Cadastre-se

Grado Plato Sticher

Pedro Bianchi 16 de Maio de 2011
 
3.7 (2)
2301   0   1  
 
Escrever Avaliação
Adicionar a uma lista
Grado Plato Sticher

Informações

Cervejaria
Importadora
Estilo
Álcool (%)
6.5% ABV
Ativa
Temperatura
Copo ideal

Primeira, e talvez a única, cerveja do Piemonte, e, provavelmente, da Itália, feita com matérias-primas produzidas e cultivadas em seu território. Foi inspirada na Altbier Uerige Stik. A coloração é cobre escuro, o aroma é delicado e o sabor oscila entre o doce do malte e o amargo do lúpulo, com retro gosto agradável e persistente. O nome da cerveja se deve à sua inspiração, Stik, somada ao fato de ser a primeira cerveja autóctone do Piemonte. Para a primeira produção dessa cerveja, com a colaboração do Instituto Agrário Bonafous de Chieri, a cevada foi semeada e o lúpulo foi plantado. A cevada foi debulhada, maltada. As flores do lúpulo foram colhidas selecionadas. Tudo isso na casa da Grado Plato. Como Chieri, em piamontês, é chamada de Cher, juntando, virou Sticher. Hoje em dia, a matéria-prima é adquirida no circuito comercial, enquanto o sonho de ser somente autóctone não é realizado.

Avaliações dos usuários

2 avaliações

Avaliação Geral 
 
3.7
Aroma 
 
8/10  (2)
Aparência 
 
3/5  (2)
Sabor 
 
15/20  (2)
Sensação 
 
4/5  (2)
Conjunto 
 
8/10  (2)
Para escrever uma avaliação por favor registre-se ou .
(Atualizado: 24 de Dezembro de 2011)
Avaliação Geral 
 
3.8
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
3/5
Sabor 
 
15/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
8/10
Essa italianinha traz logo de cara uma bela aparência, tipicamente Brown Ale. Sua coloração é marrom escura, quase avermelhada/acobreada. Seu aspecto é limpo, com mínima efervescência e alguma turbidez. Apenas no fim da garrafa traz algumas partículas em suspensão. Formou uma contida camada de creme claro, mas que desceu rapidamente, restando fina película cremosa sobre o líquido. Deixa bastante lacing nas laterais.

O aroma é bastante saboroso e desprende fácil, trazendo uma densa base maltada temperada com saboroso lúpulo herbal e floral. Possui inclusive interessante complexidade de notas: caramelo, toffee, biscoito, casca de pão, cereal/grão, torrefação, defumação, madeira, castanhas, frutas vermelhas e alguns tons cítricos/picantes de lúpulos, como maracujá e grapefruit. Buquê, por sinal, bastante limpo, sem off-flavors. Ponto muito positivo, sem extremismos.

Na boca, as características equilibradas percebidas no aroma se confirmam. O gole é adocicado e amadeirado, porém bem condimentado e picante, com notas carameladas, tostadas e frutadas/cítricas. Final do gole denso e melado, potente em picância e frutas vermelhas, como cerejas. Sobretudo, é um rótulo com muita harmonia entre as sensações periféricas de malte e lúpulo e entre frutados de ésteres e sensações cítricas. O retrogosto é suavemente seco, amadeirado/tostado, remetendo a grãos de cereal, castanhas e mais tons cítricos. O corpo dessa cerveja é leve, com alguma sutil sedosidade. A carbonatação é média/fraca, com crocância macia e suave. O álcool encorpa o gole, mas está perfeitamente bem inserido. A drinkability é muito boa, pois a cerveja possui caráter marcante e características intensas, mas que por estarem bem contrabalanceadas não enjoam.

Essa Sticher da Grado Plato é uma representante do estilo Altbier, tipicamente alemão. Estilo que conta com poucos representantes no mercado, o que dificulta a comparação entre diferentes rótulos. Dentre as características gerais do estilo, me pareceu bastante adequada e bem inserida. Possui uma forte base maltada, mas também conta com lúpulo/amargor marcante. E ainda trouxe ésteres e cítricos muito saborosos. Digamos que é uma Brown Ale turbinada, que agradou bastante. Recomendo fortemente. Excelente cerveja!!!

Detalhes

Degustada em
24/Dezembro/2011
Envasamento
Volume em ml
750 ml
Onde comprou
EAP
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Avaliação Geral 
 
3.5
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
3/5
Sabor 
 
14/20
Sensação 
 
3/5
Conjunto 
 
7/10
A cervejaria italiana Grado Plato, reproduz um estilo praticamente morto fora da cidade de origem, Dusseldorf. E é exatamente na origem que a Grado Plato busca inspiração: na Altbier da Uerige, tradicional cervejaria de Dusseldorf. Outro detalhe interessante desta cerveja, é que originalmente ela é feita a partir de insumos do Piemonte, local onde se localiza a cervejaria.
Na coloração, é bem típica do estilo: um belo âmbar avermelhado, de média translucidez, mas que praticamente não faz creme, estranhamente.
O aroma como deveria ser, mostra poucos traços de lúpulo, apenas um herbáceo discreto e toques cítricos de tangerina. Quem manda por aqui são os maltes caramelados , que ainda se combinam com uma fina esterificação e traz um frutado gostoso que lembra cerejas ao marrasquino.
Ao tomar um gole, uma entrada maltada e doce, novamente caramelada e acompanhada de toques de frutas vermelhas, como já sentido no aroma. O lúpulo é muito mais intenso no paladar, seguindo a risca a proposta, trazendo toques cítricos e principalmente um amargor sólido ao final, deixando um gostinho herbáceo/terroso por um bom tempo na boca. Seu corpo fica de médio para leve e sua carbonatação é mediana também.
Para mim trata-se de um estilo relativamente difícil de avaliar, pela falta de exemplares do estilo. Me passou a impressão de ser muito mais contida em complexidades de aromas e amargor do que a nossa Bamberg Alt. Provavelmente segue mais a risca o estilo, porque é inspirada na Uerige, mas a brazuca ainda faz mais o meu número.

Detalhes

Degustada em
19/Abril/2011
Envasamento
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 1 0

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]

Cadastre-se