Cadastre-se

The Bruery Oude Tart

Brejas 07 de Abril de 2013
 
4.4 (2)
1263   0   2  
 
Escrever Avaliação
Adicionar a uma lista
The Bruery Oude Tart

Informações

Cervejaria
Álcool (%)
7.5% ABV
IBU
15
Cor SRM
16,00
Ativa
Temperatura
Copo ideal
Oude Tart is a Flemish-Style Red Ale aged in red wine barrels for 18 months. Pleasantly sour with hints of leather, dark fruit and toasty oak.

Fotos

Avaliações dos usuários

2 avaliações

Avaliação Geral 
 
4.4
Aroma 
 
9/10  (2)
Aparência 
 
4/5  (2)
Sabor 
 
18/20  (2)
Sensação 
 
5/5  (2)
Conjunto 
 
9/10  (2)
Para escrever uma avaliação por favor registre-se ou .
Avaliação Geral 
 
4.8
Aroma 
 
10/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
19/20
Sensação 
 
5/5
Conjunto 
 
10/10
Que extraordinária surpresa! Uma Flanders red ale legitimamente californiana de fazer inveja aos belgas! Maturada por 18 meses em carvalho e engarrafada sem blendar, ela exibe as características típicas do estilo combinadas a um instigante e profundo perfil de envelhecimento que faz com que ela parece um híbrido entre uma Flanders red ale e uma old ale bem envelhecida. Como adoro os dois estilos, preciso dizer o quanto me agradou esta cerveja? No copo, mostra uma bonita cor de ameixa e uma espuma mediana. O aroma é de uma profundidade rara: primeiro eu notei os aromas típicos do estilo, com bastante animal/couro cru, terroso e mofo das Brettanomyces, acompanhado de caramelado apenas mediano (sem ser enjoativo como em algumas do estilo) e um expressivo frutado lembrando figos secos e passas ao rum. Logo sente-se a pancada de aromas de oxidação e envelhecimento em madeira maravilhosamente bem integrados: molho de tomate, couro curtido, madeira, baunilha, molho inglês, vinho do Porto, tudo impressionantemente vívido. É daquelas complexidades óbvias, evidentes, que não precisa ficar procurando demais para encontrar. Na boca, é bem ácida, salgada e com aquela sensação carnuda de umami. A doçura é mais tênue do que em outras do estilo (perceptível logo no começo e no residual), o que agrada, mas talvez a desequilibre um pouco para quem não está acostumado. Pouco amargor. O corpo é leve para mediano, razoavelmente seco devido à baixa doçura, com uma sensação intensa e agradável de adstringência e taninos da madeira. Uma obra-prima. Se a avaliarmos ponto a ponto com as representantes belgas do estilo, talvez pareça amadeirada e oxidada demais: a impressão que me deu é que, em vez de ela ser envelhecida nos enormes foeders belgas, ela deve ter passado por barris menores, que ocasionam maior oxigenação da cerveja. Se você mantiver a mente aberta, porém, certamente irá apreciar a maneira elegante como o envelhecimento contribui para o perfil típico do estilo sem ofuscá-lo.

Detalhes

Degustada em
07/Março/2013
Envasamento
Volume em ml
750 ml
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Avaliação Geral 
 
4.0
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
16/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
8/10
Avermelhada com espuma bege escura, densa e de media duração. Aroma traz um pouco de Porto e um toque adocicado. Na boca, acidez bem aparente mas sem intensidade, bem inserida, sentida do inicio ate o retrogosto. O dulçor é frutado e melado, porém sem ter o residual de açúcar. O Carvalho se mostra de forma discreta e provavelmente ajudou a amenizar a acidez da breja.
8.4.16.4.8

Detalhes

Degustada em
07/Março/2013
Envasamento
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]

Cadastre-se