Cadastre-se

Tupiniquim Lógica Absurda

Jefferson  Chicone 16 de Agosto de 2016
 
3.6 (18)
2940   0   6  
 
Escrever Avaliação
Adicionar a uma lista
Tupiniquim Lógica Absurda

Informações

Álcool (%)
3.4% ABV
IBU
10
Ativa
Sazonal
Temperatura
Copo ideal
O projeto começou a se desenvolver quando a cervejaria gaúcha Tupiniquim convidou a Mestre Cervejeira e doutoranda em Engenharia Química Amanda Reitenbach para uma cerveja colaborativa. Amanda escolheu o estilo Berliner Weisse, já que era um estilo que ela se interessou muito em conhecer e entender melhor enquanto morava em Berlim. Berliner Weisse é um estilo que nasceu nesta cidade, onde até hoje é tradicionalmente consumida misturada com um tipo de xarope. Mas para este projeto a ideia era fazer uma releitura do estilo com uma receita bem irreverente.

A cerveja criada tem duas frutas naturais como ingredientes: ameixa vermelha e framboesa. Estes ingredientes conferem à cerveja notas intensas de frutas vermelhas no aroma e sabor, característica cítrica e acidez. O dry hopping foi feito com a adição de dois lúpulo alemães - Hallertau Blanc e Hull Melon - Seu teor alcoólico é de 3,5%.

Irreverentes também são o nome e o rótulo desta cerveja. Lógica absurda é como Lewis Carrol definiu as histórias de Alice no País das Maravilhas, que foi fonte de inspiração para Amanda neste projeto, como ela explica:
“Apesar de ser uma história cheia de absurdos, também há muita lógica e matemática em seu contexto. Por ser uma de minhas histórias preferidas, eu queria trazer o seu conceito para este projeto. A Lógica Absurda traz a lógica de uma Berliner Weisse, mas é também experiência meio maluca, diferente do esperado com exóticos ingredientes e dry hopping. Bem diferente do que se tem hoje no mercado”.

Amanda também queria este conceito refletido no rótulo da cerveja, e por isso convidou o ilustrador e amigo Ciro Bicudo para participar do projeto. Ele conta como foi o processo criativo:
“Quando recebi o convite da Amanda Reintenbach para criar a arte da Lógica Absurda, a proposta era algo mais abstrato e livre. As referências do projeto eram do filme Alice no País das Maravilhas e o projeto de arte que o Salvador Dali tinha feito com o tema do filme. Para a arte desse rótulo eu teria algo com texturas e estética diferentes do que eu venho produzindo para o mercado atualmente. Em uma busca nos meus trabalhos experimentais e estudos eu tinha algumas coisas que se encaixavam com o projeto, seria uma ruptura de estética. O desafio de ter muita liberdade se tornou o melhor ingrediente para essa arte - poder voltar para onde tudo começou como artista, pintar com tintas e experimentar processos que até então estavam nos cadernos e zines. Todo o trabalho foi pintado em papel, com tintas aquarela, ecoline e nanquim. Gostei muito de poder apresentar algo como o artista gráfico que estava guardado no labo B das minhas criações. A arte sempre tem uma lógica absurda para nós artistas.”

André sócio da Tupiniquim conta: "Tivemos a idea de convidar a Amanda, por acompanhar seus estudos e com isso sabíamos que poderíamos aprender algo nessa troca de informações sempre que se faz projetos juntos. A escolha da Berliner veio de forma natural e até esperávamos devido a influência alemã"

A Tupiniquim Lógica Absurda é uma edição limitada e estará no mercado no início de Julho e com lançamento essa semana em Florianópolis e São Paulo.

Avaliações dos usuários

18 avaliações

5 estrelas
 
(0)
 
(14)
 
(4)
2 estrelas
 
(0)
1 estrela
 
(0)
Avaliação Geral 
 
3.6
Aroma 
 
7/10  (18)
Aparência 
 
4/5  (18)
Sabor 
 
14/20  (18)
Sensação 
 
4/5  (18)
Conjunto 
 
7/10  (18)
Para escrever uma avaliação por favor registre-se ou .
Ver todas as avaliações Ver as mais úteis
Avaliação Geral 
 
3.9
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
15/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
8/10
Aroma frutado e cítrico. Sabor acompanha o aroma, com corpo leve. Uma bela cerveja para refrescar.

