Arquivos de tag para 'teste cego'

Confraria Cervejeira Campineira faz teste cego de cervejas de trigo

Comentários
1.821 visitas
Confraria Campineira Cervejeira no Bar Brejas (Campinas) durante teste cego de cervejas de trigo

Confraria Campineira Cervejeira no Bar Brejas (Campinas) durante teste cego de cervejas de trigo

No estilo Weizenbier, cervejas alemãs ainda levam vantagem sobre as nacionais

Deu a lógica no primeiro teste cego de cervejas de trigo realizado pela Confraria Cervejeira Campineira, ocorrido no último sábado (14/8) no Bar Brejas. As cervejs de trigo alemãs, com centenas de anos de tradição, prescindiram do peso dos seus rótulos e “venceram” a peleja, dando um show de equilíbrio entre as percepções esterificadas da banana e fenólicas do cravo. As três primeiras colocadas foram:

1º – Weihenstephaner Hefe Weissbier (média 9,0)

2º – Paulaner Hefe-Weissbier Naturtrüb (média 8,6)

3º – Licher Weizen Hefe Hell (média 7,3)

A surpresa ficou a cargo de uma cervejaria relativamente nova no cenário cervejeiro brasileiro. A breja Trigo Cevada Pura, de Piracicaba (SP), posicionou-se como a melhor cerveja de trigo nacional entre os rótulos testados.

As demais cervejas que compuseram a bancada foram, em ordem alfabética: Bamberg Weizen, Bohemia Weiss, Eisenbahn Weizenbier e Erdinger Weissbier.

A Confraria Cervejeira Campineira, da qual também faz parte este escriba, é um grupo de estudos e pesquisas sobre cerveja. A cada encontro, seus membros estudam previamenteas características do estilo das brejas a serem degustadas com base nos guias de estilo do BJCP e da Brewers Association, com o objetivo de preparar para o que poderá ser encontrado nas cervejas e padronizar o vocabulário sensorial.

O teste cego, foi realizado a partir de amostras oferecidas a cada Confrade (cerca de 150ml por rótulo, uma marca de cada vez). Tivemos absoluto cuidado para que as amostras não fossem identificáveis no momento da degustação. Todas as cervejas foram adquiridas no mercado, e todas estavam dentro da validade.

Agora é com você, leitor. Concorda com o resultado? Comente à vontade!

Teste Cego de cervejas de trigo em MG

Comentário
2.432 visitas

testecegoweizenmg

Texto e foto por Marcio Rossi, correspondente especial do BREJAS em Minas Gerais.

Domingo de sol, cerveja gelada e amigos reunidos. Bastaria para que tivesse sido um dia memorável. Mas teve mais.

De um bate-papo cervejeiro entre os amigos Gabriela, Patrus, Adriano, Luiz e Marcio surgiu a idéia de realizar degustações cegas. Na primeira o grupo se reuniu para avaliar IPA’s. O aprendizado foi tão intenso e a degustação em si tão divertida que naquela noite resolveu-se que a próxima seria uma de hefeweizen (brejas de trigo).

Aí a coisa foi tomando forma e o grupo crescendo. Chegou o dia e eis que éramos já 13 degustadores. Foram selecionadas 4 opções nacionais e 4 importadas. Os biólogos Gabriela e Patrus novamente impressionaram com uma apresentação riquíssima sobre o estilo. Felipe e Carol Viegas gentilmente ofereceram sua acolhedora casa em Nova Lima/MG na qual receberam os convivas em um espaço todo decorado em motivos cervejeiros e com jeito de pub.

Após duas horas de trabalho “árduo”, o resultado.

Continuar lendo ‘Teste Cego de cervejas de trigo em MG’

Cerveja estreia comercial com teste cego

Comentários
2.411 visitas

Há tempos afastados da publicidade, os sempre polêmicos testes cegos voltaram à TV na noite desta sexta-feira, 13, quando estreou a nova campanha criada pela Fischer+Fala para a Kaiser. A primeira peça veiculada foi um comercial de um minuto no intervalo do Jornal Nacional, da Rede Globo.

