Arquivos do Autor para Convidados

A Colorado que a Ambev não comprou!

Comentários
14.351 visitas

Por Fabiana Arreguy.

Pode parecer um título estranho o deste post, mas ele traduz exatamente uma situação inusitada que Minas Gerais protagoniza desde o último mês. Nem todos sabem, mas em 2011 a Colorado de Ribeirão Preto, recém incorporada pela Ambev, negociou um contrato de licenciamento para a fabricação de suas receitas na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Os sócios do “entreposto mineiro” adquiriram o direito de fabricar e distribuir os chopes da marca para toda Minas Gerais em caráter irrevogável, o que passaram a fazer, participando de feiras gastronômicas, patrocinando eventos esportivos, produzindo eventos na sede da Colorado MG. O casamento vinha dando muito certo e os três sócios do negócio – os empresários Marcelo e Eduardo Nunes e o advogado Flávio Jacarandá – conseguiram fortalecer bastante a marca, que estava totalmente desgastada em terras mineiras por conta de uma representação mal feita até então.

Desde que os boatos da venda da Colorado começaram, os três sócios procuraram a empresa sem saber qual seria o destino de seu negócio. Nenhuma confirmação foi repassada a eles, que ficaram sabendo da efetuação da venda pelo site G1. A partir daí foram várias reuniões em Ribeirão Preto na tentativa de encontrar uma solução, pois o contrato de licença não entrou na negociação com a Ambev.

E agora? Temos duas Colorados no mercado??

Até o presente momento sim! Eu li o contrato inteiro. E nele não resta dúvida – os sócios mineiros mantêm o direito de fabricar os chopes Colorado em Minas Gerais, seguindo à risca as receitas originais, por tempo indeterminado!

O público já vem brincando que  Minas será o lugar onde se poderá beber a ” autêntica Colorado” .

Os empresários Eduardo Nunes e Flávio Jacarandá gravaram comigo uma longa entrevista, explicando toda essa confusão. A conversa vai ao ar nesta sexta-feira, 24 de Julho, às 11h45, pela rádio web Pão e Cerveja.

Ficou curioso pelo desfecho? Então ouça a entrevista veiculada na Rádio Web Pão e Cerveja e disponível para download aqui:

Acesse a rádio por aqui www.paoecerveja.net.br

Ser honesto no Brasil é perigoso?

Comentários
6.545 visitas

Por Fabiana Arreguy.

A incrível história do cervejeiro do Rio de Janeiro, Rubens Komnisky nos faz pensar se vale mesmo a pena permanecer no Brasil e aqui empreender. O advogado decidiu profissionalizar a atividade de produzir cerveja e buscou, a partir daí, todos os caminhos legais existentes para abrir sua empresa, mesmo sabendo das condições pouco favoráveis no país para os setores produtivos. Ele não imaginava que seria fácil. Sabia que haveria muitas dificuldades, mas não esperava encontrar os empecilhos com os quais topou pela frente.

Ser honesto no Rio de Janeiro é perigoso

Essa é a frase utilizada pelo cervejeiro na entrevista dada ao Pão e Cerveja. E quer saber? Acho que ela pode ser estendida ao país todo, não é exclusiva da cidade onde Rubens vive. Infelizmente é essa a constatação

Luz no fim do túnel

Um dia, já desanimado com todas as barreiras para ser um empreendedor no Brasil, Komnisky encontrou uma resposta inesperada, durante uma reunião de trabalho na área em que atua, a advocacia aeroportuária. Se no Brasil não querem sua honestidade e uma empresa legal, nos Estados Unidos isso é valorizado e, principalmente, incentivado. Resultado: a cervejaria dele foi legalmente registrada em Nova York.
Ouça o Pão e Cerveja com a entrevista completa. Quem sabe ela não seja a resposta para suas dúvidas, leitor?

https://soundcloud.com/paoecerveja/radio-pao-e-cerveja-pao-e-cerveja-com-fabiana-arreguy-008-20150508

Desgourmetizando a cerveja

Comentários
633 visitas

Por Fabiana Arreguy.

Logo_Pão_e_Cerveja

Há uma semana estreou na Rádio Web Pão e Cerveja a coluna Desarmonizando, conduzida por Anselmo Mendo, Gustavo Passi, Renato Martins e Ricardo Shimoishi, os quatro cavaleiros do Beer Cast, que é um canal de divulgação cervejeira através de podcasts semanais. Na coluna feita para a rádio online, a proposta é a de descomplicar a degustação de cervejas. Diante de tantos degustadores profissionais, com conselhos e dicas do que tomar e com o que harmonizar, o simples ato de tomar uma cervejinha no fim da tarde tornou-se meio chato. Ninguém tem coragem de assumir que não gosta de determinados rótulos incensados pela maioria; cervejas mainstream têm sido demonizadas; ficou quase proibido tomar cerveja sem elaborar um tratado sobre ela! Para trazer um pouco de humor ao meio cervejeiro,voltando com a leveza simples de se consumir a bebida é que o quarteto foi convidado para fazer parte do time da Rádio Pão e Cerveja, que já conta com o editor do site Brejas, Maurício Beltramelli, com o mestre-cervejeiro Paulo Schiaveto, com o jornalista Raphael Rodrigues, do blog All Beers, entre outras figuras do cenário cervejeiro.
Quer rir um pouco, sem compromisso? Então escute a coluna Desarmonizando de hoje. Começa às 5 da tarde e hoje a linguagem utilizada será o ” mussumnês”
Para quem ainda não conhece a rádio segue o link para acessar

www.paoecerveja.net.br



Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]