Arquivos de tag para 'visita'

A oitava cervejaria trapista

Comentários
2.038 visitas

Engelszell

Visitamos o Mosteiro de Engelszell, lar das mais novas cervejas trapistas no mundo

“Meu chefe até mostraria pessoalmente a cervejaria a você, mas creio que há um problema grave: Ele só fala alemão e italiano”, disse a atendente da abadia, num sorriso genuinamente solícito. O que era pra ser um problema insolúvel, no meu caso, foi a solução, já que falo italiano. “Ótimo!”, disse ela. “Ele estará aqui em quarenta minutos”.

Na verdade havia chegado à secular Abadia de Engelszell, encravada na fronteira entre a Áustria e a Alemanha, apenas com a intenção de fazer uma ou duas fotos. Foi o meu status de “autor de livro de cerveja” que fez com que a mocinha se compadecesse de mim e chamasse o inacreditavelmente simpático monge Marianus, ex-abade-chefe do monastério, o qual me conduziu à minúscula cervejaria onde são produzidas as cervejas Gregorius e Benno, as mais novas brejas a ostentarem a denominação “trapista” em seus rótulos.

Visite comigo a Abadia de Engelszell e sua minúscula cervejaria assistindo o filme abaixo:

Visita à Cervejaria Wäls

Comentários
1.602 visitas

por Alexandre Marcussi*

Aproveitei o último feriadão do dia 15 de novembro para viajar a Belo Horizonte a convite de um grande amigo de infância que as vicissitudes da vida separaram de mim no colegial. Como, por coincidência, esse meu amigo faz cerveja em casa, achei que o reencontro seria a oportunidade perfeita para conhecermos a fábrica da Wäls – que foi eleita no início de 2012 como a melhor cervejaria da América do Sul no South Beer Cup e que, sem fazer muito mistério, é uma das minhas cervejarias nacionais preferidas.

A Wäls iniciou suas atividades em 1999, produzindo chopes para uma rede de bares e lanchonetes da família Carneiro, proprietária também da cervejaria. Por muitos anos, a Wäls produziu apenas o clássico dueto de American lagers, uma clara e uma escura. Uma primeira tentativa de produzir estilos mais ousados, ainda no início da década de 2000, não teve boa receptividade do público. Era preciso esperar o momento oportuno, aquele em que, para parafrasear Maquiavel, a inegável virtù dos Carneiro encontraria a fortuna de um mercado mais receptivo à variedade cervejeira. O momento chegou em 2007, quando a cervejaria se alçou em grande estilo ao mercado das cervejas artesanais com o lançamento da Wäls Dubbel. Na época, tratava-se de uma receita pioneira, a primeira do estilo no Brasil, e uma das poucas então produzidas em terras tupiniquins seguindo estilos belgas.

Nosso anfitrião Tiago Carneiro, eu, minha querida Amanda e meu amigo Bruno na entrada da Wäls.
Fonte: acervo pessoal

De lá para cá, o portfolio da cervejaria não parou de aumentar: os antigos chopes deram lugar a duas lagers de personalidade, a Wäls Bohemian Pilsen e a X-Wäls, hoje responsáveis pela maior parte das vendas da cervejaria. A linha belga se enriqueceu com a Wäls Trippel, a Wäls Quadruppel, a Wäls Brut (provavelmente a mais ambiciosa das produções da cervejaria) e, mais recentemente, a Wäls Witte e a Wäls 42. No início de 2012, surgiu ainda, em parceria com os cervejeiros caseiros da Dum, do Paraná, a muito aguardada Wäls Petroleum, que faturou medalha de ouro no South Beer Cup. E não parou por aí: a Wäls está preparando para o final de 2012 ou início de 2013 o lançamento de mais um rótulo, desta vez em colaboração com a Brooklyn Brewery, de Nova Iorque: a Saison de Caipira, que levou caldo de cana na composição e que será vendida simultaneamente no Brasil e nos EUA. De dois para dez rótulos, em 5 anos. E não param os experimentos para possíveis novas cervejas.

Os tanques de fermentação e maturação da Wäls.
Fonte: acervo pessoal

Babação de ovo à parte, vou contar o que pude conferir na visita à fábrica.

Continuar lendo ‘Visita à Cervejaria Wäls’

Visita à Cervejaria Baden Baden

Comentários
1.065 visitas

baden01

Nos idos de 2005, este escriba esteve em visita à Cervejaria Baden Baden, em Campos do Jordão (SP), muito antes da cervejaria ser adquirida, dois anos depois, pelo Grupo Schincariol. Lá aprendi um pouco sobre o processo de fabricação das brejas, além de ser brindado, no final da visita, com uma degustação de alguns estilos. Separei aí embaixo algumas fotos desse tour cervejeiro. Bom divertimento!

Sala de brassagem e clarificação.

Sala de brassagem e clarificação.

Tanques de maturação.

Tanques de maturação.

No final da visita, a degustação com diversos estilos.

No final da visita, a degustação com diversos estilos.

Copos, kits de cervejas, camisetas... O paraíso dos colecionadores.

Copos, kits de cervejas, camisetas... O paraíso dos colecionadores.

Este escriba, feliz.

Este escriba, feliz.

A Cervejaria Baden Baden em Campos do Jordão fica na Av. Mateus da Costa Pinto, 1653, na Vila Santa Cruz. As visitas têm de ser agendadas com antecedência pelo telefone (12) 3664-2004, e acontecem diariamente das 10 às 17 horas.



Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]