Cadastre-se

Baladin Sidro

Fabiano Pereira
 
3.8 (1)
999   0   1  
 
Escrever Avaliação
Adicionar a uma lista
Baladin Sidro.jpg

Informações

Cervejaria
Álcool (%)
4.5% ABV
Cor SRM
5,00
Ingredientes
Maçãs selvagens.
Ativa
Temperatura
Copo ideal
Contract brewed by Cidrerie de Savoie for Le Baladin in Italy.
Traditional artisan cider produced from the juice of freshly pressed apples and spontaneously fermented with wild yeasts. Selected by Teo Musso for Selezione Baladin srl and Produced by Cidrerie Maeyaert rue de la Gare - 60112 Milly sur Therain - France.

Avaliações dos usuários

1 avaliações

Avaliação Geral 
 
3.8
Aroma 
 
7/10  (1)
Aparência 
 
4/5  (1)
Sabor 
 
15/20  (1)
Sensação 
 
4/5  (1)
Conjunto 
 
8/10  (1)
Para escrever uma avaliação por favor registre-se ou .
(Atualizado: 07 de Maio de 2014)
Avaliação Geral 
 
3.8
Aroma 
 
7/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
15/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
8/10
Esta Baladin Sidro é uma bebida do estilo Specialty Cider and Perry (pera), não sistematizado pelo BJCP. As sidras são feitas a partir do suco de maçã fermentado e se constitui numa das bebidas alcoólicas mais antigas do mundo, podendo ter existido desde mais de mil anos antes de Cristo - cortesia de egípcios, gregos ou celtas (a dúvida persiste). Sidra não é cerveja, apesar do processo de produção ser semelhante. Nesse sentido, são usadas duas fermentações: a primeira, em um tonel de madeira ou aço inox; e a outra, na própria garrafa, o que gera uma gaseificação natural. São refrescantes e o teor alcoólico, em geral baixo, pode variar entre 4% e 8%. A produção de maçã costuma ser feita onde o plantio de uva é difícil, ou seja, em lugares bastante frios. As sidras inglesas são mais secas, frutadas e com pouco gás, ao passo que as produzidas na região francesa da Normandia são mais doces e efervescentes. Há também ótimas sidras produzidas nos EUA, Canadá, Espanha, Bélgica, Alemanha e Itália. No Brasil a Serra Catarinense tem se destacado com a Bardocco (ABV 11%), apesar da referência não ser tão nobre - 'Sidra Cereser' (fermentada uma única vez e gaseificada artificialmente).

É produzida pela Cervejaria Baladin, em colaboração com a Cidrerie Maeyaert. A história da Baladin remonta ao ano de 1986 ocasião em que o proprietário Teo Musso abriu uma creperia na cidade italiana de Piozzo, contando com vasto menu de cervejas importadas no cardápio. Com o passar dos anos a ideia de fabricar a própria cerveja surgiu e tomou corpo com os conhecimentos adquiridos em visitas à cervejarias belgas, inaugurando a produção em 1996 com os rótulos Super e Isaac. Atualmente produz não só cervejas, mas também destilados, SIDRAS, refrigerantes, chocolates, panetones, geleias, fragrâncias etc. O portfólio de cervejas/produtos é vasto e este é o segundo rótulo que degusto, mas tenho na adega: Lune, Terre, Xyauyù Fumé (versão maturada em barril de whisky e versão infusionada com chá chinês), Xyauyù Barrel e outras.

A garrafa é de 750ml (há de 250ml), cor marrom, sem rolha, tampa prateada com o símbolo da cervejaria. Lote 110 – vintage 2011 – validade julho/2014. De requintada apresentação vê-se um bonito rótulo nas cores amarelo e branco com a palavra 'Sidro' em letras grandes e amarelas. Na sequencia, logo abaixo dos dizeres, encontra-se o ano de produção - no caso 2011. Ainda em alto relevo no vidro se lê "Birra Baladin". No contra-rótulo constam: - endereço da fábrica, graduação alcoólica (ABV 4,5%), ingredientes, temperatura de serviço (10 ºC) etc.

Vertida na taça revelou uma coloração alaranjada, turbidez mediana e alguns sedimentos no fundo da garrafa. A espuma de cor branca é de discretas formação e consistência e de fugaz persistência, mas ainda assim manteve uma fina tampa residual sobre o líquido ao longo da degustação. Perlage (bolhas) frenéticas e perceptível.

O aroma desta sidra se mostrou bastante agradável, equilibrado e com boa complexidade. Ostentou perfil caracteristicamente frutado e delicadamente adocicado, com nuances de mel, baunilha e caramelo, doce de maçã, maçãs verdes levemente ácidas, peras e leveduras. O álcool é sutil.

No paladar o líquido aveludado se apresenta na boca com razoável adocicado, mesclado a uma acidez um pouco mais saliente. As impressões olfativas reverberam com mais intensidade e assomam-se notas de mel, baunilha e caramelo em simbiose com frutado de maçãs maduras (compota) e verdes (mais ácidas), além de peras (?) e sutil levedura. O final é seco e levemente azedo e o retrogosto é agridoce. O corpo é médio-baixo e a carbonatação é média-alta. O álcool de ABV 4,5% é discreto e harmoniza o conjunto. A palatabilidade (drinkability) é elevada, pois trata-se de sidra muito refrescante.

As expectativas em torno da minha primeira Sidra foram atingidas e a degustação foi bastante prazerosa, proporcionada por um conjunto delicado, equilibrado e de ótima complexidade. Na adega tenho dois exemplares da francesa Domaine Dupont (Cidre Reserve e Cuvee Colette) para futuro comparativo.

Recomendo!

Detalhes

Degustada em
07/Maio/2014
Envasamento
Volume em ml
750 ml
Onde comprou
http://www.artigianbeer.com
Preço
€ 7,80
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]

Cadastre-se