Blog do BREJAS

Heineken no iPhone com localizador de bares e calculadora de cerveja

Comentários
850 visitas

heineken

A  Heineken lançou essa semana um aplicativo para iPhone que promete ajudar os amantes da cerveja.

Apesar da idéia ser antiga – já apareceu na Internet há bastante tempo – a proposta continua sendo interessante, principalmente agora em versão móvel. O aplicativo permite que o usuário encontre os bares mais próximos de onde está (desde que com o GPS ativado), além de disponibilizar a visualização do caminho para chegar até eles. No mapa, você vê também os pontos de ônibus da região. O Heineken, como obviamente é chamado o aplicativo, ainda conta com uma lista telefônica de taxis cadastrados para ajudar aqueles que beberam e não vão dirigir.

Também é possível calcular a quantidade de Heinekens e de gelo que serão necessários para um evento. Basta colocar o número de pessoas que vão participar (homens e mulheres) e completar algumas informações sobre o evento: tipo  (happy hour, open house, etc), o que será servido, o local e o tempo de duração. Com essas informações, o aplicativo calcula automaticamente a quantidade necessária de cerveja, indicada em latinhas, garrafas ou barris de chope, os famosos Kegs Heineken de 5 litros. Parece que ele não considera mulheres bebendo muito menos que homens. Leve isso em consideração e veja se isso se aplica ao seu caso, e se necessário, diminua o número de mulheres.

O mais legal é que o aplicativo é todo em português e também uma iniciativa totalmente brasileira, ou seja, este aplicativo, por enquanto, é exclusivo para o Brasil.

Se você tem um iPhone ou iPod Touch, vale a pena conferir.

Cervejas Belgoo no Brasil

Comentários
472 visitas

Cervejas Belgoo

Acabamos de receber a maravilhosa notícia de que o Nonobier está oferecendo em sua loja virtual 2 das 3 cervejas da cervejaria Belgoo.

Belgoo Magus – uma Pale Ale de 6,6% de álcool

Belgoo Maxus –  uma Belgian Strong Ale de 8,1% de álcool

Conheci estas cervejas em Fev/08, quando estive em Barcelona para um congresso. Na época, a garçonete do bar, que era belga, me explicou que elas eram produzidas nas dependências da Brasserie La Binchoise por cervejeiros caseiros que alugavam o espaço, desde 2007.

Confesso que fiquei muito surpreso com 2 coisas: com a qualidade da cerveja e também com o design da embalagem, diferente do que tradicionalmente se vê por ai. Tinha um ar mais sofisticado, com o rótulo impresso diretamente na garrafa, de maneira discreta e sem nenhuma imagem, foto ou gravura.

Imaginei, logo de cara, que tratava-se de uma quebra de paradigma. As cervejas belgas normalmente prezam pelas questões das tradições, cervejarias históricas, receitam milenares. Mesmo as novas cervejas acabam indo na onda e estampam rótulos que remetem a criações mais antigas, talvez para não serem um peixe fora d’água, a única diferente, e por isso ser considerada menos nobre, menos importante, de menor qualidade.

A Belgoo foi na total contramão desta tendência. Sua garrafa não inova no modelo, já que o formato já era utilizado por outras marcas, mas aboliu por completo o rótulo de papel, impresso a quatro cores e colado na garrafa. Em seu lugar, apenas o nome da cervejaria e um pequeno detalhe que identifica o tipo da cerveja. Uma mudança que pode parecer pequena, mas esta preocupação com uma estética mais moderna pode significar a mudança de uma tradição. E pode ir além!! Pode também significar a aceitação por novos públicos, a entrada das cervejas especiais em novos mercados.

Não há como negar que muitas pessoas compram marcas, aparência. Já discutimos isso aqui no blog diversas vezes. E, se um rótulo com um monge ou lúpulos e cevadas não os atraem, quem sabe um design minimalista, discreto porém elegante, que lembre bebidas mais sofisticadas, faça com que essas pessoas passem a provar as cervejas especiais, já que uma Belgoo, em termos de embalagem, está mais para uma Skol Beats do que uma Bohemia.

Isso tudo é discutível e questionável, sem dúvida. Mas para mim, publicitário e marketeiro, mostrou um primeiro sinal de mudança, mas acima de tudo, de inovação!

Não concorda? Acha que embalagem não faz diferença? Uma escola tradicional como a Belga não pode fugir de suas tradições? Solte o verbo e deixe seu comentário.

Como fazer cerveja verde

Comentários
11.921 visitas

cerveja verdeDepois do post de ontem, sobre o St. Patrick’s Day, recebemos alguns e-mails com dúvidas de como fazer a famosa cerveja verde, que muitas vezes acompanham a celebração desta festa irlandesa.

Fomos atrás desta informação e descobrimos que é mais simples do que parece, mas requer um pouco de prática, pois somente após alguns bons testes é que chega-se à tonalidade perfeita.