A estratégia é baseada em pesquisa realizada pelo Datafolha e auditada pela Ernst & Young com 2.560 consumidores de cervejas em nove capitais brasileiras: Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo. Eles participaram do teste cego – anunciado pela Kaiser como o maior já feito no país. Cinco marcas foram provadas.

Empate Técnico

Continuar lendo ‘Cerveja estreia comercial com teste cego’

Novo teste cego de pilsen brasileiras

32 Comentários
10.384 visitas

Teste cego

No último sábado, 15 de agosto, o pessoal do Bares & Botecos se reuniu para realizar um sonho há muito protelado: o primeiro teste cego com cervejas populares nacionais. São as chamadas “pilsen brasileiras”, ou “standard american lager”, entre algumas outras nomenclaturas técnicas.
A seleção incluiu onze representantes do estilo, com exclusividade para as latas, por questões logísticas. A proposta inicial visava privilegiar cervejas encontradas no varejo, especialmente em botequins, mercearias e pés-sujos em geral. Desta forma, muitas marcas mais elaboradas, raras e artesanais (as melhores em qualquer degustação) foram descartadas.

 
Teste cego.2

As avaliações seguiram os critérios utilizados pelos membros e colaboradores do Brejas. Para neutralizar distorções, a apuração ignorou as notas mais altas e mais baixas conferidas a cada concorrente. Segue o resultado do teste, incluindo entre parêntesis as respectivas notas.

1º lugar: Bavária Clássica (3,616)

2º lugar: Kaiser (3,083)

3º lugar: Sol (3,080)

4 º lugar: Glacial (2,900)

5 º lugar: Nova Schin (2,700)

6 º lugar: Crystal (2,666)

7 º lugar: Antarctica (2,260)

8 º lugar: Bohemia (2,175)

9 º lugar: Skol (2,033)

10 º lugar: Brahma (1,450)

11 º lugar: Itaipava (1,190)

De modo geral, exageros numéricos à parte, o resultado repete os outros testes cegos realizados pelo Brejas com o mesmo estilo. Como sempre acontece nessas ocasiões, os avaliadores do Bares & Botecos reagiram entre indignados e incrédulos. Quase todos (este degustador incluso) preferem pedir aos garçons e balconistas exatamente a cinco mais criticadas, enquanto as “melhores” são estigmatizadas como horrores líquidos.
Testes cegos possuem essa aura iconoclasta e imprevisível. Reforçam o debate sobre as escolhas “de rótulo”, movidas principalmente pela publicidade. Pessoalmente, fiquei incomodado com o engano cometido quanto à Bavária, que sempre reconheci e repudiei, mesmo às escuras. Suponho, sem confirmação técnica, que o novo título “Clássica” se refere a alguma mudança de fórmula.
Cabe agora realizar um novo teste cego com as mesmas marcas, só que em garrafas, para aproximar a avaliação do cotidiano botequístico e dirimir eventuais dúvidas. O desafio está lançado!

Cursos do BREJAS

Confira o programa de Cursos e Palestras do BREJAS. Para quem quer aprender a degustar com conhecimento, o Curso de Degustação de Cervejas e Cultura Cervejeira. E, para um evento realmente diferente na sua empresa, com informação cervejeira e também diversão, a Palestra-Apresentação corporativa O Mundo da Cerveja.

Leitores repetem Teste Cego de BREJAS

Comentários
1.310 visitas

testecegofutepoca.jpg

Cada vez mais leitores do BREJAS tomam coragem, esquecem o torcedor de rótulo que vive em cada um de nós e, inspirados pelo nosso Teste Cego de cervejas pilsen nacionais, resolvem eles mesmos testar seus paladares, desvestidos do apelo da marca e do marketing das cervejarias.

Desta vez foi a rapaziada do Futepoca, divertido site redigido por oito jornalistas de São Paulo. Mesmo não utilizando a metodologia de avaliação do BREJAS, a turma escolheu 11 cervejas e foi à luta. O resultado você confere na listinha aí em cima. Vale a pena também clicar AQUI e conferir as imagens e a história completa da brincadeira.

Comente à vontade!

—————————

VEJA TAMBÉM:

Teste Cego de cervejas pilsen PREMIUM brasileiras

Lata X garrafa: Tem diferença?

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]