Comparativo das cervejas St. Feuillien

Comentários
521 visitas

stfeuillien1.JPG

Estão chegando ao Brasil as brejas belgas St. Feuillien, bastante populares na Bélgica — e porque não dizer, em toda a Europa. BREJAS sai na frente e traz ao leitor um comparativo entre os quatro estilos: Blonde, Brune, Tripel e Cuvée de Noël, todos já disponíveis nas boas lojas de cervejas on-line ou físicas.

Mas primeiro, a história da breja. No século 7º, o monge irlandês de nome Feuillien atravessou o Canal da Mancha e foi ao continente europeu pregar o Evangelho. Durante suas andanças, no ano 655, o religioso acabou sendo martirizado e decapitado enquanto perambulava por onde fica hoje a cidade belga de Le Roeulx. Seus discípulos, então, ergueram no local uma capela que, em 1125, tornou-se a Abadia de Prémontrés, mais tarde conhecida pelo seu nome atual: Abbaye St. Feuillien du Roeulx. A Abadia, que desde essa época já produzia a sua cerveja, prosperou até a Revolução Francesa, quando foi quase destruída pelos revolucionários. Tempos depois, com a edificação já reerguida, a influente família belga Friart associou-se aos monges para a produção e comercialização da cerveja. Esse trabalho está ativo desde o ano de 1873, e a direção da Brasserie St. Feuillien, atualmente, está a cargo da quarta geração dos Friart.

Todas as cervejas do set da St. Feuillien são de alta fermentação (ales) e refermentadas nas próprias garrafas por pelo menos quinze dias. Feitas as apresentações, vamos às brejas (clique no nome de cada uma para ver todos os detalhes da cerveja, bem como as notas e avaliações individuais de cada Confrade e usuário do BREJAS):

  • St. Feuillien Blonde – Coloração dourada e levemente turva, possui espuma com boa formação e duração. No aroma, um ótimo floral e sugestão de casca de pão. O sabor é bastante frutado, sobressaindo damascos e pêras, complementados com uma carbonatação média. O final é longo e suavemente amargo. Nota média de 3,7 no Ranking BREJAS.
  • St. Feuillien Brune – Esta excelente dubbel possui coloração avermelhada-escura, e o creme bege é denso e persistente. No aroma, muito malte torrado, com sugestões florais e frutadas. No sabor, além dos elementos aromáticos, nota-se leve presença de café e chocolate, além de uma discreta presença do álcool. O final é longo e levemente torrado, nesta breja bem balanceada que leva a nota 3,9.
  • St. Feuillien Tripel – Dourada e levemente turva, o creme desta tripel é denso e consistente. No aroma, muitas notas cítricas (damascos e frutas cristalizadas), além de uma leve sugestão de fermento de pão. O amargor do lúpulo se destaca bem no sabor, além das notas aromáticas. O álcool é bem inserido no conjunto, e o final é agradavelmente doce, pelo que a breja leva a nota 4,0.
  • St. Feuillien Cuvée de Noël – O melhor sempre fica pro final. A cerveja sazonal de Natal da Brasserie St. Feuillien ostenta colocação ocre-avermelhada linda, e o creme é bastante denso e consistente. No aroma e no sabor, notas de madeira, frutas vermelhas, malte torrado e um leve lúpulo floral. Ao mesmo tempo encorpada e suave, apresenta um excepcional conjunto. O final é longo e tostado, implorando o novo gole. Uma breja sensacional, ganhando a nota 4,4.

Este post faz parte da série Ribeirófilo uma vez que o comparativo foi realizado no bar Vila Dionísio, em Ribeirão Preto, conforme contado ontem aqui. Nossos sinceros agradecimentos ao Rogério, proprietário do incrível megapub, que forneceu as brejas e, como não poderia deixar de ser, participou e curtiu com a gente mais uma degustação do BREJAS.

stfeuillien2.JPG

2 Respostas para “Comparativo das cervejas St. Feuillien”


Deixe um comentário

Você deve logar-se para postar um comentário.



Anuncie

Anuncie no Brejas e divulgue o seu negócio:

Baixe nosso Mídia Kit

Entre em contato: [email protected]