Detalhes

Degustada em
06/Julho/2019
Envasamento
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Avaliação Geral 
 
3.7
Aroma 
 
8/10
Aparência 
 
4/5
Sabor 
 
14/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
7/10
boa surpresa de uma promoção do Pão de Açúcar, essa Tupiniquim é uma saborosa mata-sede berlinense. cheira muito bem (tem aroma de fruta no pomar, veja você), é bonita no copo e tem um sabor que casa bem o azedinho/ácido e o frutado, com bastante leveza. de absurda, essa cerveja não tem nada; pela lógica, deveria virar um hit e constar de tudo quanto é estabelecimento, inclusive na pressão. não deixe passar em branco!

Detalhes

Envasamento
Volume em ml
310 ml
Onde comprou
Pão de Açúcar
Preço
não lembro
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Avaliação Geral 
 
3.6
Aroma 
 
7/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
13/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
7/10
Gostei da proposta, frutada e ácida, leve de se beber e com as presenças marcante das frutas vermelhas, principalmente da amora!

Detalhes

Degustada em
27/Janeiro/2019
Envasamento
Volume em ml
310 ml
Onde comprou
Extra Varzea Grande,MT
Preço
9,00
Screenshot_20190127-141703
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
(Atualizado: 06 de Janeiro de 2019)
Avaliação Geral 
 
3.8
Aroma 
 
7/10
Aparência 
 
5/5
Sabor 
 
15/20
Sensação 
 
4/5
Conjunto 
 
7/10
Mais um rótulo da Tupiniquim, cervejaria de Porto Alegre.

Desenvolvido em parceria com a engenheira química/expert em cervejas Amanda Reitenbach, trata-se de uma Berliner Weisse com adição de ameixa vermelha, framboesa e "dry-hopping" de lúpulos Hallertau Blanc e Hull Melon. Com temática inspirada em "Alice no País das Maravilhas", o rótulo foi lançado em 2016 como edição limitada, se tornando, mais tarde, parte da linha fixa.

Líquido brilhante de coloração rubi. Servido, forma espessa camada de espuma rósea persistente.

No nariz, notas de framboesa, ameixa, leve maçã e panificação surgem entre moderado traço de ácido lático. Certa lembrança de iogurte com frutas vermelhas se faz presente.

De corpo baixo e carbonatação altíssima, na boca destaca a acidez lática em meio toques de massa de pão. Framboesa e ameixa aparecem contidas, bem mais sutis do que o aroma sugeria. Um azedinho gostoso marca o final seco e refrescante, ligeiramente salgado.

Ótima Berliner com frutas. Deve harmonizar bem com um cheesecake de limão.

Detalhes

Degustada em
06/Janeiro/2019
Envasamento
Volume em ml
310 ml
Onde comprou
Supermercado Tauste, Marília - SP
Preço
R$ 16,98
Tupiniquim Lógica Absurda
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Avaliação Geral 
 
2.8
Aroma 
 
7/10
Aparência 
 
3/5
Sabor 
 
10/20
Sensação 
 
3/5
Conjunto 
 
5/10
A baixa avaliação deve-se muito mais a minha desqualificação no estilo do que algo realmente técnico. Avalio aqui se gostei ou não e, nessa linha, fico mais próximo de não gostar. Explico o porquê: primeiramente, é uma das cervejas mais ácidas que já tomei e olha que a comparo com algumas lambics. Se o estilo prescreve isso, ponto pra Tupiniquim, mas não gostei. Os aromas das frutas não se harmonizaram, deixando uma sensação não muito agradável de fermento, alcool e frutos 'passados'. Mais uma vez, se é pra ser assim mesmo, me desculpem, mas não me agradou. Enfim, é isso. É frutada sem ser doce; azeda sem ser potente; leve mas, por incrivel que pareça, não é refrescante. Enfim... é isso.

Detalhes

Degustada em
26/Dezembro/2018
Envasamento
Volume em ml
330 ml
Absurda
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Ver todas as avaliações de usuários

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]

Cadastre-se