Cadastre-se

Oud Beersel Bzart Lambiek

Alexandre Almeida Marcussi 20 de Fevereiro de 2014
 
4.5 (2)
1039   0   1  
 
Escrever Avaliação
Adicionar a uma lista
Oud Beersel Bzart Lambiek

Informações

Cervejaria
Álcool (%)
8% ABV
Ativa
Temperatura
Copo ideal
.

Avaliações dos usuários

2 avaliações

Avaliação Geral 
 
4.5
Aroma 
 
10/10  (2)
Aparência 
 
5/5  (2)
Sabor 
 
18/20  (2)
Sensação 
 
5/5  (2)
Conjunto 
 
9/10  (2)
Para escrever uma avaliação por favor registre-se ou .
Avaliação Geral 
 
4.5
Aroma 
 
9/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
18/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
9/10
Temperatura de degustação: Oito graus Celsius.
Cor: Dourada palha extremamente translúcida, límpida.
Creme: Excelente formação de creme branco, que mantém um fino halo ao redor da taça.
Aroma: Bastante aromática, com notas selvagens, couro, madeira, frutas amarelas (pêssego, pêra).
Sabor: Levemente ácido ao longo de todo o gole, porém é uma acidez que não agride, com uma sensação frisante na boca. O final é curto e levemente seco. Enquanto as lambic tradicionais são mais intensas e "agressivas", essa aqui mostra-se mais suave e delicada. A lambic mais elegante que eu já tomei!

Detalhes

Envasamento
Volume em ml
750 ml
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Avaliação Geral 
 
4.5
Aroma 
 
10/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
17/20
Sensação 
 
5/5
Conjunto 
 
9/10
Se as gueuzes às vezes são chamadas de "o champagne das cervejas", a Oud Beersel levou a metáfora ao pé da letra, produzindo esta refinada cerveja ao submeter sua lambic jovem ao método tradicional de produção de espumantes (o "método champenoise"). O resultado é uma bebida sofisticada, que transita com naturalidade e graça entre os universos das lambics, das ales belgas e dos vinhos espumantes. Ela se mostra dourada radiosa na taça, com bom creme, mas um pouco mais túrbida do que se espera. No nariz, uma explosão de refinamento e complexidade. As notas animais da lambic estão presentes de forma moderada, sem ofuscar um exuberante frutado (pêssego, damasco, tutti-frutti, limão-siciliano), notas florais bem belgas (gerânios, rosas), um quê apimentado. A maturidade da lambic se deixa entrever em delicadas notas amendoadas, minerais e de mel. O toque final fica por conta daquele aroma tostado típico de vinhos espumantes, lembrando amêndoas torradas e torrada integral. Deliciosamente complexo e sutil. Na boca, é menos ácida do que uma lambic tradicional, com uma certa doçura secundária que leva a um final seco e um pouco inexpressivo (seu maior defeito). Não vai assustar quem não está acostumado com lambics (sim, eu fiz o teste). O corpo é excelente: leve, delicado, com sensação crocante e levemente cremosa de bons espumantes. Os taninos são suaves. Cerveja versátil e elegante, que mostra o quanto ainda se pode fazer no universo das lambics quando há vontade de inovar.

Detalhes

Degustada em
30/Novembro/2013
Envasamento
Volume em ml
750 ml
Onde comprou
Belgiuminabox.be
Preço
33 euros
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]

Cadastre-se