Visita à Cervejaria Wäls

Comentários
1.523 visitas

As brejas da Cervejaria Wäls sempre frequentaram este blog.

A Wäls Dubbel é uma autêntica Strong Ale de inspiração trapista que deixa várias belgas pra trás, com notas bastante perceptíveis de castanhas, nozes, frutas cristalizadas, além de sugestões de café e chocolate. A Wäls Tripel tem percepções de damascos, maltes, leveduras e sementes de coentro. A nova Wäls X-Light é magistral àquilo que se propõe por ser uma Pilsner que se diz “light” mas que de light não tem nada (ainda bem…), e a Wäls Pilsen é, na humilde opinião desde escriba, simplesmente a melhor Pilsner brasileira.

A cervejaria mineira sofreu um duríssimo golpe em fevereiro de 2009, quando faleceu o cervejeiro Tácilo Coutinho, o “cérebro” por trás do invejável portfólio da Wäls. Foi ele quem desenvolveu receitas, métodos de fabricação e alguns maquinários até hoje imprescindíveis à fábrica.

BREJAS esteve na Cervejaria Wäls no último dia 22/08, percorrendo a nascente Rota Cervejeira de Belo Horizonte, e o que vimos foi um cenário altamente inspirador. Em que pese a sentida ausência do grande mestre Tácilo, a cervejaria vem se renovando sem perder sequer um tiquinho da excelência habitual.

A alegria por essa renovação está estampada nos rostos de Miguel, Tiago e José Felipe Carneiro, pai e filhos, que hoje comandam a Wäls. E os motivos são pra lá de alentadores. Além da crescente procura pelos rótulos já consolidados, há novidades interessantíssimas a caminho. BREJAS obteve autorização da família cervejeira para trazê-las aos nossos leitores.

A primeira é que a Wäls Dubbel está sendo lançada no mercado em garrafas de 355 mililitros com vedação a rolha de cortiça, sistema que também é utilizado nas belíssimas garrafas de 750 mililitros da breja, as quais talvez sejam as mais belas embalagens do mercado nacional. Mas essa não é a principal novidade.

Nos próximos meses, nascerá Wäls Quadruppel, a primeira nacional dentro do estilo. Refermentada na própria garrafa, a breja será maturada com chips (pequenos pedaços) de de carvalho, transferindo os toques amadeirados em seus aromas e sabores. Pensa que acabou? Pois antes de serem utilizados na breja, esses chips serão, por sua vez, também “marinados” em cachaça mineira. Sim, você leu certo. Cachaça. E de qualidade.

BREJAS experimentou a nova cerveja em estágio de maturação, antes da refermentação na garrafa — e, portanto, sem carbonatação. Com estimados 11% de potência alcoólica, a breja já está simplesmente excepcional, ostentando a sua complexidade com percepções de uvas passas, frutas cristalizadas, ameixas e madeira de carvalho, claro.

O mestre Tácilo, lá de cima, degustando uma cervejinha no reino de Gambrinus, certamente está radiante de felicidade.

7 Respostas para “Visita à Cervejaria Wäls”


  • 1 Ricardo A. Leite

    Caro Maurício,

    Pois é, Maurício, as cervas da Wäls são realmente uma “coisa”…
    Na minha modestíssima opinião, a Dubbel deles figura fácil, fácil entre as 5 melhores no estilo Ale Trapista disponívies no mercado; disputando com méritos e “pau-a-pau” com outras de nível, inclusive as importadas. Isso sem falar na excelente relação Custo x Benefício.
    Além do mais, por se tratar de uma empresa familiar (você acabou se esquecendo de mencionar o simpático Zé Felipe…), fica notório, ao degustar suas brejas Wäls, que a grande preocupação da família Carneiro é produzir produtos de qualidade e de personalidade. E cá entre nós, isso é uma “benção” para nós, amantes da boa Cerveja.
    Parabéns à Wäls e que venha a Quadruppel!! Não vejo a hora de poder degustar essa cerveja!!

    PS: Zé Felipe, ainda estou no aguardo do seu convite pra conhecer a Wäls, heim?!! rs Abraço e sucesso!!

    Ricardo – Malbec

  • Não entendi, vão substituir a Dubbel de 355ml pela de 330ml arrolhada?

    Espero que não …

  • 3 Ricardo A. Leite

    Taí… Um detalhe do relato do Maurício que não entendi. Afinal, a Dubbel e Trippel de 355ml já estão disponíveis no mercado (garrafa long neck).
    Rolha em garrafa de 330??! Estranho, não?

  • 4 Mauricio (BREJAS)

    Pessoal,
    Realmente cometi um pequeno equívoco numérico/volumétrico. As novas embalagens da Wäls Dubbel continuam contendo 355ml de breja boa, e o que muda é a vedação com rolha de cortiça (cujo protótipo está na mão do Tiago Carneiro, no filme acima).
    Ricardo, valeu pela lembrança do José Felipe. Ele não constava na matéria porque não pôde estar na fábrica no dia da nossa visita. Mas já alterei o texto, vale o registro.
    Obrigado pelos toques, Confrades!

  • Coisa boa saber dessas interessantes novidades. Efetivamente, a Wals tem inovado, crescido e agradado mercados com as mais diferentes exigências com seus choppes e cervejas. A Dubbel e a Tripel são cervejas fantásticas, referências no estilo. Ficamos no ansioso aguardo da Quadrupel. Parabés a toda familía, Miguel, Tiago e Zé Felipe e equipes!!!

  • Amei a Wäls qdo a conheci na Minas Bier Fest! O pessoal da cervejaria me atendeu super bem e conversamos bastante sobre a cervejaria. Recomendo a dubbel e trippel!

  • A Wals é hoje a melhor micro brasileira independente. Sem nenhuma concorrente próxima. Mas carece de melhor distribuição na região sul, acho que em grande parte por conta da pesada substituição de icms por estas bandas.

Deixe um comentário

Você deve logar-se para postar um comentário.

Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]