Continuar lendo ‘Como fazer cerveja verde’

St. Patrick’s Day, ou o Dia de São Patrício

Comentários
12.039 visitas
Trevos de três folhas usados por São Patrício

Trevos de três folhas usados por São Patrício

Você já deve ter ouvido falar neste nome, principalmente se você é apaixonado por cerveja, o que temos quase certeza que você é, já que está lendo este texto aqui no BREJAS. Se não reconheceu pelo nome, talvez irá se lembrar de ter visto um duende trajando roupas verdes em algum desenho animado, ou de alguma festa onde quase tudo é verde e cheia de trevos, realizadas principalmente em escolas de inglês e pubs irlandeses. Não?

Lembrando ou não lembrando, o que mais interessa pra gente aqui é :
Mas o que isso tem a ver com cerveja? Calma, vamos explicar…

A origem do Dia de São Patrício e seus símbolos

O Dia de São Patrício (em inglês: Saint Patrick’s Day e em irlandês Lá ’le Pádraig u Lá Fhéile Pádraig), é a festa anual que celebra São Patrício, um missionário cristão e santo padroeiro da Irlanda, considerado o fundador da Igreja Católica no país. É normalmente comemorado no dia 17 de Março (inclusive é feriado na Irlanda), ou seja, dia em que esta matéria foi publicada.

Neste dia há desfiles pelas ruas das grandes cidades irlandesas. As pessoas vestem-se de verde e pintam trevos na cara. Por que o trevo? Explicaremos mais tarde. A cor verde é associada ao dia de St. Patrick porque é a cor da Primavera, da Irlanda (considerada a Ilha Verde) e do trevo.

Pronto, um ponto explicado: no St. Patrick’s Day tudo é verde porque a Irlanda é a ilha verde e o trevo é verde.

Mas, e o trevo? Vamos a ele…

Apesar de ter nascido na Grã-Bretanha, São Patrício foi vendido como escravo para a Irlanda, quando tinha penas 16 anos, voltando para casa 6 anos depois, após ter conseguido fugir de seu cativeiro. Desde então, dedicou-se à vida religiosa e acabou retornando à Irlanda para pregar o Evangelho. Utilizava o trevo de três folhas para explicar como a Santíssima Trindade (Pai, Filho, Espírito Santo) era três e um ao mesmo tempo.

É por isso que o trevo de três folhas sempre acompanha a identidade de St. Patrick. Mas continuando…

Por todo seu trabalho, São Patrício ficou famoso também em outros países, principalmente Inglaterra e Estados Unidos, devido à grande imigração irlandese. Nos Estados Unidos, quase todo o país comemora o dia, mesmo os não descendentes de irlandeses. Este ano, a festa foi comemorada neste fim de semana que passou, com defiles pelas ruas e muita cerveja. Cerveja!!! Mas, de onde surgiu a cerveja nesta história toda?

Com o passar do tempo, as conotações religiosas da comemoração do Dia de São Patrício foram ficando cada vez mais distantes, e a data passou a ser uma celebração da amizade e da cultura irlandesa. E falando em festa, amizade e cultara irlandesa, nada mais lógico do que ter muita CERVEJA!!! E Guinness, de preferência.

Portanto, a cerveja faz parte da festa simplesmente porque não existe festa sem cerveja, certo?!

Agora sim, tudo explicado! Ops… não tão cedo. Ainda falta apenas explicar de onde veio o tal duende…

O duende, ou melhor, o leprechaun, é uma figura mitológica do folclore da Irlanda. Acabou sendo incorporado à celebração de St. Patrick’s Day ao longo do tempo, já que o dia celebra cada vez mais a cultura irlandesa.

Agora que você já sabe tudo sobre a celebração mais agitada da Irlanda, resta fazer a sua parte: não saia de casa essa noite se não estiver vestido de verde, com um trevo de três folhas e pronto para beber algumas cervejas. O leprechaun… bem, o leprechaun vai depender de quantas forem as cervejas desta noite.

______________________________________________________________

Onde celebrar St. Patrick’s Day

Para você que quer curtir essa festa, procure os pubs irlandeses. São Paulo, Rio de Janeiro e várias outras capitais possuem um ou mais destes bares, onde a festa é garantida, muitas vezes com cerveja verde também!!

Em São Paulo, haverá o festival Cara Irlanda. Organizado pelo instituto Brasil-Irlanda (Irish Institute), proporciona um verdadeiro mergulho na cultura irlandesa. Serão 10 dias com muitas atividades tais como música, teatro, palestras, dança, turismo, cerveja, tradições celtas, irish coffee e outras atrações. O evento terá início no dia 17 e se encerra no dia 27. Acesse o site e confira a programação:
http://www.irishinstitute.com.br/carairlanda.html

______________________________________________________________

E você, curtiu ou vai curtir o Dia de São Patrício? Vestiu-se de verde e levou seu trevo por ái? Tomou cerveja verde? Compartilhe com a gente suas experiências.

Good dog, bad dog

Comentários
180 visitas

A cerveja (Bud Light) é fracote. Já o comercial, embora antigo, é show de bola:

Página 243 de 294« Primeira...102030...241242243244245...250260270...Última »

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: brejas@brejas.com.br

Cursos do Brejas

Participe dos cursos de cerveja do Brejas

  • Fabricação de Cerveja Caseira
  • Estilos e Degustação de Cerveja