá venda! Num estou certo??

    Eu sei que a Nova Schin num é boa cerveja , mas o grupo Schin tem outras boas, como a Nobel e a Primus , cervejas que provei e digo: São melhores do que algumas
    pilsen da Ambev! Atualmente a Antartica aquela que si diz BOA esta uma porcaria!!

    Nao escondo que também tenho um receio com a qualidade das cervejas da Eisenbahn mas teremos que esperar pra ver e beber!!!rsrsrs…

    Bom, é de grande fatisfaçao que deixo este meu comenério, e se algum confrade quiser descutí-lo pode responder aí!!!

  • 14 andersonppicasso

    Confrade amigo,a aquisiçao da eisenbahn pelo grupo schin e sequencia de uma tendencia iniciada nas duas ultimas decadas.vejo com muita felicidade que destacada cervejaria nacional continua nacional.tamben otimista fico,pois os gigantes de Itu possuem enorme know sobre mercados menos elitizados.ficando assin a esperança da possibilidade de se deliciar com uma Lust mais de uma vez ao ano ;seja por em balagens menores,seja por novas tecnologias,logisticas das mais variantes.A fe deste humilde confrade sugere a sapiencia de tamanho de recursos investidos alem de somar ao portifolia comercial,sera tambem de grande soma no aprimoramento da Pilsen de Itu.Quem sabe ainda este ano nao nos brinde com uma SchinPremiunBR boa sorte.

  • Amigos
    Infelizmente creio que as queridas cervejas Eisenbahn irão cair muito de qualidade. As grandes cervejarias brasileiras são especialistas em alto preço e baixa qualidade. Destruíram a Serra Malte, Bavária Premium. Acabaram com a Heineken e Stella Artois aqui no Brasil. Aliás, a grande maioria dos brasileiros que tanto diz entender de cerveja, engole os lixos da Ambev e ainda bate no peito dizendo que a brahma é a melhor, a antartica é a boa. Tem os que dizem que são diferenciados, pois bebem Bohemia, Serra, Original, que são o mesmo lixo das comuns, somente mais caras. Que saudades da Serra Malte de Getúlio Vargas/RS, da antiga Bavária Premium, da Pilsen Extra da Antártica. Amigos, acho que vou parar com a cerveja, pois com esses lixos não dá mais. Sentirei saudades de minha querido Pale Alle Eisenbahn.

  • infelizmente no Brasil fica cada vez mais dificil tomar uma cerveja de qualidade,pois as
    empresas so visam lucro e esquecem do principal,que é o consumidor …vai acontecer o mesmo da Serra Malte,Bohemia,a belga Stella Artois,na mão da Ambev caiu de
    qualidade….CHEGA DE MONOPOLIO!!!!!!!!!!!!!

  • IGUAL A SERRAMALTE NAO CONHECI MAS UMA COISA TENHIO A DIZER
    DEPOIS DA AMBEV TEMOS MUITO POUCA ESCOLHA
    ALGUEM CONHECE A CERVEJA KRILL
    GOSTARIA DE SABER SOBRE A MESMA
    MANDE COMENTARIO PARA
    [email protected]

  • É de causar bastante tristeza aos “apreciadores” de uma boa cerveja. Nunca fiz nenhum estudo de caso sobre a Eisenbahn, mas arrisco afirmar que a estratégia deles é oferecer um produto diferenciado para um público diferenciado e exigente, prova disso é o fato de não encontrarmos a Eisenbahn em qualquer bar, e um amigo proprietário de um bar que vende Eisesbahn, falou que antes de firmar a parceira de vendas eles analisam o perfil do bar para identificar se é compativel com o perfil da Eisenbahn.
    Infelizmente a estratégia da Schincariol é bastante diferente, eles querem disputar mercado com as empresas já existentes, neste caso, leia-se AMBEV e FEMSA, e para disputar mercado não há outra maneira a não ser competir por preço e muitas vezes abrir mão de qualidade, talvez para não ferir a marca a Schin mantenha os métodos de produção e ingredientes utilizados na Eisenbahn, mas com certeze isso não passará de dois anos e depois disso corremos o risco de encontrar a Eisenbahn com sua fórmula totalmente modificada em qualquer bar de esquina e como um amigo já comentou, estará sendo vendo apenas um rótulo.

  • Amigos APRECIADORES de uma boa cerveja…conheço as cervejas da Eisenbahn a alguns anos…moro no Parana e todo outubro vou ate a Oktober so para ficar bem perto dos BARRIS dessa maravilha…gostaria muito de acreditar que a qualidade ainda vai continuar por muito tempo, e que eles nao negociem a qualidade pelo aumento do lucro…pode ate ser utopico achar que isso nao va acontecer, mas, se acontecer, o Brasil perde a melhor cerveja nacional. Os compradores da Eisenbahn usaram o unico argumento para colocar as maos no pote de ouro….G R A N A …. Entao espero que tenham a responsabilidade de preservar o paladar…ou muita gente vai parar de degustar esse nectar >>>

  • Bom,primeiramente venho expor meu pensamento critico, que esse grande acontecimento não veio para prejudicar nós amantes da cerveja,conheço e sei de toda a má fama que é postulada a cerveja nova schin e acredito que foi rotulada como uma crveja de baixa qualidade há tempos, mas que vem melhorando e dominando grandes marcas sem alterar o padrão cervejeiro das demais(baden,eisenbahn..)Assim como um bom amante de grandes cervejas estou otimista e feliz por termos essas belas cervejas dentro de nossos cardapios brasileiros,nos proporcionando combinações maravilhosas com nossos pratos típicos… Agradecido por voce grupo schincarioll!!
    Obrigado!

  • Bem amigos, o que eu mais temia aconteceu. Agora ao beber uma Pale Ale Eisenbahn notei que não é mais a mesma coisa. Ruim, sem aquele sabor característico no arremate do gole. Conseguiram acabar com mais uma cerveja no Brasil. A weiss ficou intragável. Que país desgraçado! Nem tomar um copo de cerveja decente podemos mais!

  • 22 Reinaldo Rodrigues Júnior

    Duvido que essas aquisições vão manter a qualidade dessas cervejas. Uma cerveja artesanal é cara para a produção. Logo, o preço de venda deve ser mais alto. Para que a Schin adquiriu-as? Para lucros em larga escala e disputar com as concorrentes. Vão apenas usar o nome que estas conquistaram e terão necessariamente que alterar suas fórmulas, ou não terão o que esperam. O problema é cultural. Somos pupilos dos americanos, que entendem que os fins são sempre lucros cada vez maiores. A qualidade, pode deixar meia-boca, os apreciadores de cervejas de qualidade são uma minoria mesmo…É só verificar o que houve com a Bohemia. Se realmente isso ocorrer, vai ser vergonhoso para essas marcas. A Eisebahn, por exemplo, vai ter que mudar o que escreveu no site…

Deixe um comentário

Você deve logar-se para postar um comentário.

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]