Cadastre-se

3 Fonteinen Oude Kriek

Pedro Bianchi
Updated 13 de Dezembro de 2020
3 Fonteinen Oude Kriek

Informações

Cervejaria
Álcool (%)
5% ABV
Ativa
Temperatura
Copo ideal
.

Avaliações dos usuários

6 avaliações
 
17%
 
83%
3 estrelas
 
0%
2 estrelas
 
0%
1 estrela
 
0%
Avaliação Geral
 
4.2
Aroma
 
9/10(6)
Aparência
 
4/5(6)
Sabor
 
17/20(6)
Sensação
 
5/5(6)
Conjunto
 
9/10(6)
Para escrever uma avaliação por favor registre-se ou .
Ver todas as avaliações de usuários Ver as mais úteis
(Atualizado: 13 de Dezembro de 2020)
Avaliação Geral
 
4.8
Aroma
 
10/10
Aparência
 
5/5
Sabor
 
18/20
Sensação
 
5/5
Conjunto
 
10/10
A 3 Fonteinen é uma cervejaria histórica com sede em Beersel, zona metropolitana de Bruxelas. Fundada por volta de 1883 (apesar de haver indícios de que isso pode ter se dado antes), ela é tradicionalmente conhecida pelas cervejas de estilo lambic/gueuze (embora produza Blonde, Porter, Lager, etc. em menor escala).

Nascida como estalagem e "bendadora" de lambics, por ela passaram diferentes donos até ser comprada por Gaston Debelder no ano de 1953. A partir de então o local recebeu um restaurante e foi rebatizado com o atual nome. Aliás, 3 Fonteinen (ou 3 Fontes) é uma referência as três torneiras originais que serviam Lambic, Faro e Kriek. Com a aposentadoria de Gaston em 1982, seus filhos Armand e Guido assumiram o comando da empresa. O primeiro ficou com a parte da cervejaria e o segundo com o bar/restaurante anexo.

Em 1998 a empresa finalmente montou uma fábrica. Assim, além continuar blendando mosto de lambics feitas por outras cervejarias, ela passou a ter a opção de produzir suas próprias cervejas.

Já em 2016, um segundo bar e "blenderia" chamado Lamik-O-Droom foi inaugurado em endereço próximo.

OUDE KRIEK (2015)

*Unidade envasada em 19/01/2015

Para esta Kriek, cerejas frescas (com caroço e tudo) são maceradas e misturadas a uma lambic jovem na proporção de 1 Kg de fruta por litro. Após maturar por pelo menos quatro meses, é feito um blend da cerveja resultante com uma nova dose de lambic jovem de modo que a concentração de cereja fique em torno de 35%. Esse blend final é então envasado para que as garrafas sejam repousadas em adega por pelo menos mais cinco meses. Durante este período, uma segunda fermentação deve ocorrer em cada unidade. Nenhum açúcar, adoçante ou corante é empregado no processo.

Líquido púrpura com tons amarronzados. Na taça, forma dois dedos de espuma acinzentada de média duração.

No nariz, elementos "selvagens", ácidos e frutados se revelam intensos, porém harmônicos. Couro, estábulo, maçã e cereja surgem entre a acidez lática e um sutil acético.

Ao paladar mostra corpo baixo e carbonatação pulsante. Notas "funky" e ácido lático vêm à frente, com maçã e cereja ao fundo; toques minerais e ligeira sugestão de pimentão complementam. O final chega super seco, mas bem equilibrado, com acidez e taninos "conversando" - acrescidos de um pontual salgado.

Cerveja linda, além de muito refrescante. Para mim é como se fosse um pedacinho da Bélgica engarrafado. Amo!

Detalhes

Degustada em
12/Dezembro/2020
Envasamento
Volume em ml
750 ml
Onde comprou
(antigo) Clubeer
Preço
R$ 59,76+ frete
3 Fonteinen Oude Kriek (2015)
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Avaliação Geral
 
4.2
Aroma
 
8/10
Aparência
 
3/5
Sabor
 
18/20
Sensação
 
5/5
Conjunto
 
8/10
Muito seca, acidez leve, limpa, feno, couro, muito madeira, ?, baunilha, frutado bem ameno, doce pequeno, que cerveja complexa. LINDA

Detalhes

Degustada em
26/Maio/2018
Envasamento
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Avaliação Geral
 
4.3
Aroma
 
9/10
Aparência
 
4/5
Sabor
 
16/20
Sensação
 
5/5
Conjunto
 
9/10
Temperatura de degustação: Cinco graus Celsius.
Cor: Avermelhada translúcida.
Creme: Boa formação de creme rosado, persistente e que deixa marcas na taça.
Aroma: Bastante frutado, com referência à frutas vermelhas, e mais especificamente cerejas. Apresenta também notas minerais e ácidas. Não percebi notas selvagens em evidência, sendo que a breja foi envasada em 2015, com o padrão frutado mostrando-se em destaque.
Sabor: Frutado, mas ao mesmo tempo ácido, sendo que a acidez cresce bastante ao longo do gole, com final bastante seco e persistente. Excelente cerveja.

Detalhes

Envasamento
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Avaliação Geral
 
4.1
Aroma
 
8/10
Aparência
 
5/5
Sabor
 
16/20
Sensação
 
4/5
Conjunto
 
8/10
.

Detalhes

Degustada em
05/Maio/2016
Envasamento
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Avaliação Geral
 
3.7
Aroma
 
8/10
Aparência
 
3/5
Sabor
 
14/20
Sensação
 
4/5
Conjunto
 
8/10
Seguindo a linha da gueuze da 3 Fonteinen, a Kriek regular da cervejaria é uma fruit lambic seríssima, muito marcante em sua acidez e secura, com o impactante aroma animal típico do estilo brilhando ao lado dos aromas da fruta. A coloração é rosada-arroxeada, escura para o estilo, com uma turbidez considerável e creme de médio desempenho. No aroma, uma pancada de notas animais remetendo a estábulo, couro cru e caprílico. O aroma fresco das cerejas fica em segundo plano, embora ainda seja vívido, com toques complementares de vinagre e um charmoso mineral-amendoado ao fundo. Se a gueuze da cervejaria é famosa pelos seus toques cítricos e amadeirados, aqui eles acabam ficando encobertos pela rusticidade animal e pelos aromas da fruta - tornando-a um pouco menos interessante e complexa, do meu ponto de vista. A acidez é muito intensa, junto com a forte sensação salgada, com uma brevíssima doçura inicial e pouco amargor (bem menos do que a gueuze da cervejaria). Como resultado da secura, o corpo é leve e crocante, com taninos presentes mas não tão intensos quanto na gueuze, o que faz com que esta Kriek seja um pouco menos chocante e "difícil" de beber para quem não está acostumado com lambics tradicionais. A cervejaria lançou recentemente uma outra Kriek denominada "Intense Red", com maior proporção de cerejas, para quem busca uma impressão mais vívida da fruta, que nesta Oude Kriek convencional é uma sensação complementar sob a rusticidade orgânica e animal predominante.

Detalhes

Degustada em
09/Setembro/2012
Envasamento
Volume em ml
375 ml
Onde comprou
't Brugs Beertje
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 0 0
Ver todas as avaliações de usuários
Cadastre-se